segunda-feira, 27 de abril de 2009

Final fenomenal no domingo

Não iria deixar passar em branco a primeira partida das finais do Campeonato Paulista por razões óbvias, ainda mais depois do show de Ronaldo e sua trupe.

A partida disputada na Vila Belmiro tinha tudo para ser um grande jogo, como de fato o foi. Desde o palco, eternizado por Pelé e companhia, a Vila Belmiro ficou muito bonita para a primeira parte da festa de encerramento do campeonato. E para aqueles que tiveram o privilégio de estarem lá presentes, o sacrifício valeu a pena.

No primeiro tempo, a equipe comandada por Mano Menezes soube segurar o ímpeto adversário e começou a construir o resultado já aos pouco mais de 11 minutos com bela cobrança de falta de Chicão, o zagueiro artilheiro do Timão. Mas tinha muito mais por vir. O Corínthians continuava a apostar num esperto jogo de contra ataques, quando numa rebatida de bola, Ronaldo com extrema habilidade dominou a redonda e concluiu sem chances para o goleiro Fábio Costa. Parecia que o jogo seria mais fácil. Só parecia. A partir de então o time do Santos se organizou em campo e teve início um jogo um pouco mais equilibrado onde o time do Santos, nos pés de Kléber Pereira, perdera ao menos duas boas chances de empatar a partida. Final de primeiro tempo e o Corinthians vencia por 2 x 0.

O segundo tempo se iniciou da mesma forma que terminara o primeiro, com um Santos com toda a sua força no ataque, porém agora com um facilitador: o Corinthians havia perdido um de seus melhores jogadores em campo até então por contusão, Jorge Henrique! E o abafa do Santos surtiu efeito em jogada de Triguinho pela esquerda: Corinthians 2 x 1 Santos. Mano Menezes percebeu que começava a perder o meio campo e o poder de marcação e colocou em jogo o volante Fabinho. Aos poucos o Corinthians começou a colocar a bola no chão e em uma rápida roubada de bola e jogada do volante/meia Elias, Ronaldo Fenômeno foi lançado em posição legal, driblou o lateral Triguinho e por cobertura, em uma pintura de gol a la Pelé, deu números finais ao jogo: Corinthians 3 x 1 Santos.

Resta agora ao Santos uma vitória por 3 gols de diferença para ser campeão, feito esse não muito fácil pois joga contra o time invicto do campeonato que em apenas 3 oportunidades tomou 3 ou mais gols sob o comando de Mano Menezes e que joga em casa no próximo domingo. Já para o Corinthians, uma derrota por até dois gols de diferença ainda o torna campeão paulista. E que venha domingo no Pacaembú para que o Corinthians e Ronaldo escrevam seu nome na história do futebol paulista.

Museu do Futebol

A cidade de São Paulo conta com uma homenagem ao futebol, mais do que justa diga-se de passagem, desde o ano de 2008 no Museu do Futebol do estádio do Pacaembú. Infelizmente, eu só tive a oportunidade, vontade ou a combinação das duas anteriores de visitá-lo neste final de semana. E a impressão e surpresa não poderia ser melhores.

Sem nenhum similar em âmbito nacional, o espaço é dedicado aos clubes, aos jogadores, aos momentos de glória e decepção, Copas do Mundo e, inclusive, aos dois maiores gênios do futebol brasileiro, Garrincha e Pelé. O museu tem o potencial de tornar-se o museu mais visitado do país.

A visita ao museu é um misto de sensações, lembranças e saudosismo que encanta até mesmo aos que não gostam de futebol. As emoções podem vir por meio da visão, da audição ou mesmo do tato, uma vez que existem diversas formas de interagir dentro do acervo do museu.

O percurso se inicia em uma grande área com diversas fotografias de objetos que remetem a paixão do torcedor pelo futebol, tais como fotos e retratos de jogadores, de objetos de colecionador, escudos e flâmulas de times entre outros. Após subir a primeira das escadas rolantes, nos deparamos com uma seção que nos faz ver da onde surge o futebol, que é dos pés das crianças de nosso país. A partir dai começa o show de tecnologia, com a projeção de fotos de diversos ídolos de nosso futebol de diversas épocas em telas que ficam suspensas num amplo salão, fazendo menção aos anjos do futebol. Eis que chegamos a mais uma parte interativa do museu, quando temos diversas telas onde podemos escolher o narrador e ver gols antológicos de nossa história. Se você é daqueles que não desgrudam do radinho, pode-se ouvir também diversos narradores de todos os tempos sintonizando cada qual em sua própria “estação”. É ai que vem, a meu ver, a sala mais “emocionante” do museu, a sala “Exaltação”. Nesta sala, sob a estrutura do estádio, existem diversos telões e caixas de som que reproduzem gritos e comemorações das torcidas de todo o país. Olha, é de arrepiar mesmo, pois a estrutura até treme devido ao som das torcidas e você pode ver com precisão as caras e bocas dos torcedores acompanhando o seu time.A partir dai temos um entrelace entre história, política e futebol, desde a história de nossos ídolos, como o futebol foi evoluindo através do tempo e como ele foi retratado por artistas ao longo dos tempos, qual a situação política nos anos de copa do mundo e por ai vai, tudo muito bem fotografado e narrado. Existe ainda espaço para homenagear dois dos grande jogadores de nosso futebol (Pelé e Garrincha) e para diversos números e curiosidades sobre o nosso esporte bretão (tais como materiais utilizados na fabricação de bolas e chuteiras desde o início do futebol até hoje, regras do futebol, apelidos famosos de jogadores, etc.).

Diante de tudo que foi dito acima, para os fanáticos e torcedores do futebol é parada obrigatória; para os interessados em história e cultura, a oportunidade de mixar isso tudo com o esporte mais popular do planeta é interessante também. Fica ai a dica para um passeio familiar, não oneroso (apenas 6 reais a entrada inteira) e que realmente vale a pena. Maiores informações sobre localização e como chegar, dias de abertura entre outros acesse: Museu do Futebol.

Parabéns Pacaembú, 69 anos de história.

No dia de hoje comemoramos o aniversário de um marco na história do esporte na cidade de São Paulo, e por que não dizer, do Brasil. O estádio Paulo Machado de Carvalho, popularmente conhecido como Pacaembú, está completando 69 anos de serviços prestados ao esporte.

O estádio, inaugurado em 27 de abril de 1940 com presença do então presidente Getúlio Vargas, do interventor Adhemar de Barros e do prefeito Prestes Maia, o Pacaembú já foi palco de diversas competições esportivas e de jogos importantes. Era considerado, na época, o maior e mais moderno estádio da América do Sul, com capacidade para acolher 70 mil pessoas. Por sua história já se passaram diversas finais de campeonatos paulistas (como a deste ano, que ganhará mais tarde, destaque neste blog) e brasileiros, jogos da Copa Libertadores da América (inclusive a partida final entre São Caetano e Olímpia do Paraguai em 2002), sendo uma das sedes da Copa do Mundo de 1950 e além disso abrigou ainda a abertura e encerramento do Panamericano de 1963.

Em 1961, o Pacaembu ganhou o nome de Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, em homenagem ao homem que comandou, em 58, a delegação no mundial de futebol na Suécia. Em 1970, a capacidade de público do Estádio do Pacaembu foi ampliada em 15 mil novos lugares, com a construção do Tobogã, substituindo a concha acústica que foi palco, até então, de inúmeras apresentações culturais. O complexo esportivo conta ainda com ginásio, quadras de tênis e piscinas.

A partir de 2008, o estádio teve também inaugurado em sua estrutura o Museu do Futebol (que terá um post a parte neste blog, após a visita ao museu neste sábado passado), uma grande homenagem a história do futebol que faltava na cidade de São Paulo, sendo inclusive um dos mais modernos museus em termos de tecnologia empregada. Sem nenhum similar em âmbito nacional, este espaço será dedicado aos clubes, aos jogadores, aos momentos de glória e decepção, Copas do Mundo e, inclusive, aos dois maiores gênios do futebol brasileiro, Garrincha e Pelé.

Enfim, fica aqui os meus votos de que o estádio seja sempre preservado em prol da história do futebol no país e que possamos sempre desfrutar de suas instalações e assistir a espetáculos de esporte e cultura nesta nossa cidade. Parabéns, Pacaembú!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Os desfavores da Agência Nacional de Aviação Civil Brasileira (ANAC)

Mudando um pouco o foco ao qual o blog foi criado, não posso deixar de cometar aqui algo que tenho visto com ressalvas no mercado em que trabalho, a aviação. Foi aprovado em 22 de abril os descontos progressivos sobre passagens aéreas para destinos internacionais (EUA, Europa, África e Asia) para que daqui um ano, não exista mais piso mínimo para estes preços. E você irá me perguntar o que isso teria de desfavor, tenho certeza. Pois tentarei ilustrar um pouco do meu pensamento no restante do post.

Primeiramente é preciso entender que o piso mínimo de passagens ao exterior sempre existiu como forma de proteger nossas companhias aéreas que fazem incurssões no exterior contra a concorrência predatória das companhias aéreas internacionais, uma vez que a força e poder de capitalização destas empresas é muito maior, além do que existe muito subsídio dos governos locais em suas companhias e o custo destas em seus países é muito menor. Além disso, há de se pesar que para as companhias internacionais, o peso do tráfego com o Brasil não chega a 5% ao passo que para as companhias aéreas nacionais que investem neste tipo de mercado dependem em quase 40% destes em seus ganhos.

Dito isso, podemos começar a entender a ameaça que ronda nossas empresas frente a esta arbitrariedade da “ANARC”.

O primeiro argumento que salta aos olhos é que em momento nenhum se foi discutido revisão tributária no país para começarmos a pensar em isonomia na competição entre as companhias estrangieras e as nacionais. As empresas aéreas nacionais recolhem uma infinidade de impostos diretos/indiretos e uma outra gama gigante de gastos com pessoal e encargos tais como: FGTS, Cofins, PIS/PASEP, previdência oficial da união, tarifas bancárias e juros altíssimos, etc, enquanto as estrangeiras não são oneradas nem na metade disso.

Segundo, não contamos que o apoio dos governos, pois se antigamente tínhamos as caravelas, galeões e outras embarcações desbravando os mares e colonizando outras nações, no século 21 temos os aviões das cias de bandeira, marcando presença e atuando como mais um "braço" do jogo da geopolítica mundial. Queremos ter uma economia forte, fazermos parte dos G qualquer coisa da economia mundial precisamos ter também companhias aéreas de bandeira representando o país mundo afora.

Terceiro, não podemos esquecer que após a farra de preços baixos voltaremos a assitir o monopólio estrangiero nas rotas mais rentáveis e o que nos garantirá que quando uma ou duas companhias estrangeiras dominarem determinada rota, que os preços não voltaram a subir sem a competição nacional? Esta é a visão a curto prazo que os excelentíssimos senhores membros desta agência reguladora tomam como base para esta medida descabida no atual cenário econômico.

Quarto, as empresas nacionais empregam milhares de brasileiros e entre o emprego de um brasileiro e de um americano, é mais do que lógico que devemos preservar o que é nosso, por natureza. E já existem burburinhos de que a empresa pensa em demitir para enfrentar de frente esta liberação e a crise que já ronda o setor a um certo tempo. Entre a sobrevivência de uma American Airlines da vida e da nossa TAM, é evidente que eu prefiro a TAM, com todos seus defeitos e virtudes, pois ela é brasileira e recolhe impostos locais e gira a roda de nossa economia.

Diante de todos os argumentos expostos acima, temos uma ameaça rondando os aeroportos brasileiros. Gostaria de entender pq esta agenciazinha reguladora não tenta melhorar a eficiência do nosso setor aéreo, não melhora a infraestrutura aeroportuária do país e por fim não inicia de vez uma reorganização de todo setor a fim de fortalecer nossas empresas, criando ai sim competitividade de verdade e não simplesmente liberando a bel prazer o preço das passagens ou liberando aeroportos aqui e ali para novas/velhas entrantes. Dêem suas opiniões na caixinha de comentários do balaio.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Museu Nacional do Crime

Você já pensou em, mesmo por brincadeira, cometer um crime?

Calma la pessoal, não estou aqui cometendo qualquer tipo de apologia ao crime ou coisa similar mas quero deixar uma dica especial para aqueles que curtem viajar ou que são como eu, sonhadores acordados que estão sempre lendo, fuxicando e procurando novas dicas e locais para quem sabe um dia ter a oportunidade de conhece-los pessoalmente.

Neste caso específico, estou falando do Museu Nacional do Crime e Castigo, em Washington DC, capital do Estados Unidos da América. E o negócio funciona mais ou menos assim: você escolhe as infrações criminais disponíveis numa série de displays interativos que além disso contam a história do crime e a evolução da investigação e da justiça americana e “executa o crime”. Pode ser um hacker a invadir um sistema ultra secreto, arrombamento de bancos empunhando metralhadoras e assim por diante. E o melhor de tudo, você cometerá seu crime e não deixará rastros por onde passar.

Depois de se divertir, você ainda pode visitar instrumentos medievais de tortura (tais como guilhotinas, damas de ferro, etc.), cadeiras elétricas e outros além de documentários tais como “os mais procurados da américa” e muitas outras atividades dentro do museu.

O museu é composto de 3 andares e tem ainda estúdio especializado, hotline de triagem de pistas sobre procurados de verdade pela justiça e diversas outras coisas legais para se visitar.

Enfim, fica a dica pra todos os viajantes, futuros viajantes, turistas ou mesmo sonhadores, assim como eu. Maiores informações, visitem o site do Museu do Crime.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Dr. Hollywood

Nada é mais atual do que cirurgia plástica no Brasil, levando em conta que o país é o segundo no ranking de cirurgias efetuadas no mundo, sejam estas por motivos estéticos ou de doenças propriamente ditas, atrás somente do EUA neste ranking. E como se diz o velho ditado, foi juntando a fome com a vontade de comer que a RedeTV incluiu em sua grade de programação dominical o programa Dr. Hollywood (Dr. 90210 nos EUA).

O programa vai ao ar aos domingos as 23h na RedeTV, conforme dito anteriormente, e tem como premissa ser um “reality show” que mostra como é o dia-a-dia do Dr. Robert, um dos cirurgiões plásticos mais requisitados em Beverly Hills – bairro de Los Angeles onde mora a maioria das estrelas de Hollywood -, e de outros onze médicos mestres no bisturi. A cada episódio, aparecem casa, família, passeios e (pasmem!) até mesmo brigas dos cirurgiões plásticos com suas esposas e namoradas, além é claro de casos de pacientes com seus problemas/anseios em relação ao tema central, a cirurgia plástica. Ao final de cada episódio, são mostrados os resultados obtidos em cada um dos pacientes e a reação de cada um à sua cirurgia.

Este reality show já está no ar a mais de 4 anos lá fora (no Brasil desde Dezembro do ano passado) e já conta com exibição em mais 173 países, junto com o Brasil. Muito do sucesso do programa se dá também ao protagonista ser brasileiro e da química gerada entre ele e a apresentadora do programa, a modelo Daniela Albuquerque. O sucesso é tanto que até adaptações já foram feitas na versão brasileira, como por exemplo a inserção de um episódio onde a apresentadora viajou aos EUA e passou um dia na cola do Dr. Robert e fez diversas entrevistas/matérias com o mesmo.

O cirurgião protagonista do programa saiu do Brasil a 35 anos e desde então vive nos EUA. Foi para lá com a intenção de ser ator, inclusive tendo se formado e obtido licença para atuar por lá. Só que não esperou as coisas caírem do céu e enquanto esperava a chance de estrelar na televisão conseguiu adequar sua vida e cursou faculdade de medicina tendo se especializado em cirurgia plástica. Depois de obter fama e bons resultados como cirurgião das estrelas conseguiu finalmente tirar da gaveta um sonho e criou seu próprio programa de televisão.

O programa em si é bem divertido e mostra pessoas de diferentes raças, cores, classes sociais e com diferentes anseios em busca de um único objetivo: a tão sonhada cirurgia plástica. Como o horário não apresenta melhores opções no domingo, fica a dica de quem quer ver um programa descompromissado, um reality show de nível bem melhor que os BBBs da vida e que pode até nos inspirar em busca de nossos objetivos, se levarmos em conta as histórias de alguns pacientes ou mesmo a do próprio Dr. Robert. Para maiores informações, acessem o site da RedeTV dedicado ao programa, da onde inclusive retirei a foto que ilustra este post: Dr. Hollywood.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Lacuna Coil

Fugindo um pouco do assunto que dominou o balaio nos últimos dias (futebol), em minhas habituais fuçadas pela internet me deparei com o som de uma banda que, apesar de parecer um pouco deslocada de época, me agradou muito. Estou falando da banda chamada Lacuna Coil, que possui um som gótico bem pesado, mesclando o som das guitarras e teclados, inconfundíveis para o estilo musical, e ainda alternando vocais femininos e masculinos ao longo de suas músicas.

A banda foi formada na Itália na década de 90, país onde a cena musical para este gênero não é considerada forte, e já teve outros nomes e outras formações até chegar na atual. Mesmo assim o país assistiu ao nascimento de uma banda com fortes influencias de Paradise Lost, Type O Negative e outras similares, com extrema competência e com um som de muita qualidade. Pelo que puder apurar em minhas pesquisas a banda já possui 5 discos na carreira (In a Reverie (1999), Unleashed Memories (2001), Comalies (2002), Karmacode (2006) e Shallow Life (2009)) além de Eps e compactos, além de ter gravado diversos videos e material ao vivo. Além disso, já participaram de diversos festivais em países europeus e em visitas a américa também, como o Dynamo Open Air e o Ozz Fest.

De qualquer forma, com talento e personalidade, a banda italiana segue sua trilha de sucesso ao longo dos anos e se consolida como um ícone dos headbengers mais tradicionais aos simples apreciadores do bom e velho metal. Quem quiser mais informações pode acessar o site oficial deles: http://www.lacunacoil.it/ .

segunda-feira, 20 de abril de 2009

A volta dos que não foram

Foi com um certo prazer que assisti hoje ao programa Arena Sportv. Ta certo que nem prestei muita atenção ao programa pois confesso que ainda estava em estado de graça em função do final de semana e além disso estava um pouco cansado de ouvir sobre o paulistão, Ronaldo e afins. Mas meu prazer se deu ao ver a figura de Casagrande de volta ao programas esportivos, ao menos na TV por assinatura, por enquanto.

Esta foi a primeira aparição de Casagrande em um programa esportivo desde que se afastou por causa do envolvimento com drogas e álcool e estava em tratamento desde Setembro de 2007.

Fico feliz em ver de volta um cara que sempre lutou pra conseguir o que queria na vida, foi ídolo quando jogou no Corinthians e era um bom comentarista televisivo. Sei que as drogas destroem a pessoa e que muitas vezes a pessoa não é curada. Eu até nem acredito muito em ex-drogado mas, fico torcendo pela volta por cima do “Casão”.

No último mês de Março, Casão recebeu uma justa homenagem de torcedores do Corinthians, quando visivelmente emocionado, tinha finalizado todo seu período de recuperação.

Força Casão, você representa muito pro Corinthians, pro Futebol e pro esporte em geral. Bola pra frente na sua “vida nova”.

Semifinais do Paulistão – Pt.2

Finalizada a rodada semifinal do campeonato paulista, e os times que vinham de vitória na primeira partida mantiveram sua vantagem e se classificaram as finais: Corinthians e Santos.

Confesso que ainda estou em estado de graça com o jogo do Corinthians no domingo, e até por isso demorei um pouco a escrever alguma coisa por aqui, mas a emoção foi muito grande e o desgaste, pelo menos dos nervos, fez com que eu esperasse dormir e descansar pra poder lhes passar algumas impressões sobre a rodada do final de semana.

O Santos jogou de forma muito inteligente e atacou o Palmeiras desde o primeiro minuto de jogo no sábado, fazendo valer a máxima de que a melhor defesa é sempre o ataque. Tivemos destaques positivos e negativos na partida: Madson, o pequeno notável da Vila Belmiro me encanta por um futebol voluntarioso e habilidoso além de sua incrível velocidade e pulmão; Pierre do Parque Antártica é um caçador e guerreiro em campo, incansável na marcação de seus adversários; Diego Souza mostrou que nunca será um grande jogador pois não tem a cabeça e equilíbrio para tal tendo em vista a bobagem que fez ao ser expulso em jogada esquisita com o zagueiro Domingos (apesar de que a circunstância em que foi expulso e o que houve com o jogador Domingos deveria ser no mínimo investigado pois o zagueiro alvinegro entrou com claras intenções de tumultuar o jogo e vibrou com o que fez); e para mim, a grande decepção foi o tal de Keirrison, pintado por nossa imprensa marrom como um grande jogador e coisa e tal, mas que no final sempre que o time do Palmeiras precisou dele mesmo, ele se omitiu e se escondeu da responsabilidade chegando ao ponto do técnico Wanderley Luxemburgo pedir, de forma nada amigável, para que ele acordasse no jogo de sábado. A arbitragem eu nem comento mais, pois foi horrível do começo ao fim do campeonato. E deu no que deu, mais uma vez Santos 2 x 1 Palmeiras.

Já no domingo, de forma brilhante, o técnico Mano Menezes (que hoje eu parabenizo pela ousadia e aprendizado com erros passados) soube ter paciência e armou um Corinthians mais uma vez com três atacantes e calmo, rodando de forma consciente a bola de uma lado a outro do campo e soube segurar de forma equilibrada o ímpeto do São Paulo que precisava da vitória. Destaques não faltaram na equipe alvinegra, entre os quais: Ronaldo, em mais uma excelente partida, chamou o jogo, voltou ao meio campo e deu passes preciosos além de duas arrancadas que remetem a antiga fase de fenônemo além é claro do golaço marcado; Douglas muito eficientes e certeiros , foi combativo e ainda apareceu na frente pra concluir em gol; Jorge Henrique, que se doou ao time, correu, marcou, foi pra lateral e soube como ninguém segurar a bola no ataque. Já pelos lados do São Paulo, os destaques positivos e negativos foram: Hernanes vem caindo de produção e mais uma vez nada apresentou em campo; o volante Jean é um leão e apareceu na marcação e no ataque tricolor; Rodrigo se destemperou com as bonitas jogadas do atacante Dentinho, apelou e foi justamente expulso; além disso Bosco, que nenhuma culpa teve nos gols do Corinthians, substituiu a altura o capitão são paulino Rogério Ceni. Saldo final do jogo: Corinthians 2 x 0 São Paulo, gols de Douglas e Ronaldo. Outro detalhe importante é o fato de que, além de ter chegado na final do campeonato, o Corinthians manteve ainda sua invencibilidade no ano, sendo o único clube no país com este status. O clube alvinegro chega portanto mais que credenciado para a decisão.

Hoje pela manhã foram acertados os locais das partidas finais, e deu a lógica seguida no campeonato: primeira partida na Vila Belmiro e segunda no Pacaembu. Resta agora torcer para que a paz reine nestes jogos e que não assistamos mais as batalhas entre torcedores (rivais ou não) e a polícia. E que venha o próximo domingo!!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Divulgação de um trabalho mais que bem feito

Prezados leitores deste blog, este post será rápido e rasteiro apenas para divulgar o trabalho de um cara que eu não conheço, mas que passei a admirar a cada post e mensagem que lia do mesmo em fóruns de discussão.

É inegável como esta pessoa tem o dom de se expressar por palavras e textos escritos que retratam a realidade, calcando-se em nada mais que fatos, sim, fatos que ocorreram e que ocorrem no dia a dia do nosso clube querido, o Sport Clube Corínthians Paulista.

Para aqueles que como eu sentem o sangue alvi-negro correr em suas veias, defendem com unhas e dentes os interesses e os acontecimentos do coringão, vale a leitura, até pq é inegável o quanto de cultura e conhecimento se pode assimilar a partir destes textos.

Bom, falei de mais, acessem: http://resistencia777.blogspot.com/.

Depois, deixem suas opiniões a cerca de seus textos e nos juntemos a " Resistência Corinthiana".

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Quartas de Finais da Champions League – Pt. II


Nesta terça e quarta feira foram decididas as vagas para as semifinais da Copa dos Campeões da Europa, nos jogos de volta das quartas de finais que envolveram Bayern de Munique e Barcelona, Chelsea e Liverpool, Arsenal e Villareal e ainda Porto e Manchester United (atual campeão da liga).

As previsões iniciais de quando foram sorteados os confrontos enfim se fizeram valer e os times considerados favoritos em seus duelos passaram a próxima fase, destaque para os times ingleses que colocaram 3 entre os 4 semifinalistas.

Vou comentar rapidamente o jogo entre Barcelo e Bayern uma vez que só li e ouvi a respeito do mesmo, mas o Barça havia imposto uma goleada maiúscula diante doas alemães e fez somente por controlar o jogo de volta, adiministrando sua enorme vantagem, tendo como resultado final deste jogo 1 x 1. Barcelona avançou as semifinais.

Já o jogo entre Liverpool e Chelsea foi digno de uma quartas de final de um campeonato como a Champions League. O Liverpool vinha de uma derrota por 3 x 1 no jogo de ida e precisava de um resultado positivo e expressivo. Para tanto, o time dos reds começou ligado e foi logo pra cima dos blues assim que o juiz apitou o início do jogo. Foi assim que ainda no primeiro tempo conseguiu abrir 2 x 0 no marcador, com o time do Chelsea irreconhecivel em campo, totalmente desligado e acuado diante do ímpeto dos reds. Já a história do segundo tempo foi bem diferente e o Chelsea entrou em campo muito mais ligado, empatando o jogo em 2 x 2 mostrando seu poder de reação. Mas ainda tinhamos mais por vir. O Liverpool conseguiu ainda fazer 3 x 2 mas logo depois sofreu novo empate e o jogo seguia tenso. Se aproximando dos quinze minutos finais, o Liverpool se colocou em vantagem mais uma vez, chegando a 4 x 3 e mais um único gol os classificaria para as semifinais. Mas o Liverpool não contava com Lampard, que em tarde inspirada fez seu segundo gol e colocou números finais a partida: Liverpool 4 x 4 Chelsea. Destaque para os brasileiros que marcaram com Fábio Aurélio e Lucas para os reds e Alex para os blues. O Chelsea sai classificado e enfrenta o Barcelona na fase semifinal da competição.

Já nesta quarta feira não acompanhei nem vi muita coisa sobre o jogo do Arsenal, a não ser o repeteco de seus gols durante a transmissão de Porto e Manchester United e portanto não irei me alongar muito no ocmentário. O time de Londres, jogando em seu estádio, conseguiu impor seu vistoso estilo de jogo e atropelou o Villareal por 3 x 0. Arsenal avançou de forma categórica as semifinais.

Agora, o jogo mais esperado por mim, pois sou fã do time do Manchester desde a época do francês Eric Cantona e gosto muito do futebol jogado pelo atual melhor jogador do mundo, o português Cristiano Ronaldo. O Manchester United precisava de uma vitória simples jogando em Portugal uma vez que havia empatado em 2 x 2 o primeiro jogo em seus domínios e um empate por 0 x 0 ou 1 x 1 ainda classificaria o time do Porto para as semifinais. O Manchester começou o jogo bem ligado e sabia que não precisava se arriscar de mais para conseguir o resultado. Foi então que a estrela do portugês Cristiano Ronaldo brilhou pois em bela jogada individual e com um belo chute de média a longa distância (antes até da intermediária) ele inaugurou o marcador em favor do seu time. A partir dai, o time da Inglaterra fez prevalecer sua experiência na competição e soube adiministrar o resultado e suportar a pressão adversária até o final do jogo. O Manchester sai classificado e irá fazer a semifinal caseira diante do Arsenal para decidir quem disputará o título deste ano.

E que venham as semifinais!!

Nota do balaio: Créditos da imagem para o site do Terra.

terça-feira, 14 de abril de 2009

E então, você será.. CORINTHIANS!!!!

Ao meu Filho:

Um dia, quando você crescer, eu vou te levar pra ver um jogo do Corinthians.Vou te levar na arquibancada, no meio da torcida. E aí, não vou precisar fazer mais nada!A massa fará você se arrepiar. Os cantos farão seu coração tremular como uma bandeira viva. E a paixão... a paixão fará seu sangue ferver!

Quando o Time entrar em campo, lhe faltará voz. Será como se cada um daqueles jogadores que vestem aquele manto fossem parte de você.Você sorrirá com os dribles e a habilidade de uns... arrancará os cabelos com a ruindade de outros.... e, principalmente, pulsará com a raça de todos!

Você vai aprender que o melhor nem sempre é o que vence. E que nem sempre o que mais vence é o melhor.... tampouco o maior! Aprenderá que, para crescer, o amor não precisa de títulos.Você não entenderá muito bem o motivo desses sentimentos. Mas entenderá rapidamente que "ser fanático" é uma coisa a qual você não poderá fugir. E o que para muitos é algo incompreensível (fanatismo), pra você nada mais é do que ser Corinthiano!

Você entenderá porque somos chamados de Fiel. E será sempre Fiel, pois mesmo na derrota mais humilhante, ninguem calará o seu canto. NINGUÉM CALARÁ O NOSSO CANTO! O canto de um Bando de Loucos!!

Você irá chorar muitas vezes. Mas sorrirá muitas mais.Por outro lado, você não entenderá muita coisa.Não entenderá por exemplo, como nossa torcida é capaz de ganhar jogos. Não entenderá porque o time vibra da mesma forma e na mesma intensidade que nós.Então, meu filho, você saberá que nasceu fardado a ser Corinthiano, pois aprenderá que Corinthiano não é um estado de "estar", mas sim de "ser".

E então, você será.. CORINTHIANS!!!!

Nota do balaio: Texto de autor desconhecido porém mereceu minha atenção pela intensidade e emoção que transmite àqueles que como eu, sabem o que é ser CORÍNTHIANS!

A contusão de Rogério Ceni

Na tarde de ontem os torcedores são paulinos tiveram uma péssima notícia, agravada na manhã de hoje : seu maior ídolo dos últimos anos, o goleiro Rogério Ceni, sofreu grave lesão no tornozelo e deverá ficar pelo menos 6 meses longe dos gramados.

Rogério participava de um recreativo na reapresentação do elenco tricolor, em um campo de futebol society juntamente com seus colegas de trabalho quando em um lance isolado e sozinho, prendeu o pé no gramado e logo em seguida caiu gritando de dor.

Sempre considerei o Rogério um cara egoísta e mau carater, pois foi articulador em várias oportunidades de situações que viriam a queimar outros jogadores que vinham para o São Paulo e começavam a aparecer mais do que a sua estrela. O caso mais emblemático desta situação foi com o jogador Ricardinho, vindo do Corínthians na época e com status de craque. Além disso nunca quis que seus reservas imediatos tivessem muita chance, talvez por medo de perder a posição, acelerando sempre sua volta de pequenas contusões ou não querendo participar de rodizios ou mesmo ser poupado de jogos considerados menos importantes. Porém não posso deixar de considerar a situação triste para um jogador em final de carreira, sempre dedicado a seu time e aos treinamentos.

O goleiro joga desde que iniciou sua carreira no São Paulo e fez toda sua carreira por lá. Nos últimos anos conquistou tudo que um jogador poderia querer: títulos brasileiros, da libertadores, mundiais e inclusive uma copa do mundo pela seleção brasileira. Nunca teve a ambição de sair do tricolor e até mesmo por isso se tornou o ícone deste time vencedor. O jogador nunca havia sofrido contusões graves, a mais grave que me recordo foi um problema no joelho mas que em um mês de tratamento já estava de volta a ativa. Agora porém a história é outra pois o jogador já tem uma idade avançada e sua recuperação deve ser lenta.

No meu entender Rogério deveria começar a pensar em aposentadoria e dar chance a outros goleiros que o São Paulo possui, que a meu ver tecnicamente não deixam nada a dever para o colega contundido a não ser pelas cobranças de faltas e gols marcados. Aliás, Rogério já vinha enfrentando uma fase ruim, com falhas nos três últimos jogos e me parecia até certo ponto disperso e desligado das partidas. A escassez de gols na temporada é outro sinal de que a luz amarela começa a incomodar o atleta. Deveria parar enquanto está por cima na carreira ou pode colocar por água abaixo toda uma carreira de glórias pois como já estamos cansados de saber, o torcedor e dirigentes são extremamente passionais e até que ponto iriam tolerar seguidas falhas e resultados ruins em campo?

Fica aberto o canal de mensagens do balaio para que suas opiniões sobre o assunto possam ser compartilhadas comigo. Aguardo vocês.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Semifinais do Paulistão – Pt. I

Neste sábado e domingo tivemos início às finais do Campeonato Paulista de Futebol 2009. No sábado tivemos a primeira partida entre Santos e Palmeiras, na Vila Belmiro e no domingo tivemos a partida de ida entre Corínthians e São Paulo.

Da partida entre Santos e Palmeiras vou me basear meramente no que ouvi e li, pois estava no meio do meu feriadão e não tive como acompanhar a partida. O Palmeiras mesmo em meio a disputa da Copa Libertadores da América apostou alto no Paulista e veio a campo com o que tinha de melhor. A Vila Belmiro apresentava pouco mais de 17 mil pagantes, o que a tornava praticamente cheia e o típico caldeirão pró Santos. O primeiro tempo foi bem movimentado com alternância entre os dois ataques, do começo ao fim, sendo que terminou equilibrado como começara: Santos 1 x 1 Palmeiras. Logo no comecinho do segundo tempo, a promessa santista Neymar tratou de desempatar o jogo em favor do Santos. O segundo tempo manteve a mesma pegada do primeiro, onde ambos os times buscaram o resultado, com o Santos se utilizando dos contra ataques para tentar liquidar de vez o Palmeiras. No final, o placar se manteve em Santos 2 x 1 Palmeiras. E que venha o próximo sábado e o Parque Antártica.

Já no domingo tivemos o jogo que eu acompanhei na íntegra, no mínimo óbvio o pq, entre Corínthians x São Paulo no Pacaembú. O jogo em si foi muito equilibrado, com ambas as equipes criando oportunidades de gol e hora os goleiros trabalhavam bem outras os atacantes é que não faziam direito a sua parte. O São Paulo saiu na frente com gol do zagueiro Miranda, em jogada duvidosa, mais uma vez de bola parada. Mas deixarei pra comentar um pouco sobre a arbitragem depois. O Corínthians então empatou pouco depois em bela jogada individual do volante Elias, decretando assim números finais ao primeiro tempo : Corínthians 1 x 1 São Paulo. Logo aos 10 minutos de jogo o São Paulo teve o zagueiro André Dias expulso em jogada faltosa em cima de Elias. A partir dai o que se viu foi um maior domínio da equipe do Corínthians na partida, onde o alvinegro de Parque São Jorge criara pelo menos mais três ótimas chances com Ronaldo (2) e Jorge Henrique. Rogério Ceni mostrava o por que atingiu o status de ídolo da equipe tricolor pois mesmo em péssima fase contou com a sorte em um chute fraco de Douglas que só parou na trave, após o goleiro são paulino bater roupa mais uma vez. Quando tudo caminhava para um final em pé de igualdade, eis que aos quase 48 minutos do segundo tempo Christian rouba de Jorge Wagner uma bola quase no meio campo, caminha com ela até as proximidades da grande área e de fora acerta um lindo chute no canto esquerdo baixo de Rogério Ceni, dando números finais a partida: Corínthians 2 x 1 São Paulo. Com direito a comemoração especial em homenagem as meninas do time do Morumbi.

Mais uma vez o time do Morumbi saiu reclamando da arbitragem, atitude recorrente sempre que perde uma partida. Mano Menezes, técnico do Corínthians, também cutucou a arbitragem em geral neste campeonato. Aliás, a arbitragem do Sr. Sálvio Espinola mais uma vez deixou a desejar. O árbitro e seus bandeirinhas pareciam nervosos e com marcações equivocadas e a falta de pulso em punir o excesso de vontade dos jogadores foi elevando a temperatura da partida. A entrada de Ronaldo em André Dias logo no início da partida, a meu ver, foi punida como deveria e não havia necessidade de expulsão até aquele ponto da partida. No gol do são paulino Miranda, diversas irregularidades aconteceram quase que de forma simultânea. A expulsão de André Dias é questionável. Toda falta e escanteio que ocorria era um tal de puxa camisa daqui, abraça dali, tudo com a conivência do árbitro. Até quando iremos conviver com estes árbitros sem preparo, ou seriam mal intencionados? E ainda pensamos em organizar uma Copa do Mundo neste país.

Restam agora as partidas de volta das semifinais do campeonato, no próximo final de semana. Quem serão os finalistas? Façam suas apostas!!!

Nota do balaio: Créditos da foto para Djalma Vassão / GazetaPress

quinta-feira, 9 de abril de 2009

E o Palmeiras respira...

Na noite de ontem tivemos o jogo mais importante do ano do futebol brasileiro até aqui, duelo brasileiro pela fase de grupos da Copa Santander Libertadores, entre Sport e Palmeiras, na Ilha do Retiro.

O Palmeiras entrou em campo pressionado por dois resultados negativos nas duas primeiras partidas desta fase do campeonato: derrotas para LDU do Equador e Colo Colo do Chile, sendo que esta última em pleno Parque Antártica. O time de palestra Itália precisava então de uma vitória para ainda respirar chances de classificação a primeira fase e não ser desclassificado prematuramente da Libertadores, grande objetivo do time no ano.

O jogo começou bastante truncado, com muita marcação e faltas pelo lado alviverde. É até contraditório pensar que o time do Palmeiras tenha atuado desta forma uma vez que o time é conhecido até aqui na temporada por ser um time ofensivo, com grandes problemas defensivos que nem o experiente jogador Edmilson consegiu sanar quando de sua contratação. Aos poucos porém, algumas poucas chances foram aparecendo para ambos os lados, o Sport pressionava porém com posse de bola estéril, e o Palmeiras explorava bem os contra-ataques e espaçõs deixados pelo time pernambucano. O goleiro Marcos vinha se destacando ajudando o Palmeiras nas vezes em que foi acionado, com defesas importantes como a que praticou no chute certeiro do zagueiro Igor. Mas quem foi mais objetivo foi o Palmeiras, que em jogada de bola parada cobrada por Cleiton Xavier e contando com o desvio de Maurício Ramos, abrindo o placar. Intervalo de jogo.

Na volta do intervalo o Sport tentou abrir mais o jogo, sendo mais ofensivo em busca do gol de empate. Keirrison, mais uma vez apagado em jogos decisivos, saiu do time quando Luxemburgo buscou um esquema mais defensivo para evitar a pressão do Sport e Marcos contiunou com partida impecável e evitando o gol de empate em belo chute de Paulo Baier. Mais uma vez a estrela palestrina brilhou e Diego Souza, um dos destaques do jogo, fez grande jogada individual e deu números finais ao jogo: Sport 0 x 2 Palmeiras. Jogo de volta semana que vem, desta vez no Palestra Itália.

O Palmeiras dormiu em terceiro do grupo, porém voltando com força em busca da vaga para as oitavas de final. Aguardemos os próximos capítulos desta saga.

Nota do balaio: Créditos da foto Agência EFE e site Lancenet.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Quartas de finais da Champions League - Pt. I

Passados os jogos de ida das quartas de finais da Copa dos Campeões da UEFA, temos dois resultados que podem ser considerados no mínimo surpreendentes se considerarmos apenas a campanha dos times na competição.

Ontem, terça feira, tivemos o empate do Manchester United (atual campeão da liga) diante do time do Porto, em Old Trafford. O resultado não é de todo ruim porém muitos esperavam, e eu me incluo neste grupo, uma vitória do clube inglês tendo em vista a campanha que o clube vinha desempenhando até então. Apesar de alguns tropeços no campeonato inglês, o time ainda é o primeiro colocado com dois jogos a menos que o segundo colocado, o Chelsea, e com um a menos que o terceiro colocado, o Liverpool. Embora não tenha acompanhado estes jogos, o que vi e ouvi é que o Manchester não apresentou um futebol muito bom não. No outro jogo, o Arsenal conseguiu um empate considerado bom ante ao Villareal, na Espanha.

Já nos jogos desta quarta feira, a vitória por goleada do Barcelona por 4 x 0 ante o Bayern de Munique pode ser também considerada surpreendente uma vez que o time alemão vinha de duas goleadas nas oitavas de finais frente ao Sporting de Lisboa e é atualmente o segundo colocado co Campeonato Alemão. Porém o que se viu foi um dominio completo do time catalão, em seus domínios é verdade, com facilidade de chegar ao gol adversário. Com este resultado acho que o Barcelona garante a vaga, mesmo tendo que jogar ainda na casa do Bayern, em Munique.

Finalizando a rodada, um jogo sem muita surpresa pois eu o considerava imprevisível: vitória do Chelsea por 3 x 1 contra o Liverpool. Resultado que pode ainda ser revertido pelo time guerreiro dos reds.

Já coloco em xeque a hegemonia do futebol inglês na Copa dos Campeões, uma vez que o Manchester vai ter que suar um pouco pra passar pelo Porto e Portugal, uma vez que o empate por até um gol favorece o time português. Já o Arsenal joga em casa, mas apesar de jogar um futebol vistoso baterá de frente com um time voluntarioso e casca dura e tenho minhas dúvidas quanto a competitividade do time inglês.

E vocês, o que esperam da conclusão das quartas de finais na próxima semana?

Nota do balaio: Crédito das foto para ©Getty Images - Site da UEFA

Ayrton Senna para colecionador!

Para os brasileiros aficionados por velocidade , mais precisamente pela Fórmula 1, e que guardam no coração seu maior ídolo na modalidade, Ayrton Senna, será lançado em breve uma maneira de relembrar suas grandes conquistas e vitórias nas manhãs de domingo: a empresa japonesa Kotobukiya em parceria com a PiziiToys está em fase final de elaboração de uma estatueta colecionável do corredor brasileiro.

O licenciamento com a família Senna foi conduzido diretamente pela PiziiToys e as primeira imagens do protótipo modelo foram divulgadas hoje pelo site de entretenimento Omelete, a quem inclusive devo os créditos deste post por me darem tal inspiração.

O protótipo representa Ayrton Senna no lugar mais alto do pódio, e segundo plaqueta de identificação, remete a vitória dele no Grande Prêmio de Suzuka em 1993. Vale lembrar que este foi o último ano de Senna guiando o carro da McLaren pois no ano seguinte ele viria a se transferir para a Willians e aquele fatídico acidente o tiraria das disputas, e da vida, para todo sempre. Esta estatueta também comemora de forma indireta os três títulos conquistados por Senna na categoria dirigindo por esta escuderia.

A estatueta é feita em polystone e tem em torno de 37 centímetros de altura e será lançada como série limitada a aproximadamente 2,5 mil peças numeradas. Provavelmente tal peça chegará ao Brasil ainda este ano na Abrin no estande da PiziiToys (agora no mês de abril) e para vendas em meados de julho.

Enfim, para os aficionados por colecionáveis também, esta estatueta promete ser um prato cheio. É claro que com a realidade brasileira, o preço deve ser pra lá de salgado, mas, afinal este tipo de “brinquedo” é só pra gente grande mesmo.

Nota do balaio: Mesmo já mencionado durante o texto, a notícia e a foto foram retirados do site Omelete, portanto, eles tem o crédito por parte do texto e pela foto.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

A dança dos técnicos

É engraçado como no Brasil grande parte da culpa pelos insucesso obtidos por determinado time de futebol é atribuido exlusivamente aos técnicos, que normalmente quando encontram um período de dificuldade com alguns resultados ruins a frente de seus clubes, são demitidos sumariamente e sem muitas explicações. Este post vem de encontro até com um outro que fiz logo no início deste blog: Fritura dos técnicos de futebol.

A última vitima desta natureza se deu neste final de semana após mais um GreNal, clássico que envolve as maiores torcidas do Rio Grande do Sul, as torcidas de Grêmio e Internacional respectivamente, e atende pelo nome de Celso Roth. O técnico já vinha balançando no comando do tricolor gaúcho e bastou mais um mau resultado frente a seu principal rival para que a diretoria gaúcha perdesse de vez a paciência e demitisse o técnico.

Fico imaginando se no Brasil os técnicos tivessem a tranquilidade adiquirida por grandes nomes do futebol europeu como Sir Alex Fergusson, que por mais de duas décadas dirige o time do Manchester United entre altos e baixos, se eles teriam algum sucesso em criar trabalhos a longo prazo, criando times com padrão de jogo assimilado e mostrando sua filosofia de trabalho como marca registrada.

É claro que não há como não contar com a força financeira que estes clubes europeus tem em favor de seus técnicos, montando verdadeiros esquadrões de fazerem inveja a qualquer seleção nacional. Porém a aposta no trabalho do treinador vem rendendo os frutos esperados também, uma vez que o mesmo pode desenvolver seu trabalho e aplicar todo seu conhecimento sem a pressão dos resultados. E é claro que os resultados aparecem de forma natural.

Existem exemplos crassos da continuidade do trabalho aqui no Brasil, sendo o mais perfeito exemplo o técnico do São Paulo Muricy Ramalho, que fez com que o time se tornasse campeão por 3 vezes consecutivas do Campeonato Brasileiro entre outros feitos. Podemos observar que mesmo com a mudança de diversas peças no elenco tricolor, a mesma pegada e padrão de jogo pode ser observado ao longo dos 3 anos em que o técnio Muricy se encontra comandando o clube. Exemplos em menor escala, inclusive de tempo, podem ser também observados através do técnico Mano Menezes a mais de ano a frente do Sport Clube Corínthians Paulista, ou mesmo de Nelsinho Baptista a frente do Sport Clube do Recife.

O que falta no Brasil, é claro e evidente, são cartolas comprometidos com o bem estar dos clubes, interessados em montar times campeões e que não estejam somente pensando em obter lucros e maneiras excusas de terem quaisquer tipos de vantagens financeiras e/ou pessoais. Agora gostaria de pedir a vocês, leitores do balaio, que compartilhassem comigo suas opiniões acerca deste assunto se utilizando da caixinha de comentários do blog.


Nota do balaio: Créditos da foto pra globoesporte.globo.com

O derradeiro fim do império?


Adriano Leite Ribeiro, ou simplesmente Adriano, atualmente jogador da Internazionale de Milão e conhecido principalmente por seu apeplido “ O Imperador”, ultimamente tem sido sinônimo de confusão e atrasos em suas reapresentações à equipe italiana. O que estaria acontecendo com este jogador?

Adriano foi revelado pelo Flamengo do Rio de Janeiro em 1999 com apenas 18 anos e como a maioria dos jogadores de sucesso no Brasil, teve uma infância muito difícil semeada de pobreza e incertezas na vida. A carreira como jogador de futebol parecia ser a luz no fim do tunel para uma criança / adolescente que vivia em contato iminente com o crime, tráfico e coisas relacionadas. Somente parecia.

Ao invés de aproveitar a sorte que a vida lhe sorriu, com a transferência para a Europa e oportunidade de fazer o tão falado “pé de meia”, Adriano tem aparecido constantemente na mídia mas não por seu futebol ou conquistas na carreira e sim por seus atos de indisciplina fora das quatro linhas. Fotos reveladas em festas intermináveis regadas a muita bebida, cigarros, mulheres, travestis e sabe-se-la o que mais tem sido divulgadas com frequencia pela midia, atos que não combinam com um atleta. Somente nesta temporada já foram 4 atrasos em reapresentações a seu atual clube que culmiaram com 4 multas financeiras ao atacante. O que tudo indica, é mais um caso de deslumbramento que o futebol costuma nos contar. Atualmente seu nome tem sido atrelado até ao de traficantes, com festas em favelas financiadas com dinheiro do tráfico de drogas em sua cidade natal, o Rio de Janeiro.

Uma das ultimas tentativas de sua recuperação foi um empréstimo sem qualquer ônus ao São Paulo Futebol Clube no final de 2007 e que perdurou até meados do ano de 2008. Conhecido internacionalmente por seu centro de recuperação de atletas, o SPFC tentou em vão ajudar este atleta que mesmo aos 27 anos parece mais um ex-jogador em atividade. Na sua volta a Inter de Milão todos acreditavam em sua plena recuperação e entendiam que a volta do futebol que lhe rendera o apelido de imperador era questão de tempo. Mas o que se viu foi exatamente o contrário.

Fico me perguntando e tentando entender o que se passa na cabeça de uma pessoa que, por mais problemas que possam existir em sua vida, tem a chance de tentar resolve-los em sua maioria além de ter todas as possiblidades de ajuda possíveis a sua disposição. Infelizmente o que eu noto é que falta vontade por parte do ser humano Adriano em querer ser ajudado, em querer algo melhor para sua vida. Agora peço a vocês, leitores do balaio, que façam este mesmo exercício que eu fiz e dividam comigo suas opiniões a cerca desta triste constatação sobre a carreira outrora promissora do centroavante Adriano.

domingo, 5 de abril de 2009

Semi finais do Campeonato Paulista

Estão definidas as semi finais do campeonato paulista de futebol. Com as vitórias do Santos e Palmeiras e empates de São Paulo e Corinthians, as posições na tabela foram mantidas e os confrontos serão: Corinthians x São Paulo e Palmeiras x Santos. Como já era esperado, os quatro times grandes do estado estão classificados.

A Portuguesa perdeu a chance de se classificar pela primeira vez desde 1998, pois venceu o Santo André por apenas 2 x 1 e ficou com saldo inferior ao do Santos, que fez 3 x 2 na Ponte Preta em Campinas, diga-se de passagem com um pênalti pra lá de duvidoso ao final da partida em Campinas. Os três gols do Santos foram anotados pelo Kleber Pereira, que mostra que artilheiro que é artilheiro cresce quando o time precisa dele.

O Corinthians fez um jogo ridículo no primeiro tempo ante o Mirassol e saiu perdendo por 2 x 1 com direito a um frangaço do goleiro Felipe, mais um pra conta. No segundo tempo, depois de diversas lambanças feitas pela arbitragem como impedimentos indevidos, jogadas duvidosas dentro da área e expulsão indevida, o Corinthians conseguiu equilibrar as coisas e passou a jogar um pouco melhor. O técnico Mano Menezes mexeu em algumas posições e surtiu efeito: o time cresceu e foi pra cima do Mirassol, encurralando o adversário e acabou por marcar o gol de empate em jogada de bola parada. Final de jogo Mirassol 2 x 2 Corinthians.

Pelos lados do São Paulo em Presidente Prudente ante o São Caetano, um jogo complicado e com dois gols do São Paulo contestados até agora pelo time mandante. Eu particularmente entendo que o primeiro gol foi normal, porém o segundo me pareceu impedido, entretanto a esta altura do campeonato nada muda. Final de jogo em Prudente São Caetano 2 x 2 São Paulo.

Já o Palmeiras fez prevalecer sua força e mando de campo e enfiou 2 x 1 no Botafogo de Ribeirão Preto com gols de Diego Souza e Ortigoza e se manteve em primeiro, jogando agora com a vantagem dos resultados iguais e seu mando de campo na segunda e decisiva partida das semi finais.

Resta a nós agora torcer, cada um pro seu time, com paz e fé para que nosso time seja campeão. Vale tudo, mandinga, muita reza, apostas e brincadeiras saudáveis com os colegas e amigos. Por isso convido vocês que visitam o balaio a deixarem seus palpites na caixa de comentários do blog.


Nota do balaio: Créditos da foto para Gazeta Press

Aniversário regado a carnes argentinas e muito Tango.


Voltando a falar um pouco da cultura portenha de nossos hermanos argentinos, este post se direciona aqueles que apreciam uma boa refeição e ainda um belo espetáculo cultural vindo de nossos vizinhos. Estou falando do restaurante “Mister Tango” que fica ali próximo ao aeroporto de Congonhas e que representa muito bem as tradições argentinas em solo brasileiro.

Primeiramente, é claro que vou comentar sobre os pratos e bebidas disponíveis. As entradas podem variar desde as famosas empanadas argentinas, passando pelas belas provoletas e seguindo por saladas muito bem elaboradas além de outros quitutes deliciosos. Isso tudo sem contar aquele couvert que é colocado na mesa antes dos pedidos virem e que convenhamos, é uma delicia. Este couvert é composto de uma cesta de minipães variados, dois tipos de patê e um molho típico que me falha a memória agora o nome do mesmo (quem souber pode colocar o nome na caixa de comentários do balaio).

Quando passamos aos pratos principais, é claro que os carros chefes são os mais variados cortes de carnes argentinas, sempre muito tenras e saborosas. Procure provar a picanha argentina, o bife do parrileiro e também o bife de chorizo. Para os mais exigentes, recomendo as costeletas de cordeiro, um show, e vêem acompanhadas de um molho de hortelã divino. Lembrando que as porções de carne vermelha geralmente servem de duas a três pessoas, por isso é importante dosar bem os pedidos.

Para acompanhamento destas maravilhas, os destaques vão para o arroz com brócolis (um toque verde aos pratos) e também as papas fritam a provençal, divinas com aquele alhozinho frito por cima. Mas existem outros pedidos como arroz branco, purê de batatas (muito consumido na Argentina), legumes ao vapor, etc. Enfim, pratos para todos os gostos.

Ao final, se você ainda tiver espaço em seu estômago, as sobremesas também tem um que de diferentes, como sorvetes almendrados e o já tradicional creme de papaia com cas.

Falando um pouco sobre as bebidas agora, encontramos uma seleção de variadas cervejas sulamericanas tais como as uruguaias Norteña e Patricia ou mesmo a argentina Warsteiner e Isenbeck. Já a adega de vinhos conta com 200 rótulos dos mais variados, com grande seleção de bons argentinos tintos é claro.

Deixando um pouco de lado as delícias portenhas que podem ser desfrutadas no local, todo sábado por volta das 21hs temos ainda um espetáculo de Tango, com direito a cantores e cantoras vindos da Argentina, Uruguai e Chile além de uma dupla de dançarinos que não fazem feio para nenhum outro vindo de nossos vizinhos. Divirta-se com La Cumparcita, Camito, M Media Luz, até clássicos de Carlos Gardel, como El Dia que Quieiras, Por una Cabeza, Mi Buenos Aires Querido, e de Astor Pizazolla, como Balada para un Loco, Adios Nonino e Libertango, entre outras. O show termina por volta das 23:30h, e vale muito a pena.

Enfim, fica a dica para que quem nunca teve oportunidade de desfrutar o faça e fica o convite para os que já estiveram no restaurante passem suas impressões através da caixinha de comentários do balaio. Para maiores informações sobre o restaurante acessem: www.mistertango.com.br.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Eliminatórias Sulamericanas para a Copa de 2010


Após mais uma rodada das eliminatórias sulamericanas para a Copa do Mundo de 2010 de futebol, algumas surpresas ainda repercutem no dia de hoje, e para nós brasileiros ao menos, elas são extremamente positivas olhando-se friamente para a classificação e rivalidade que estas novidades implicam.

Primeiro vamos falar do que aconteceu na partida entre Bolívia e Argentina, que apesar de eu não ter tido a oportunidade de acompanhar, a repercurssão tem sido a pior possível. Não dá pra ser diferente, afinal os nossos hermanos argentinos tomaram uma sacolada de 6 x 1 lá na altitude de La Paz, altitude esta que nem pode ser a culpada da história pois o atual técnico da seleção argentina, Maradona, foi um dos defensores dos jogos na altitude participando inclusive de uma “pelada” junto ao presidente Evo Morales a pouco tempo atrás. Na verdade, em minha opinião, eu entendo que nada justifica uma goleada sofrida contra um adversário tão fraco técnicamente como a Bolívia. Mas eu entendo também que a briguinha Maradona e Riquelme está prejudicando e muito a seleção argentina que mesmo com três perigosos atacantes não tem um cérebro no meio campo capaz de municiá-los a altura. Enfim, azar dos hermanos.

Já pelos lados brasileiros, vou contar o que eu vi (assisti somente o primeiro tempo, pois senti sono e acsabei dormindo antes do início do segundo tempo) e ouvi. A nossa seleção, como já era esperado dominou grande parte do jogo não por méritos próprios mas sim por ter pela frente um adversário insignificante: o Peru, lanterna das eliminatórias. É verdade que o Kaká deu mais mobilidade ao meio campo brasileiro além de exercer uma liderança maior pelos lados tupiniquins porém quem realmente se destacou neste período foi o lateral Daniel Alves e o centroavante Luis Fabiano, criando as situações de gol mais agudas para a seleção. Enquanto isso Robinho era o simbolo da ineficiência e só é titular sabe-se deus por que, isto tendo no banco a excelente opção de Alexandre Pato, gaúcho com tremendo apoio das arquibancadas (ele nasceu para o futebol no Internacional de Porto Alegre, local da partida) e em uma excepcional fase em seu clube (Milan). Pelo que soube depois, o segundo tempo foi extremamente burocrático por parte de nossa seleção, que só adiministrou o resultado e esperou o tempo acabar. Com direito a Alexandre Pato e Ronaldinho Gaúcho em campo.

Finalizando a onde de notícias boas, o empate entre Uruguai e Chile também auxiliou o Brasil, que agora voltou a ocupar a segunda colocação no grupo sulamericano das eliminatórias 2010. O Brasil tem pela frente agora Uruguai em Montevideo, Paraguai em casa e Argentina em Buenos Aires, uma sequencia tida por muitos como indigesta. Esperemos até junho pra ver como esta seleção vai caminhar.

Nota do balaio: Crédito da foto para agência Reuters