quarta-feira, 27 de maio de 2009

27 de maio e a carta de alforria dos brasileiros!

É isso mesmo senhoras e senhores, após trabalharmos por quase cinco meses inteiros neste ano somente para o pagamento dos impostos diretos e indiretos que devemos todo santo ano, podemos começar agora a colher os frutos de nosso suado dinheiro.

E o pior de tudo isso é: o que irão fazer com nosso dinheiro? Iremos ter uma boa rede de saúde para que possamos nos consultar, examinar e internar? Podemos contar com segurança pública, polícia bem treinada e que nos garanta sair de casa e voltarmos são e salvos? E a educação, poderemos colocar nossos filhos em escolas públicas e eles terão uma formação básica e intermediária de qualidade? É claro que temos outras muitas dúvidas referentes ao destino de nosso dinheiro, e sabemos também quais as respostas para tudo isso.

A carga tributária de quase 40% sobre nossos salários mensalmente é inimaginável em um país onde não temos nada em troca, ou muito pouco. Num país onde muito se sabe que uma grande parcela da população é analfabeta ou semi analfabeta, que a maioria da população ganha entre 1 e 4 salários mínimos, que se orgulha estar entre os chamados países emergentes entre muitos outros chavões utilizados hoje em dia nos remete a uma carga tributária destas sem nos retornar nada. Seria justo?

O fato de pagar ou não os impostos seria secundário uma vez que, se tivéssemos retorno nas áreas citadas em parágrafos anteriores. Temos exemplos de países de primeiro mundo, na Europa principalmente, que tem cargas tributárias iguais ou maiores mas em que o cidadão não precisa mais pagar pela educação de seus filhos, por sua saúde e de sua família, tem transporte coletivo de qualidade, tem enfim qualidade de vida.

Muito se fala hoje em dia sobre rforma tributária, enxugamento de gastos do governo, mas como eu mesmo já escrevi, muito se fala e nada se faz. Até quando povo precisa ser lesado e esfolado para enriquecer os poucos que se encontram no poder?São essas e muitas outras perguntas que vêem em minha mente diariamente.

Desculpem o desvio do foco neste blog porém este post é mais um desabafo pessoal do que outra coisa de um brasileiro que já desistiu de acreditar em seu país e se sente desiludido com o futuro.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Rock n'Roll de primeira..


Este post vai para os nostálgicos roqueiros dos anos 80 e 90 e para os boêmios de sampa em geral. Tem se apresentado na noite de sampa, em barzinhos conhecidos por shows de covers de músicos consagrados, uma banda de muita pegada e que me impressiona pela qualidade de seus músicos, em especial do guitarrista que é amigo meu e do vocalista. O nome da banda: Fuckin’ Hearts.

O sexteto tem desfilado seu talento principalmente no palco do velho de guerra Blackmore, em Moema, onde eles tocam desde Nelson, Kiss, Bon Jovi, Def Leppard e outros até músicas de autoria própria. A última apresentação aconteceu neste sábado e eu, com muita felicidade, pude acompanhar. Com o bar bem cheio, não havia quem não acompanhasse e cantasse as canções entoadas pela banda, algumas delas inclusive com direito a dedicatórias a fãs e pessoas que vem acompanhando a banda a algum tempo.

Quem se interessar e quiser saber um pouco mais sobre a banda pode acessar http://www.fuckinhearts.com.br/ e ler um pouco mais sobre o que os rapazes tem a oferecer. O site conta com alguma história da banda, videos de apresentações, set lists e alguns setores ainda em desenvolvimento mas já mostra o comprometimento do pessoal. E mais, eles prometem pra breve um EP de músicas próprias. Para quem curte um bom hard rock oitentista, a pedida é excelente!

domingo, 24 de maio de 2009

Retorno triunfal...

O domingo dia 24 de maio de 2009 será lembrado por muito tempo por Hélio Castro Neves. Sua volta a fórmula Indy não poderia ser de outra maneira se não com a sua terceira vitória em uma prova das 500 milhas de Indianápolis, a prova mais charmosa da categoria. Com este triunfo, Hélio passou a ser o único piloto brasileiro a contar com três triunfos na prova de Indianápolis.

Há dois meses Hélinho vem passando, ou melhor, vinha passando pelo maior pesadelo de sua vida. Acusado de fraudes no fisco norte americano, o piloto poderia pegar até 35 anos de cadeia lá fora. Depois de uma extensa batalha judicial, no período destes dois meses anteriores, foi absolvido pelo tribunal norte americano numa sexta feira e, aliviado, já participava no sábado seguinte aos treinos para o GP de Long Beach da Indy.

A corrida não foi das mais fáceis e, com a possibilidade de ter a necessidade de fazer mais uma parada nos boxes a poucas voltas do final, Hélio foi beneficiado por um acidente envolvendo outros dois brasileiros na categoria, e com uma bandeira amarela a vinte e poucas voltas do final, pode poupar seu combustível e finalizar a prova após a saída do carro de segurança da pista.

Mais do que a vitória, foi um dia de superação de Hélio, pois foi realmente emocionante ver a família, namorada, amigos, narradores e comentaristas se emocionarem com a vitória e virem o “homem aranha” ressurgir na categoria do automobilismo. E é claro, a vitória não poderia deixar de contar com sua marca registrada, a escalada na grade com direito a companhia de grande parte de mecânicos e engenheiros da equipe Penske e o leite no lugar do champagne no pódio. Parabéns Hélio, e que a sua "volta" seja marcada somente de sucessos agora!

sexta-feira, 22 de maio de 2009

A mesmice e a seleção brasileira...

É com bastante estranheza que, apesar de algumas novidades, vejo a seleção brasileira refém de alguns jogadores que em minha singela opinião não servem nem para jogar a Copa Kaiser de futebol de várzea, sem menosprezo nenhum a tal competição. Nesta quinta feira tivemos mais uma convocação para a seleção brasileira que jogará as próximas duas rodadas das eliminatórias para a copa e depois a Copa das Confederações, e mais uma vez temos a maioria de caras carimbadas que nunca mostraram o por que de vestir a camisa canarinho, porém tivemos finalmente alguns acertos e justiças. Vamos aos fatos. Irei comentar a lista deixando minha opinião.

Quanto aos goleiros (Júlio Cesar, Gomes e Victor), eu entendo que houve grande acerto na convocação dos três nomes, porém tendo em vista que o goleiro do Grêmio é titular em seu clube e que o mesmo disputa as quartas de finais da Libertadores da América, entendo que para seu lugar, nesta convocação específica, poderia ter optado pelo Rubinho, ex-Corínthians, que está em grande fase na Itália.

A zaga (Lúcio, Juan, Alex e Luisão ) é realmente um caso a parte, pois em minha concepção a era Lúcio e Juan já acabou, se é que um dia funcionou de acordo, e são ambos zagueiros bem limitados e sem poder de recuperação, lentos. Para seus lugares eu chamaria o zagueiro Mirando do São Paulo e daria uma chance ao zagueiro Chicão do Corínthians ou ainda o Thiago Silva do Milan, pois os 3 são mais jovens e extremamente rápidos e inteligentes.

Para as laterais (Maicon, Daniel Alves, Kléber e André Santos ) eu até entendo que houve acerto por parte do técnico Dunga, porém com certo atraso uma vez que André Santos não enfrenta tão boa fase como a do ano passado, mas creio ainda que para o lugar do colorado Kléber eu optaria por Fábio Aurélio, que vem jogando o fino da bola no Liverpool.

Já o meio campo (Josué, Gilberto Silva, Felipe Melo, Anderson, Elano, Ramires, Júlio Baptista e Kaká) é que veio o show de horrores uma vez que os 3 primeiros não são jogadores de nível de seleção brasileira. Nunca convenceram quando vestiram a amarelinha e pior, existem milhares de opções melhores tanto no futebol brasileiro quanto na Europa, exemplos como Christian e Elias do Corínthians, Hernanes do São Paulo, Cleiton Xavier do Palmeiras entre muitos outros.

E finalmente chegamos ao ataque (Alexandre Pato, Robinho, Luís Fabiano e Nilmar ) onde eu entendo que, com excepção feita a Robinho que é firuleiro e individualista e não agrega valor nenhum a seleção, houveram a maior parte de acertos. Para o lugar de Robinho eu optaria por Grafite, jogador do Wolfsburg da Alemanha e que além de ser artilheiro do campeonato, corre o “risco” de ajudar seu time a se sagrar campeão alemão pela primeira vez na história.

É claro que, quando estivermos mais próximos da Copa do Mundo tudo vai mudar e veremos uma enxurrada de caras velhas, mas os indícios de que o ciclo vicioso da seleção pode estar mudando e que o anão marionete da CBF pode estar abrindo os olhos inclusive pra jogadores que atuam no futebol brasileiro. É esperar e conferir.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Internacional, o Bicho Papão??!

Existem coisas que somente os deuses do futebol explicam mesmo.

O time do Internacional de Porto Alegre é cantado aos quatro cantos do Brasil como o melhor time de futebol do ano, que é uma máquina, uma seleção, porém não é o que se vê em campo. Depois de vencer só por 1 x 0 o time de reservas e júniores do Corínthians pela primeira rodada do brasileirão e sofrer para conseguir sua classificação para as semifinais da Copa do Brasil (conseguida aos 44 do segundo tempo em cobrança de falta precisa de Andrézinho) a dúvida só se faz aumentar.

É possível também se ver que nem os próprios torcedores do time estão mais com aquela confiança toda e, com a iminente convocação de Nilmar para a seleção brasileira para as eliminatórias da copa e Copa das Confederações, a angústia só se faz aumentar. É nítido que o jogador tem sido a válvula de escape do time na temporada e a tão sonhada máquina não tem engrenado. Somente a imprensa tem ainda, com certa insistência, pintado o Internacional como um dos favoritos ao papa tudo do ano.

Eu entendo que, jogando o Campeonato Gaúcho contra ninguém (tirando o Grêmio, focado na libertadores, e de vez em nunca lampejos do Juventude), não se pode ter muito parâmetro para se avaliar o time e mesmo na Copa do Brasil, em fases anteriores onde só encontrou times de 2ª divisão, essa avaliação foi “super faturada”. Chegou a hora de enfrentar grandes times do Brasil e testar realmente a sua força, e até agora o time tem derrapado e dependido única e exclusivamente de lampejos individuais de seus jogadores de frente, principalmente Nilmar e Tyson.

Fica ai a pergunta, será que o Inter é realmente o bicho papão pintado por todos no Brasil?

terça-feira, 19 de maio de 2009

(In)justiça desportiva

A cada dia que passa eu tenho mais vergonha do que o esporte, mais precisamente o futebol, tem se tornado no Brasil. Fica evidente que só prevalecem os interesses excusos e financeiros no mundo da bola e do futebol. Vejamos alguns casos recentes.

Primeiro, é com muita estranheza que acompanhamos o que aconteceu na última semana com relação aos julgamentos de dois atletas envolvidos em jogos importantes na Copa do Brasil: Dentinho, do Corínthians, e Fred, do Fluminense. O primeiro foi indiciado no TJD por supostamente ter dado uma cotovelado em Rafael Moura em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil perante o Atlético Paranaense e fora suspenso por 3 partidas, perdendo o jogo de volta contra o Fluminense (primeira coincidência) e caso o Corínthians passe para as semi finais diante do Vasco (segunda coincidência), que praticamente selou sua passagem para esta fase com goleada diante do Vitória, não poderá atuar em ambos os jogos. Como agravante, o próprio juiz questionado ao final do jogo disse que segundo sua interpretação, não havia existido intenção no choque e que não o havia expulsado por este motivo. Já o segundo fora denunciado por ter trocado tapas com um jogador do Goiás pela mesma fase da Copa do Brasil, porém mesmo com o video mostrando claramente a agressão, foi absolvido por unanimidade e poderá jogar normalmente diante do Corínthians (terceira coincidência). Para piorar, o tribunal de justiça desportiva fica sediado no Rio de Janeiro (quarta coincidência) e notadamente tem dado sentenças favoráveis a clubes deste estado.

Já na tarde/noite de ontem, a mais nova “surpresa”: Diego Souza, após ter sido expulso por trocar empurrões no jogo semifinal do Campeonato Paulista, voltou do vestiário e agrediu o zagueiro Domingos, do Santos, e pegou apenas um gancho de oito partidas, que serão cumpridas no Campeonato Paulista de 2010.

A pergunta é: quem está por trás de sentenças como essas? Em que tipo de negócio estão querendo transformar o futebol? Fica evidente que uns são favorecidos em detrimento de outros, seja por poder financeiro ou por simpatia bairrista. E ainda dizem que a justiça é igual para todos, porém mais igual para uns do que outros.

E vocês, qual a opinião de vocês a respeito desta justiça medíocre que é aplicada no Brasil em ambito desportivo?

Editado as 20:30 de hoje: Dentinho conseguiu efeito suspensivo, e joga na quarta contra o Fluminense, aguardando julgamento em próxima estância. Vejamos o que o circo do tribunal aguarda. No mínimo, ridículo.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Os paulistas e o brasileirão

A segunda rodada do Campeonato Brasileiro não foi muito boa para os times paulistas na competição. Somente o Santo André venceu, e bem diga-se de passagem, seu jogo neste final de semana. Os demais times paulistas empataram e ainda tivemos o destaque negativo da rodada para o Palmeiras, que foi derrotado.

É evidente que três dos quatro grandes de São Paulo estão com a cabeça em outras competições (a excessão é o Santos, que só joga o Brasileiro) porém eu entendo que isto não é muito justificativa para os recentes insucessos destes times.

São Paulo e Palmeiras estão com a cabeça na Copa Libertadores da América porém, se levarmos em conta que, os jogos da próxima fase da competição não serão nesta semana e que o São Paulo conta com um agravante de, não jogar a quase um mês, fruto dos imbróglios da Comebol com os times mexicanos e a eliminação nas semifinais do paulista, ambos poderiam ter apresentado um algo mais nestas duas rodadas. Soma-se ainda aos problemas são paulinos, uma lista crescente de contusões.

Já o Corínthians não esconde de ninguém que o objetivo do semestre é a conquista da Copa do Brasil para , além de assegurar vaga para a Copa Libertadores do ano que vem (ano de seu centenário), poder fazer algum dinheiro vendendo alguns de seus jogadores na janela de transferências no meio do ano. A meu ver, um pensamento que pode levar o time a maus lençóis durante o restante do ano caso não atinja a conquista da Copa do Brasil.

Enfim, alguns podem dizer que é somente a segunda rodada, que o campeonato é longo e que, os times irão mudar muito ainda porém eu já estou preocupado com o baixo rendimento do Corínthians e principalmente com a queda acentuada de rendimento do gorducho fênomeno, que vem perdendo alguns lances e gols que não perdeu no começo. Espero estar errado...

domingo, 17 de maio de 2009

Red Devils, tricampeão inglês!

Bastou um simples empate em 0x0 diante do Arsenal para que a equipe do Manchester United se tornasse tricampeã do campeonato inglês de futebol, chegando aos 87 pontos e não podendo mais ser alcançado pelo Liverpool. O time de Manchester que já havia vencido o Mundial de Clubes deste ano e a Copa da Liga Inglesa tem tudo para se tornar um verdadeiro bicho papão de títulos, pois daqui a alguns dias ainda entra em campo diante do Barcelona para decidir a Copa dos Campeões da UEFA.

O jogo de ontem fez parecer que o time de Alex Ferguson ia se sagrar campeão com uma bela vitória, jogando em seu estádio, empurrado por sua torcida e com a escalação de seu trio ofensivo (Tevez, Rooney e Cristiano Ronaldo) o Manchester sufocou o Arsenal logo no começo do jogo mas não soube aproveitar o maior volume de jogo e não conseguiu passar pelo forte esquema defensivo do time do Arsenal.

De qualquer maneira, assim como nas temporadas 1999/2000/2001, o time dos Red Devils sai tricampeão nesta temporada e parte com sede em busca de novas conquistas da UEFA Champions League e mais pra frente, já na temporada 2009/2010 do mundial interclubes (caso conquiste a Champions League).

Resta agora aguardar a janela de transferências do meio do ano e ver quais serão as caras novas, quais serão as baixas do elenco e se o time conseguirá se manter forte e brigando por mais títulos nas próximas temporadas. Carlitos Tevez já disse, após a festa do título de ontem, que deixa o time ao final da temporada. Quais serão as próximas conquistas deste time que vem encantando o mundo da bola?

sexta-feira, 15 de maio de 2009

A volta do cachoro louco


Com grande surpresa acompanhei os noticiários esportivos durante esta semana, claro que em função de minha paixão pelo Corínthians mas também por conta de mais uma contratação de um jogador para a campanha da Copa Do Brasil e Campeonato Brasileiro: o volante Moradei.

O jogador, revelado pelo time de Taubaté mas que fez uma boa campanha em 2007 no Campeonato Paulista pelo Bragantino, veio a vestir a camisa do Corínthians pela primeira vez após este campeonato junto daquele pacotão vindo do Braga para o Corínthians que ainda incluía o goleiro Felipe, o zagueiro Zelão e o atacante Everton, tendo participado da fatídica campanha do time que culminou com a queda para a série B do Campeonato Brasileiro no mesmo ano. Ele teria inclusive retornado ao Bragantino, seu clube de origem, por conta dos problemas que enfrentava a diretoria do Corínthians na época, com o Sr. Dualib e sua corja.

Ele tem a fama de ser um exímio e incansável marcador (da onde até recebeu apelidos como o citado no título do post) e foi apontado pela crítica, juntamente com o goleiro Felipe, como um dos poucos jogadores que se salvaram da campanha vergonhosa que o Corínthians fez no ano de 2007.

Eu particularmente não vejo muito mais neste jogador do que os outros que possuímos no elenco, porém com a saída do jogador Tulio para o Grêmio de Porto Alegre e a iminente negociação de Fabinho com o Fluminense do Rio de Janeiro, a vinda de Moradei juntamente com a do Jucilei viriam a suprir tais deficiências a custos menores. É ver para crer, mas de qualquer forma desejo sorte ao jogador e ao Corínthians e que venham mais títulos no ano. Mas ainda aguardo contratações de jogadores mais experiente e que viriam a qualificar ainda mais o elenco do Timão. E você, corinthiano e leitor do balaio, o que acha?

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Pitty pin up!

A vocalista Pitty, da banda de rock homonima, protagonizou um ensaio provocante colocado no ar em seu site oficial (clique aqui para ser redirecionado para o local). Nele, a cantora inspirada em ícones pin ups do passado, fez caras, bocas e poses sensuais para a câmera e mostrou um lado seu pouco explorado: o sensual.

Em seu ensaio, Pitty remete os leitores de seu site a grandes nomes desta arte, como Bettie Page, Gil Elvgren ou Dita Von Teese. A cantora foi clicada pelo fotógrafo Adrian Benedykt, que apenas de olhar para uma foto de Pitty com seu novo corte de cabelo estilo franjinha, sacou que ela tinha o potencial de anos 50 para tal ensaio e a convidou para participar deste proejto, convite este aceito de imadiato pela cantora, conforme ela confessou em seu site.

Geralmente uma pin up é uma modelo cujas fotos sensuais são produzidas em larga escala, destinadas a exibições informais e geralmente são carregadas de um leve erotismo em suas inspirações. Podemos também atribuir este nome a pinturas e/ou ilustrações feitas a partir de tais fotos, ou ainda, de calendários que seriam pendurados (talvez uma das explicações para o termo pin up, que em inglês pode ter um significado parecido a pendurar) com fotos sensuais. Normalmente se incluem nesta categoria diversas modelos e atrizes, que são consideradas de extrema beleza ou sexy symbols em suas respectivas épocas.

Fica ai a dica para quem ainda não viu o ensaio, de visitar o site oficial da vocalista e perder 5 minutinhos visualizando as fotos (duas delas ilustram o post) pois as mesmas ficaram muito bonitas e de extremo bom gosto. Eu, particularmente por gostar muito da música produzida por ela, achei que ela acerta em cheio em utilizar sua imagem para tal promoção. E você leitor do balaio, visite o ensaio e depois poste sua opinião a cerca do mesmo utilizando a caixinha de comentários do blog.

Todo estudante é falsificador.

Ontem foi expedida uma liminar pela 1ª Vara Empresarial do Rio que proíbe a rede Cinemark de cobrar quaisquer outros documentos (comprovantes de matrícula, pagamento, assiduidade e outros) quando da apresentação da carteirinha de estudante para aquisição de meia entrada nos cinemas da rede em território nacional.

Eis que hoje, quase sem surpresa para ninguém, a rede de cinemas divulgou em nota oficial a imprensa que irá recorrer de tal liminar pois a rede entende que, a liminar deve ser analisada de modo a que não exista o descontrole na utilização do tal beneficio e que está em defesa do estudante “verdadeiro” evitando assim que o benefício seja oferecido a quem não lhe é de direito.

Este impasse que foi parar na justiça expõe algumas feridas da sociedade brasileira, como o direito de acesso a eventos culturais por toda população, a elitização da utilização de salas de cinema, a falsificação e banalização da distribuição de carteirinhas de estudante por uma série de empresas particulares, pouco preocupadas em verificar a veracidade das informações recebidas e a pirataria só para citar as que vieram de bate pronto em minha cabeça.

É evidente que os preços praticados nos cinemas hoje (chegando a mais de 25 reais em alguns casos) para as entradas “inteiras” é abusivo e acaba gerando uma restrição ao acesso da população de mais baixa renda às salas de cinema. E não me convence que este aumento se deu em cima da banalização do uso das carteirinhas de estudante, pois este aumento vem sendo praticado muito antes deste assunto ser discutido em nossa sociedade, principalmente com a vinda das grandes redes “importadas” de cinema para o nosso país.

Outro fator a se considerar é que realmente hoje, ao preço de uma pizza, você consegue sem comprovação nenhuma de sua situação estudantil uma “carteirinha de estudante” o que na prática, iria lhe garantir também o benefício da meia entrada. É necessário, sem sombra de dúvida, que seja mais fiscalizada e controlada a emissão de tais documentos porém sem prejudicar a quem realmente tem sua situação estudantil regular e dentro da lei que criou o benefício.

Algo que é alimentado também desta discussão é que, com a dificuldade de acesso as salas de cinema no país por uma parcela mais pobre da sociedade, a pirataria tem crescido a nível assustadores e é possível encontrar-se filmes que nem foram lançados no país nas bancas de vendedores ambulantes a preços as vezes menores do que 5 reais, fazendo com que a família inteira, que antes gataria em torno de 100 reais numa visita ao cinema, gaste 5 reais e assista no conforto de seu lar ao filme pretendido.

Enfim, a discussão deveria ser muito mais ampla e não somente se focar em uma única rede de cinemas e em quem realmente tem a situação regularizada de estudante porém por que não pensarmos numa reforma mais abrangente da lei que rege este benefício, criando mecanismos legais de impedir a falsificação, desburocratizando o uso das carteirinhas de estudante e aumentando o acesso da população às salas de cinema como forma de difundir-se esta forma de cultura? Para você, leitor do balaio, qual seria a solução? Aguardo seus comentários.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Mais um dia de São Marcos...

O Palmeiras havia vencido o primeiro dos confrontos pelas oitavas de finais da Copa Santander Libertadores no Palestra Itália e levava uma vantagem considerável para a disputa derradeira na Ilha do Retiro.

A disputa no campo do Sport do Recife começou como se previa: o Sport ganhou o meio campo e começou desde o primeiro minuto a pressionar o Palmeiras, encurralando-o em seu campo de defesa. E foi ai que começarou o show de inconpetência de Paulo Baier e o renascimento de São Marcos. O primeiro, conseguiu a façanha de ter três oportunidades claras de gol e disperdiçar as três, duas delas com defesas de São Marcos, e o segundo provou mais uma vez o por quê deste seu apelido. E o primeiro tempo terminou como começou, 0x0.

No segundo tempo, ao que me pareceu, o Sport cansou um pouco e perdeu o ímpeto da etapa inicial. Foi ai que o Palmeiras cozinhou o galo e se colocou mais ainda na defesa, sem pressa nenhuma no jogo. O Sport gerava uma pressão estéril e desorganizada e o Palmeiras se deu ao luxo de tirar Diego Souza e Keirrison de campo, colocando Oritgoza e Willians em seus lugares. Mas, num dos poucos surtos de lucidez eis que aos 36 minutos do segundo tempo surge o gol do Sport, numa jogada individual de Luciano Henrique que cruzou a área e encontrou Wilson, que embaixo dos paus fez 1 x 0. Ai a Ilha pegou fogo e o Sport cresceu, porém sem a competência necessária para ampliar o marcador.

E eis que vieram as cobranças de penaltis, e foi ai que São Marcos desceu na Terra mais uma vez. São Marcos defendeu 3 cobraças de penalidades (Dutra, Fumagalli e Luciano Henrique) e mais uma vez colocou o Palmeiras nas quartas de finais da Libertadores, resultado final Palmeiras 3 x 1 Sport nas penalidades. O Plameiras agora enfrenta o Nacional do Uruguai que se classificou automaticamente com a desistência do São Luis, do México.E quem duvida que São Marcos retornou?

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Barrichello, o eterno escudeiro.

Confesso que acordei cedo e empolgado para assistir ao GP da Catalunha de Fórmula 1 este domingo, após o bom desempenho de Rubinho no treino que definiu o grid de largada para o mesmo no sábado. A possibilidade de vitória era evidente e Rubinho parecia confiante. Mas não foi bem isso que se viu.

Rubinho largou de forma espetacular e já na primeira curva tomou a liderança para si e vinha, volta após volta, fazendo uma corrida impecável e correndo de acordo com a estratégia prepara por sua equipe, a Brawn GP, para que isso ocorresse de forma natural. Logo atrás vinha Jenson Button, seu companheiro de equipe e primeiro colocado no mundial de pilotos, também fazendo uma corrida muito tranquila e com estratégia semelhante à sua. Eis que, sem maiores explicações até agora, a equipe resolveu fazer uma mudança de estratégia para beneficiar Button e após os primeiros pit stops, fazer com que ele assumisse a liderança de seu companheiro, Rubinho. Apareceu então em minha cabeça uma sensação de deja vu protagonizado pelo mesmo Rubinho só que quando estava na escudeira italiana da Ferrari e ainda bancava o escudeiro de Michael Schumacher tendo sido obrigado a deixar que o maior vencedor da fórmula 1 o ultrapassasse a uma curva do final do grande prêmio naquela oportunidade.

Barichello inclusive se mostrou extremamente irritado com a situação e divulgou logo após a corrida que se entendesse que existia proteção a Button em detrimento à sua pessoa, “penduraria” as chuteiras pois já era um piloto experiente e já havia experimentado estes problemas que inclusive o levaram a sair da Ferrari.

Estaria então Rubinho fadado a ser eternamente o segundo piloto, qualquer que fosse sua equipe e companheiro? Segundo explicações de Ross Brawn e de outras pessoas da equipe a vitória do inglês com a consequente mudança de estratégia teria sido mera coincidência. Para a equipe, o inglês encontrava dificuldades em despachar o tráfego a sua frente e com a entrada do safety car logo no início da prova fizeram com que se optasse por uma estratégia com apenas duas paradas em detrimento à estratégia original de 3 paradas.

Eu particularmente não acredito na versão divulgada pela escuderia a imprenssa e penso que, esta situação não é merecida por Barichello. Apesar de possuir suas limitações, o piloto já mostrou algum talento e foi importante no jogo de equipe da Ferrari quando Schumacher se sagrou campeão mas se rebaixar a ser escudeiro de um iniciante sem história alguma na categoria mais importante do automobilismo já é demais. Há quem defenda Rubinho e diz que ele está lá fazendo o que pode em fim de carreira e ganhando muito dinheiro, mas até que ponto o dinheiro vale a pena diante de tais circunstâncias? Gostaria de ouvir vocês, lendo suas opniões deixadas na caixa de comentários do balaio.


Jucilei, a grata surpresa

Na tarde do último domingo o Corínthians fez sua reestréia na primeira divisão do Campeonato Brasileiro de futebol (em 2008 o time disputou a série B) com uma derrota em casa por 1 x 0 para o Internacional de Porto Alegre.

O Corínthians popou nada menos que 9 jogadores considerados titulares pois continua muito mais focado na Copa do Brasil onde disputa a partir desta quarta feira as quartas de final diante do Fluminense e que até mesmo jogadores que nunca haviam disputado uma partida como profissionais (caso do zagueiro Renato) entraram em campo para ajudar o timão nesta caminhada.

O time de Parque São Jorge começou a partida nitidamente sentindo a falta de entrosamento entre os jogadores escalados pelo técnico Mano Menezes e numa falha brutal de meio time, sem tirar os méritos da boa jogada de Nilmar, o Corínthians tomou um gol aos 8 minutos do primeiro tempo. Após o susto inicial e aparente facilidade com que o Inter iria levar o jogo, o Corínthians soube se acertar e equilibrar as ações mesmo com um time considerado inferior ao adversário. E foi assim até o final do jogo, quando o timão merecia melhor sorte com ao menos um empata no Pacaembú.

A grata surpresa oriunda deste jogo foi a estréia do segundo volante Jucilei. O jogador, recém contratado junto ao J. Malucelli (que após acordo com o clube paulista deverá se chamar Corínthians Paranaense num futuro próximo), com a lesão de Elias e a gripe de Morais, foi escalado como titular já neste domingo. O volante concentrou boa parte do que o time do Corínthians apresentou de bom neste final de semana, mostrando ousadia e personalidade em sua primeira vez diante da fiel torcida no Pacaembú.

O jogador desempenhou a função de Elias, sendo que segundo estatísticas do jogo, foi o jogador corinthiano que mais driblou, que mais passou com precisão e ainda esteve entre os que mais bolas roubaram no meio de campo do Corínthians. Tudo isso com apenas dois treinos junto com seus companheiros de clube. Isto mostra que a aposta do treinador em seu futebol não foi em vão e que o jogador poderá render bons frutos a equipe alvi negra. Aguardemos as próximas partidas.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Só o gordo salva!

Falar, ou melhor, escrever sobre as características, qualidades e superações pelas quais o atacante Ronaldo Fenômeno passou em sua carreira, e pq não na sua vida, é como diz a velha expressão, chover no molhado. Por isso não vou ficar aqui reescrevendo tudo que a imprenssa em geral tem escrito sobre ele, mas sim um relato de um fã, corinthiano roxo e amante do futebol.

Inegavelmente ele está, para ser gentil, um nível acima de qualquer jogador em atividade no futebol brasileiro. É visível que em todo jogo decisivo que o Corínthians tem passado se não é por seu poder decisivo e pontaria como atacante, o Corínthians iria passar grandes sufocos. Ficaria difícil imaginar um time que dependeria das soluções que Souza, Dentinho ou mesmo Lulinha teriam diante das situações pelas quais Ronaldo saiu com genialidade e habilidade habituais.

O jogador que já foi considerado ex-jogador em atividade, baladeiro, gordo e acabado para o futebol, mesmo não mostrando a mesma forma dos áureos tempos de PSV e Barcelona tem sido o melhor homem em campo em todo jogo que tem participado pelo Corínthians. Podem inclusive vir com o papo de invejoso de que os zagueiros tem aliviado para o seu lado, de que existem complôs de arbitragem e proteção pela equipe e diretoria do clube para com o atleta mas é visível que sua habilidade tem feito a diferença.

Como já havia dito anteriormente, sempre fui fã do atacante e nem em meus melhores sonhos, imaginaria que ele viria a jogar no meu time de coração e ainda mais para ser tão decisivo como tem sido em sua até aqui breve passagem pelo time de Parque São Jorge. Isso só tem me enxido de orgulho e me fazendo ser cada vez mais fã do atacante.

Mas, não podemos esquecer de que o time do Corínthians atingiu um conjunto invejável nas mãos do treinador Mano Menezes e como corinthiano, dou o braço a torcer, pois sempre fui crítico do medroso treinador quando começou sua epopéia no Corínthians. É um time homogêneo, compacto e com marcação muito forte, conforme as tradições quase centenárias do clube. E mais, o técnico soube montar o time pra jogar em função de sua principal arma.

Devemos sim dar créditos a muralha Felipe e Chicão, aos incansáveis Cristian e Alessandro e outros que tem dado o sangue para que Ronaldo consiga marcar seus gols. E vocês amigos corinthianos, o que acham?

quarta-feira, 6 de maio de 2009

UEFA Champions League e sua finalíssima!

Senhoras e senhores apreciadores do futebol, estamos diante da final dos sonhos na UEFA Champions League. De um lado os espanhóis do Barcelona e de outro os ingleses e atuais campeões da liga, o Manchester United. Vamos entender como isto se deu após as rodadas de ida e volta das semifinais.

O Manchester United fez uma semi-final “caseira” com o Arsenal, tendo vencido os dois jogos. O primeiro jogo foi realizado em Old Trafford, em Manchester, com vitória dos red devils por 1 x 0. Mas o melhor estava por vir, no segundo jogo em Londres, no Emirates Arena. Com um show de Cristiano Ronaldo, o Manchester abriu 2 x0 logo aos 11 minutos e a partir dai, com um Arsenal entregue, simplesmente administrou o resultado e nos contra ataques conseguiu ainda marcar mais um golaço com o portuguesinho melhor do mundo. O Arsenal ainda descontou, mas não foi o suficiente para se equiparar a força do atual campeão da liga. É por essas e outras que eu entendo que o português foi eleito o melhor jogador do mundo ano passado e tem tudo pra repetir o feito, caso mantenha as atuações de gala principalmente na partida final da liga.

Do outro lado, tivemos um embate entre um esquema altamente defensivo do Chelsea, implantado com maestria por Guus Hiddink, e o esquema ofensivo que vem maravilhando o mundo da bola pelo Barcelona de Messi. É bem verdade que jogando no Camp Nou, o Chelsea soube segurar o resultado e saiu na primeira perna da semi final com um empate sem gols. Jogando em casa porém, o Chelsea soube aplicar com maestria os contra ataques e em um lance maravilhoso de Michael Essien abriu o placar. O jogo seguiu a mesma tacada até o final, com Barcelona com mais posse de bola e o Chelsea nos contra ataques até que no último minuto do jogo, com um belo gol de fora da área de Iniesta, o empate em 1 x 1 classificou, de forma justa diga-se de passagem, o Barcelona para a finalíssima.

Agora fica a pergunta: quem irá fazer a diferença na final, Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo? Façam suas apostas no que pode definir quem irá ser eleito o melhor jogador do mundo e qual time irá ser o melhor do mundo ao final do ano. Utilizem a caixinha de comentários do balaio e dividam comigo suas opiniões.

terça-feira, 5 de maio de 2009

American Soldier - Queensryche

A banda americana Queensryche nos brinda com seu décimo-segundo album chamado Amercian Soldier, um album conceito em alusão aos soldados americanos que lutaram e ainda lutam nas guerras travadas pelo exército americano.

A banda nasceu em Seattle, nos Estados Unidos e faz um rock clássico desde o início dos anos 80 e vem se mantendo nesta pegada desde então. Sendo este o décimo segundo trabalho da banda ao longo destes mais de 28 anos de estrada vem somente a mostrar que música de qualidade nunca some ou perde sua força. Já houveram algumas modificações na formação atual da bando ao passar do tempo, porém a maioria dos integrantes está com a banda desde o seu início. Entre albuns de estúdio e ao vivo podemos citar algumas obras primas do rock e que servem de exemplo e inspiração até hoje: Operation: Mindcrime (1988); Empire (1990); Promised Land (1994) e por que não Operation: Mindcrime II (2006).

A inspiração das doze músicas presentes neste mais novo lançamento vem de entrevistas com veteranos de guerra americanos feitas pelo vocalista e compositor da banda, tendo como intenção também de contar as histórias destes veteranos através destas músicas.Após a condução destas entrevistas com soldados que viveram conflitos desde a Segunda Guerra Mundial até a Guerra do Iraque, o compositor transformou estas experiências vividas no front de batalha e as consequências do pós guerra em uma experimentação musical de primeira. A grande curiosidade, se é que podemos chamar assim, é que o pai do vocalista e compositor também é um veterano de guerra que serviu na Coréia e no Vietnã, porém nunca havia tocado neste assunto com o filho até então. Dai surgiram experiências quase sensoriais, cheias de emoção e lembranças de momentos difíceis vividos por estes heróis americanos gerando detalhes muito vividos em cada uma das músicas do album. Você pode inclusive ouvir alguns trechos das entrevistas com estes veteranos em algumas músicas, pois o compositor gravou todas as entrevistas.

Abaixo, segue o tracklist para quem quiser saber os nomes das canções:

1. “Sliver”

2. “Unafraid”

3. “Hundred Mile Stare”

4. “At 30,000 ft.”

5. “A Dead Man’s Words”

6. “The Killer”

7. “Middle Of Hell”

8. “If I Were King”

9. “Man Down!”

10. “Remember Me”

11. “Home Again”

12. “The Voice”


Após o lançamento do album, a banda entrou no mês de Abril em turnê pelos Estados Unidos e promete uma tour mundial ainda neste ano. Resta-nos torcer para que o Brasil se inclua na divulgação deste album.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Vinho e Gastronomia a menos de 70 km de Sampa

A menos de 70 kilômetros de São Paulo encontra-se a Estância Turística de São Roque, que oferece passeios familiares, românticos e para aqueles que são bons de garfo também, sendo a principal atração nesta área a Estrada do Vinho, com seu início localizado na altura do kilômetro 60 da rodovia Raposo Tavares.

Na Estrada do Vinho é possível visitar várias vinícolas que remete a chegada dos imigrantes italianos e portugueses a região, o que a fez ficar conhecida como a “Terra do Vinho” em Sampa. As origens do cultivo de uva e produção de vinhos na região vem desde a época que São Roque era conhecido como um povoado, em meados do século XVII. Desde então, houve um grande hiato nesta produção e só a partir do século XIX com a chegada dos imigrantes italianos e portugueses foi que a produção alcançava então mais de 1 milhão de litros de vinho, sendo que o apogeu desta produção se deu nos anos de 40 a 60 (século XX), chegando a 12 milhões de litros. Atualmente as vinícolas contam com uma boa infraestrutura para recepção de turistas, com restaurantes, bares e lojinhas.

Na altura do km 9 da estrada está localizada a Vinícola Góes, cujos vinhos podem ser encontrados com facilidade nos supermercados. A vinícola é oriunda da região e foi fundada pela família de Góes entre 1910 e 1920, quando ainda produzia vinhos artesanais. A vinícola familar só se fez crescer, tendo em sua história a aquisição de terras e permeando-se me outras atividades. Foi assim que surgiu o Vinho Quinta do Jubair, a Distribuidora de Bebidas Góes (não alcoólicas), chope de vinho “Grape Cool” e outros. Ainda em 1989 associou-se a vinícola Venturini no Rio Grande do Sul, trazendo as uvas e vinhos de lá para São Roque também. Uma das mais novas empreitadas dos Góes é também o Restaurante “Vale do Vinho” que possui excelentes opções de massas, carnes e peixes, sempre bem acompanhados dos vinhos da casa.

Ainda na estrada do vinho, temos a Vinícola Real D’Ouro onde além de podermos adiquirirmos salames, queijos e é claro, vinhos, podemos conhecer um pouco mais da história da região e da vitivinicultura de lá através do Museu do Vinho, que possui antigo maquinário utilizado na fabricação de vinhos, fotos e outras memórias da época.

Em harmoniza com a bebida por lá produzida, São Roque tem um ótimo clima montanhoso, com temperaturas amenas durante o ano e com bastante frio na época do inverno, inclusive com temperaturas abaixo de zero. Isto faz com que o consumo do vinho se faça de maneira quase automática, pois cria um clima excelente inclusive para o amor florescer.

Enfim, fica ai a dica de quem já fez o passeio diversas vezes, de diversas formas e em diversas paradas diferentes. Espero que gostem.

Corínthians, Campeão Paulista INVICTO!

Ainda em estado de graça pela excelente atuação do Corínthians no domingo, venho escrever um pouco sobre minhas impressões do jogo que teve placar final de 1 x 1. No agregado podemos pensar Corínthians 4 x 2 Santos.

O Corínthians jogava podendo até perder por 0 x 2 e entrou conciente disso em campo. Administrou com maestria sua vantagem, conseguida no primeiro jogo apenas deixando o relógio andar. O Santos, como não poderia ser diferente, até os 30 min do primeiro aproximadamente jogou tentando sufocar o Corínthians, porém com uma posse de bola estéril e não criou muitas chances. Até que surgiu a melhor chance do jogo em um penalti duvidoso em cima de Kléber Pereira. Corínthians 0 x 1 Santos. Foi ai que neste momento o coração de todo corinthiano parou: iriamos repetir o fiasco da Copa do Brasil do ano passado? Mas eis que em bela jogada pelo lado esquerdo do campo, em tabela entre Dentinho e André Santos, o Corínthians marcou um belo gol: Corínthians 1 x 1 Santos. E este foi o placar do primeiro tempo.

Na volta para o segundo tempo o Santos dava claros sinais de que havia sentido o golpe do gol de empate e não tinha mais forças de atacar o Corínthians; o Timão por sua vez adiministrava de forma inteligente e atacava o Santos quando tinha a posse de bola. E foi este o panorama até o final do jogo, que consagrou depois de muito tempo, o novo campeão paulista de forma invicta.

Os pontos negativos, sempre por sinal, é aquele zagueiro ridículo e brucutu Domingos, que a única coisa que sabe fazer na vida é dar pancada e provocar os adversários que mais uma vez foi expulso, ainda que tardiamente, pelo árbitro da partida. Este jogador deveria ser banido do futebol, pois tem protagonizado diversas confusões ao longo do clássicos e acha que ser bom jagueiro é intimidar o adversário na pancada. Além disso a clara mostra de desorganização da federação paulista na comemoração dos jogadores e na entrega da taça, que colocou ainda em risco a integridade física do capitão Willian, deixa evidente o despreparo para a organização de uma copa do mundo, por exemplo.

Mas o que vale mesmo é a comemoração, e eu tenho que dar meu braço a torcer pois finalmente o técnico Mano Menezes dá mostras que aprende com seus erros e escala um time que não tem medo de ninguém. Que venha o Patético Paranaense na quarta feira e o campeonato brasileiro no domingo!!!

Obrigado Mano Menezes, obrigado Corínthians, obrigado Ronaldo, vocês tornaram nosso final de semana ainda mais emocionante.