quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Alonso na Ferrari, confusão a vista pra Massa?

Hoje foi o dia em que oficialmente a Ferrari anunciou que o espanhol Fernando Alonso irá ser o novo companheiro de Felipe Massa na Ferrari a partir da temporada 2010 da Fórmula 1.

É inegável que o espanhol é bicampeão e um dos pilotos atuais com o melhor desempenho global na carreira dentre os pilotos atuais da categoria. Porém, é conhecido também no mundo da Fórmula 1 que Fernando Alonso não é nenhum santo e dado seu temperamento um tanto quanto rebelde, já teve problemas com alguns companheiros de equipe ao longo de sua carreira quando disputando contra eles. Um exemplo crasso foi em 2007, quando na McLaren teve seu companheiro de equipe Lewis Hamilton elevado ao status de piloto que iria brigar pelo título e a relação entre os dois foi se deteriorando ao longo da temporada. No final, sem clima na escuderia já que ambos os pilotos viriam a perder o título para a Kimi Haikonen, então na Ferrari, Alonso retornou a Renault onde havia sido campeão em 2005 e 2006. Aliás, mesmo em 2006 quando tinha como escudeiro Fisichella, enfrentou problemas com o então companheiro no GP da China. Por outro lado, em 2008 quando Felipe Massa perdeu o campeonato na última volta do GP do Brasil, Alonso se mostrou devidamente solidário ao piloto brasileiro e no dia de hoje chegou a prever uma excelente parceria com o brasileiro.

Qual seria então a personalidade do espanhol? Mandem suas idéias e sugestões sobre o tema através da caixa de comentários do blog. E que a parceria realmente funcione pro ano de 2010, apesar de não ser nenhum grande fã de ambos os pilotos, o carro vermelho do cavalinho empinado merece algo melhor do que aconteceu neste ano corrente!

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Interesses excusos do nosso esporte


A pouco mais de 3 dias para a escolha da cidade sede para as Olimpíadas de 2016, escolha esta a ser realizada em 2 de Outubro na Dinamarca, vemos uma grande comoção nacional pela candidatura do Rio de Janeiro em sediar pela primeira vez um evento desta magnitude. Mas o que tem me deixado com a pulga atrás da orelha é: todos sabemos o quanto de dinheiro será desviado, o desfavor que será prestado ao país, o enriquecimento ilícito de político, lobistas e cartolas caso a cidade seja escolhida para sediar os jogos. Acontece que a maioria parece não se preocupar com isso uma vez que continuam nessa campanha para que o evento venha a acontecer no Brasil, apontando ainda o Pan Americano de 2007 c0mo um "excelente" vestibular vencido pelo Rio.

Vejamos um pouco mais a fundo algumas constatações: o projeto da cidade carioca é o mais caro dentre os finalistas (aprox. 13,92 bilhões de dólares); o legado deixado pelo Pan Americano de 2007 está hoje inutilizado ou sub utilizado (com raríssimas exceções); o prazo para acontecer o evento é de aproximadamente 7 anos, quando ainda passarão dois governos pelo Rio/Brasil que deverão aceitar o fardo das dividas (que invariavelmente ficarão por muito mais tempo rolando sendo empurrado com a barriga pelos futuros governantes); despoluição da bahia de Guanabara, melhorias no transporte público e na infra estrutura entre outros aspectos eram promessas ainda do pan americano e simplesmente não saíram do papel; a saúde pública assim como a segurança do Rio de Janeiro são vexatórios entre muitos outros fatores que eu poderia discorrer neste espaço.

Diante de todo o exposto no parágrafo acima vem a pergunta: Você ainda em sã consciência apoiaria a candidatura da cidade do Rio de Janeiro a sediar tal evento? Por que não utilizar uma parte muito menor deste investimento e melhorar a saúde e educação no estado? Por que não investir em segurança pública? E o combate ao tráfico de drogas? Quais são e de quem são os interesses excusos desta candidatura? (Como se realmente já não soubéssemos). E você, o que acha da situação? Usem a caixa de comentários do balaio e mandem suas opiniões.

E viva Chicago! Ou Madrid?! Que tal Tóquio!!!!?

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A vergonhosa arbitragem no futebol brasileiro


Há tempos que o futebol brasileiro vive uma crise de qualidade na arbitragem, impulsionado ainda pelo escândalo das apostas e vendas de resultados em 2005 pelo famoso caso "Edílson de Carvalho" mas este ano estamos assistindo ao nível mais baixo de arbitragem da história do futebol brasileiro.

Não adianta dizer que erros acontecem, que são seres humanos e estes estão sujeitos a erros e acertos, que assim como os juízes, jogadores e técnicos também erram pois a imagem da arbitragem já está mais do que arranhada e o que vem acontecendo já foge do conceito de erro para o conceito de má fé entre outros adjetivos que poderiam facilmente ser aplicados na atual circunstância. De gols de mão (Paraná Clube na série B do Campeonato Brasileiro), 3 penaltis não assinalados em favor de um único time em um jogo contra o líder do campeonato (sim, você leu direito, e foi no jogo entre Palmeiras e Cruzeiro pela última rodada do campeonato) passando pelo clássico de ontem entre São Paulo e Corínthians (1 gol legítimo anulado erroneamente em prol do Corínthians e ainda o gol do são paulino Washington em claro impedimento) ou pelo gol não assinalado em perfeita cobrança de falta de Marcelinho Paraíba no último jogo do Coritiba são apenas pequenos exemplos do que vem acontecendo com o futebol no Brasil.

Nas últimas rodadas apenas o que fazemos é discutir quais os erros mais gritantes da arbitragem ao invés de discutirmos o futebol propriamente dito, quem são os craques, as jogadas de efeito e quais as virtudes/defeitos dos times envolvidos no campeonato.

Na verdade, num país que pretende sediar um mundial de futebol daqui a 5 anos, deveríamos começar a modernizar nosso sistema de arbitragem, passando sim pela profissionalização dos árbitros de futebol, buscar junto a FIFA a possibilidade de uso de tecnologia para auxílio da arbitragem em jogadas/lances polêmicos e por ai afora. Não é possível mais num país que ostenta o título de pentacampeão mundial vermos tamanha negligência com o que vem acontecendo ultimamente. A falta de estrutura é gritante! Depois, torcedores mais fanáticos cobram os clubes por maus resultados, levados claro por injustificável ira passional, sem levar em conta que qualquer planejamento que se preze vai por água abaixo quando lidamos com tamanho despreparo e má fé pela arbitragem nacional. Até que ponto iremos chegar?

E para vocês, leitores do balaio, qual(is) seriam as sugestões para um aumento de nível na arbitragem nacional? Mande suas opiniões pela caixa de comentários do blog!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Vinhos Italianos: região de Abruzzo e o sul do país

A região mencionada encontra-se no centro da Itália é formada por paisagens mais selvagens e cidades singelas

Por Marcia Gombos para o IG Gourmet


Durante muito tempo, foi lembrada pelo alto rendimento de suas videiras, o que significa muita quantidade e pouca qualidade. A uva de destaque é a autóctone (uva típica da região) Montepulciano d’Abruzzo, que apresenta um estilo tânico e cor profundamente escura, intensa, produzindo vinhos honestos e de certa elegância.

Rumo ao sul, temos o LÁZIO com sua fama adquirida graças as brancos que por lá predominam. Malvasia e Trebbiano são as castas mais presentes neste local, com mais de 40 mil hectares plantados. Ainda assim, não é uma região de grande renome, sendo um tanto atrasada em se comparando com o processo de modernização de tantas outras.

O que vale ressaltar é que alguns produtores sérios vivem uma busca pela mudança deste cenário, já se vendo resultados positivos. Seus vinhos de maior badalação atualmente são o Frascati e o Est! Est!! Est!!!

No calcanhar da bota, chegamos à Púglia, que já enfrenta mudanças e segue novos conceitos de renovação, tomando consciência da necessidade de baixar o rendimento por planta a favor da qualidade. Sua expansão saltou aos olhos de investidores de peso no mundo do vinho, como é o caso da casa Antinori.


Aqui aparecem uvas pouco conhecidas do resto do mundo, como a Negroamaro, a Malvasia Nera, a Primitivo (que pode ser del Tarantino ou di Manduria) e a Otavianello. Entre as 22 DOCs a que conquistou maior sucesso foi o Salice Salentino.

Assim como em outros locais, essas regiões têm a vinha como parte de sua história, principalmente para o consumo próprio. Mas precisam olhar para o futuro, buscando aprimoramento e, acima de tudo, alta qualidade para garantir um lugar ao sol neste mercado global de apreciadores cada vez mais exigentes.

DICAS: San Calisto Valle Reale Montepulciano d’Abruzzo (Produtor: Valle Reali – Tinto / Abruzzo), Calanchi di Vaiano Chardonnay IGT (Produtor: D’Amico – Branco / Lazio), Sinfarosa Primitivo del Tarantino IGT (Produtor: Accademia dei Racemi – Tinto / Puglia.

Nota do balaio: Não conheço muito nem da Itália nem de seus vinhos, mas depois de uma dica como essas, estou procurando um bom exemplar pra degustar e aumentar meu conhecimento sobre, alguém tem mais sugestões? Mandem suas dicas pela caixa de comentários do balaio e saúde!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Mundo celebra 250 anos da cerveja Guinness com o Arthur´s day

Por Claudio R. S. Pucci para o site Terra


Um dos maiores símbolos da Irlanda, tirando o U2 e os leprechauns, a cerveja Guinness comemora hoje 250 anos de existência. Foi em 1759 que Arthur Guinnes assinou o contrato de arrendamento de uma cervejaria por 9 mil anos e lançou a amarga beberagem escura, que se tornou um sucesso mundial séculos depois, consumida por reis e plebeus.

Só para se ter uma ideia, em 1833, a St James´s Gate Brewery (que fabricava a Guinnes) se tornou a maior cervejaria da Irlanda, e em 1886, a maior do mundo com uma produção de 1,2 milhões de barris por ano. Hoje faz parte da Diageo, a multinacional de bebidas, que possui um faturamento de 14,7 bilhões de dólares.

Obviamente que a data não iria passar em branco e a Guinness está preparando uma festa mundial hoje, a começar por Dublin infestada de bandas em seus inúmeros pubs, passando por Nova York (que ainda celebra feriados irlandeses) e terminando em Kuala Lampur, na Malásia.

Entre as bandas e artistas que estarão celebrando o aniversário estão Estelle, Black Eyed Peas, Tom Jones, The Undertones e Soul II Soul. O grande barato da comemoração é que em cada país do mundo um brinde deverá ser feito exatamente às 17:59 (a hora Guinness).

A ideia é filmar o acontecimento e mandar para a empresa e ter o maior brinde da história da humanidade. O Brasil não fica de fora nessa história. Tradicionais bares irlandeses como o O´Malleys, em São Paulo, e o Shenanigan´s, no Rio de Janeiro, já confirmaram que a festa vai rolar solta nesta quinta-feira. Com brinde e tudo mais.

Serviço

O´Malley´s bar
Alameda Itu, 1529 - Jardins - São Paulo/SP Tel. (11) 3086-0780

Shenanigan's Irish Bar
R. Visconde de Pirajá, 112 - Sobreloja Leblon - Rio de Janeiro / RJ Tel.: (21) 2267-5860

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

The Vampire Diaries

Tomando uma dose do sucesso criado em torno da fascinação que os vampiros despertam até hoje na humanidade e surfando a mesma onda que "Crepúsculo" e "True Blood" entre outros, descobri mais um seriado baseado no tal mito dos demônios dentuços, "The Vampire Diaries".

A gama de histórias foi criada e escrita pela escritora estadunidense Lisa Jane Smith, sendo que a trilogia original de livros foi lançada ainda em 1991, porém no Brasil só este ano tivemos a publicação do primeiro volume da trilogia. Em sendo mais um seriado baseado em uma coleção de livros de terror/romance, "The Vampire Diaries" tem como pano de fundo a história de uma menina popular da escola que vê sua vida mudar radicalmente e sofre a recente perda dos pais e o desmoronamento dos alicerces familiares após tal acidente. Porém a chegada de um misterioso rapaz a cidade faz com que ela se veja envolvida com dois irmãos vampiros, permeando a história de muito romance e disputa.

Após ter visto os dois primeiros capítulos, me vem a mente que a história é mais para um público "teen", pois lida muito com assuntos relacionados a época da adolescência e as implicações que cada acontecimento tem na vida nesta idade. Nem por isso o seriado deixa de ser interessante e segundo a crônica especializada parece estar alcançando bons índices de audiência. Ao que parece inclusive, a tendência é de que o seriado passe no Brasil pela rede de tv Warner ainda este ano.

Quem quiser tentar ver o seriado, este está sendo mostrado pela rede americana CW e é claro, apesar de ilegal, existem muitas formas de download na rede. Fica ai a dica para quem estiver a fim de verificar um lado "mais light"dos vampiros e o que a mistura com adolescentes pode causar. Depois disso, aproveitem o espaço de comentários do blog para deixarem suas impressões/opiniões.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Grandes encontros musicais

Ainda alinhado com meu último post, relacionado a música, resolvi colocar aqui mais duas dicas de grupos musicais que descobri em minhas "andanças pela net" e leitura de jornais, revistas e periódicos relacionados ao assunto. Parece que a moda agora é reunir grandes músicos, oriundos de outras bandas (que podem ter acabado ou não) para que a criatividade e estilo de cada músico possa soar diferente (se é que isso é possível) quando unidos ante um novo objetivo. E nesta onda, separei duas bandas "remendos" (como resolvi chamar estas grande uniões musicais) para indicar a vocês.

Primeiramente, voltando um pouco no tempo e lembrando claramente os sons dos anos 80/90, vem a banda "Chickenfoot", uma banda de hard rock oitentista formada pelos ex-integrantes do Van Halen Sammy Hagar (vocais) e Michael Anthony (baixo), pelo guitarrista solo Joe Satriani e pelo baterista do Red Hot Chilli Peppers Chad Smith (não é de estranhar o por que do som soar tão familiar). A banda começou quando Sammy Hagar, Michael Anthony e Chad se juntaram em sessões de jam na boate de Sammy, Cabo Wabo, no México. Tão logo as pessoas começaram a ouvir o som que eles vinham tirando, vieram as perguntas de quando a banda recém formada iria lançar um albúm e excursionar fazendo shows. Sammy então pensou que, se fosse para tal, deveriam ter um guitarrista a altura, foi quando procuraram Satriani para a empreitada. A partir dai, a primeira aparição da banda junto foi em Fevereiro de 2008 num show de Hagar, onde tocaram músicas do Led Zepelin e do Traffic. Dai para o lançamento de um albúm demorou ainda um ano em virtude da agenda de Satriani, que estava em turnê divulgando seu trabalho solo. Mas agora em 2009 veio o lançamento do album auto intitulado "Chickenfoot"e subsequentemente iniciou-se uma turnê por EUA e Europa. Com tudo isso, devido a agenda de Chad com o Chilli Peppers, pode ser que a banda entre em um hiato de tempo indefinido atualmente. Rrecomendo então que ouçam as faixas: "Oh Yeah" , "Soap on a Rope" e "Down the Drain" e me digam o que acharam.

A outra dica é mais voltada para aqueles que curtem um rock alternativo e foi formada mais recentemente no Tenesse neste ano de 2009 e tem como integrantes: Alison Mosshart (do The Kills e Discount), Jack White (do The White Stripes e The Raconteurs), Dean Fertita (do Queens of the Stone Age) e Jack Lawrence (do The Raconteurs e The Greenhornes). Tudo começou em janeiro de 2009, durante uma sessão de jam entre Mosshart, Fertita, Lawrence e White no estúdio Third Man (do próprio White). Tal sessão foi então seguida de algumas semanas de ensaios, composições e gravações até que o "The Dead Weather" fez seu debute durante a abertura do HQ do Third Man Records em Nashville onde a banda fez sua primeira aparição ao vivo antes mesmo de soltar seu primeiro single, "Hang You from the Heavens". A partir dai, em julho deste ano veio o lançamento de seu primeiro albúm, "Horehound". Deste. eu recomendo ouvir as faixas: "Hang You from the Heavens" e "Treat Me Like Your Mother", singles deste primeiro albúm.

Ficam ai as dicas e convido vocês a quando tiverem oportunidade, após ouvirem as dicas, escreverem suas opiniões na caixa de comentários do balaio. E claro, quem tiver mais dicas de música é bem vindo a deixar também os seus recados.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

A sina de Grafite

Artilheiro por quase todos os times que passou. Campeão goiano pelo Goiás, da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo Futebol Clube, campeão do campeonato alemão pelo então desconhecido e inexpressivo Wolfsburg sendo inclusive artilheiro do campeonato e eleito pelos próprios jogadores como o melhor jogador do campeonato e por fim, na estréia de seu time em Copas dos Campeões da UEFA (ontem por sinal) marcador de 3 gols contra o time do CSKA da Rússia. Sim, estas são apenas algumas das mais importante qualificações do centro avante Grafite.

No entanto, o tema central deste post é: que diabos este jogador precisa fazer a mais para ser merecedor de uma vaga na seleção brasileira do técnico Dunga? Só lembrando que até jogadores como Afonso Alves, Diego Tardelli e até Vagner Love tiveram suas chances sem ter ganho metade dos campeonatos e títulos que Grafite ganhou em sua carreira até então.

Hoje aos 30 anos tem uma ficha invejável sendo inclusive um profissional sem qualquer mancha em sua carreira. Mais maduro inclusive, aprendeu a se posicionar e jogar com uma inteligência diferenciada apesar de não ser o chamado "craque". Fica então a pergunta, quem se habilita a responder? Usem o espaço para comentários e deixem suas respostas.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Descobertas Musicais

Conforme eu disse a alguns post atrás (relembre aqui) descobri a pouco tempo o seriado televisivo "True Blood"(mesmo que depois de quase duas temporadas inteiras tendo sido mostradas na TV) e corri a acompanha-lo pois fiquei fascinado sobre o mesmo. Mas o post não é sobre o seriado mas sim sobre um cara que toca a trilha sonora principal do seriado. Seu nome: Jace Everett. Pois bem, após descobrir este cara na trilha sonora do seriado, tratei de pesquisar um pouco mais sobre ele uma vez que sua música realmente era muito boa. O resultado você vê nas próximas linhas.

O cara debutou na música no ano de 2005, com um misto de folck e rock vindo de suas origens, em Indiana nos Estados Unidos e depois da infância no Texas, onde aprendeu um pouco de country music nas visitas em conjunto de sua família na igreja da região. Seu disco inicial se chama "That's the Kind of Love I'm in" e quando foi lançado em 2006, logo atingiu boa colocação no "ranking" da Billboard. Mas foi quando a música "Bad Things"foi escolhida para ser a trilha sonora do seriado "True Blood" da HBO que Jace viu a fama muito mais de perto.

Para quem não conhece e curte um folck rock americano, eu recomendo. A HBO não deu um tiro no escuro ao escolher o cara para comandar a trilha sonora de seu seriado, criando um climão nas aberturas do programa, que a pouco teve o season finale da segunda temporada nos EUA. Depois de conferirem as músicas, usem a caixa de comentários do balaio e deixem suas opiniões.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Mais pesar no mundo artístico

Mais uma vez temos uma notícia pesarosa para o mundo artístico mundial. Em consonância com um outro post meu anterior (confira aqui) venho comentar a morte de um ícone de uma geração do cinema. Hoje, aos 57 anos, morreu o ator Patrick Swayze, que entre outros sucessos foi o astro de "Ghost" e "Dirty Dancing".

O ator fora diagnosticado com câncer no pâncreas pela primeira vez no ano de 2008 e por todo este tempo desde então estava lutando contra a doença. Ainda assim, continuou trabalhando e escreveu suas memórias em conjunto com a esposa e ainda atuou em um seriado para um canal de tv por assinatura americano. Segundo porta voz oficial da família, ele morreu em paz ao lado da família, onde sempre buscou o apoio.

Fica aqui neste espaço minhas condolências e tristeza em ver que um bravo lutador como ele, sucumbiu também em virtude desta doença maldita. Que deus o receba de braços abertos e que ele tenha a paz eterna ao seu lado. São os votos do balaio.

Sonho de bêbado realizado!!!

Direto do blog SpinTravel do UOL


Resort austríaco realiza o sonho de hóspedes e faz uma piscina de cerveja



Tio Patinhas nadava em uma piscina de dinheiro e com certeza isto deve ser bem legal, mas já que a situação monetária não colabora, que tal confessar uma vontade bem Homer Simpson? Nadar em uma piscina de cerveja é o sonho de algumas pessoas, então o resort austríaco Starkenber Beer Myth decidiu realizar esta vontade.

Os hóspedes estão convidados a mergulhar em várias piscinas cheias de cerveja. São sete piscinas de quase 4 metros de comprimento e pura cerveja. No entanto, é claro que a idéia não é simplesmente “viva, vamos mergulhar no álcool!”.

Markus Amann, gerente do spa, afirma que a cerveja está ali por conta de suas propriedades benéficas à saúde – a ciência já provou que a bebida faz bem para a pele e para o cabelo.

O interessante é que quase nenhum hóspede tem vontade de beber aquela cerveja. E com lógica, pois não seria muito higiênico. “Eu iria preferir nadar a beber, já que servimos muita cerveja gelada e bem lacrada nos bares perto das piscinas”, diz sabiamente o gerente Amann.

Pagando 145 euros é possível ficar duas horas ali nas piscinas. Até vale a pena.

Nota do balaio: E aqui no Brasil, como seria uma dessas? Será que as pessoas iriam respeitar e tal? O que vocês acham? Mandem seus comentários!!

Eterno Injustiçado

Nunca fui muito fã de Barrichello, assim como já havia descrito alguns post atrás (relembre aqui) mas devo admitir que ele tem colocado um pouco de emoção inesperada ao Campeonato Mundial de F1 deste ano. Contrariando todas as previsões que apontavam a Ferrari, com Raikkönnen, ou a McLaren, com Hamilton, Barrichello venceu o GP de Monza colocando "água no chopp" dos italianos.

Se fazendo valer da estratégia de sua equipe com apenas uma parada para pitstop (vale lembrar que Barrichello era o carro mais pesado no grid de largada da prova deste domingo) Barrichello fez uma prova combativa e bastante ousada, tendo que segurar as pontas quando havia a possibilidade de troca de seu câmbio (que o faria perder 5 posições a largada) e os seus adversários (dentre os quais McLarens e Ferraris com os dispositivos "kers") e chegou a sua segunda vitória na temporada, diminuindo em 2 pontos (16 para 14) a diferença para o líder do campeonato, o inglês Jenson Button (seu companheiro de equipe também) restando agora 4 provas para o final da temporada.

Mesmo contido, Barrichello sabe que seu momento é melhor que o de seu companheiro e que o título, apesar de difícil, é possível. E por que não sonharmos em uma luta pelo título no GP do Brasil, em Outubro próximo? Vamos torcer para que o momento de Barrichello perdure e que ele possa mostra seu valor, muitas vezes esquecido por nós brasileiros.

Força Rubinho!!

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Dunga se superou!!

Nunca pensei que diria isto tão cedo, mas não é que Dunga vem se mostrando um bom técnico a frente da seleção brasileira?! Não, ele não tem feito a equipe jogar um futebol bonito e vistoso, mas conforme meu post anterior (relembre clicando aqui) ele tem feito com que a seleção seja concisa e veja só, inclusive aprendeu a mexer no timer e com esta mexida mudar o estilo de jogar da seleção e mudar resultados de jogos. Só não perdeu seu jeito carrancudo e reclamão de ser. Mas isto por si só seria assunto pra outras divagações que não dizem respeito ao que eu quero dizer aqui hoje.

Na vitória de ontem sobre o Chile, Dunga soube modificar o time quando parecia que a seleção estava entregue e sofrendo grande pressão do Chile. Já era possível ouvir as vaias da torcida. Dunga perdera seu volante predileto (Felipe Melo), não conseguia repetir com sucesso na ala esquerda o esquema que dava certo na direita (as constantes trocas entre Daniel Alves e Maicon nas descidas ao ataque e cobertura defensivas) e o Chile no início do segundo tempo conseguira empatar o jogo. Como um experiente treinador faria, Dunga sacou André Santos (que não conseguia repetir a atuação que teve diante da Argentina, muito em fator de Robinho não estar jogando) passando Daniel Alves ,em noite inspirada, para a esquerda com a entrada de Elano e colocou Sandro (volante do Internacional) no lugar de Júlio Baptista e ainda resolveu experimentar um pouco mais Diego Tardeli na vaga de uma apagado Adriano (ofuscado também por uma excelente atuação de Nilmar). Pronto, foi o que a seleção precisava para entrar nos eixos de novo, recompor seu meio de campo com mais força defensiva e continuar pressionando o Chile. E a jogada deu tão certo que o Brasil fechou o placar com um 4 x 2 contundente.

Sinceramente não sou um patriota nem nada, mas num mar de decepções recentes com o futebol, esta seleção bem que tem dado o alento necessário para os fãs de futebol, como eu. Espero que com a conquista antecipada da vaga e com o restante do tempo para treinamentos/amistosos não aconteçam as mesmas bizarrices e fanfarronices que ocorreram antes da Copa do Mundo de 2006 na Alemanha. E que venha a África 2010!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Final de semana iluminado para o esporte nacional!

Este final de semana prolongado (em virtude do feriado de 7 de setembro) apesar de ter tido um tempo mais do que chuvoso e sujeito a trovoadas trouxe boas notícias ao esporte brasileiro e resolvi separar duas delas para comentar um pouco.

Primeiro, no sábado a noite, tivemos uma vitória incontestável da seleção brasileira de futebol sobre a Argentina pelo placar de 3 x 1, com dois gols de Luis Fabiano e um de Luizão. O time de Dunga esteve longe de mostrar um futebol bonito e envolvente, mas por outro lado é extremamente eficiente nos quesitos jogadas de bola parada e finalizações (das chances que tem, acaba por converter quase que 100%). A vitória, mais do que desestabilizou nosso maior rival no mundo do esporte, valeu vaga antecipada para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, faltando ainda 3 jogos para o final das eliminatórias (Chile, Bolívia e Venezuela). Com esta antecipação, o técnico Dunga pode fazer alguns testes finais e de repente começar a definir os 30% faltantes do grupo da seleção que irá a copa representando o país, como já o está fazendo com a convocação de Diego Souza, Cleiton Xavier, André Dias e Diego Tardeli para o confronto contra o Chile em virtude de contusões/suspensões.

E finalizando o giro esportivo do final de semana tivemos a seleção brasileira de basquete campeã da Copa América da categoria, disputado em Porto Rico e com final surpreendente e emocionante contra os anfitriões. O Brasil jogou os 3 primeiros quartos de forma brilhante e quase perfeita, tendo inclusive conseguido manter uma vantagem de até 16 pontos. Porém o quarto e derradeiro período foi muito difícil, com a seleção da casa derrubando de maneira demolidora a diferença brasileira e empatando o jogo. No final, com o último lance da partida faltando pouco mais de 8 segundos e com vantagem de 1 ponto para o Brasil, a seleção anfitriã simplesmente não converteu seu ataque e o selecionado brasileiro pode comemorar o título que mais do que o título e vaga no mundial em si, parece mostrar que o basquete brasileiro começa a ressurgir e pode marcar um novo caminho deste esporte no país, rumo a mais participações em campeonatos mundiais, olímpiadas e por que não, sonhar com tais títulos.

E para vocês, qual foi o maior destaque esportivo do final de semana? Utilizem a caixa de comentários do balaio e deixem suas sugestões.

sábado, 5 de setembro de 2009

Duelo de Titãs

Confesso que perdi muito do interesse na seleção brasileira de futebol quando vieram derrotas inexplicáveis, falta de vontade dos jogadores que por lá estavam, politicagem muito grande no meio e meus ídolos (o último deles creio ser o Ronaldo, que hoje joga no meu Corínthians!) se foram da seleção.

No entanto, ao que me parece, esta etapa da chamada "Era Dunga" tem me dado muito mais vontade de assistir aos jogos pois invariavelmente os jogadores que por lá estão tem demonstrado um pouco mais de vontade em vestir a camisa amarelinha (salvo exceções, como o ridículo do Robinho) e ainda mais em um jogo destes de eliminatórias para a Copa do Mundo, contra a Argentina, que sempre tem proporções épicas!

Neste sábado então, precisamente as 21:30h (horário de Brasília) teremos um jogo que pode, entre outros, definir a vaga da seleção brasileira para a copa de 2010 e deixar os hermanos em situação extremamente desfavorável na tabela de classificação, ficando na zona de repescagem. Além disso, sempre dá muita moral ao selecionado que sai vencedor do duelo. Por isso não percam! E quais são seus palpites? O meu é que o Brasil vence, 2x1. Mandem os seus palpites na caixa de comentários do balaio!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Brasil está no Mundial de Basquete

Não sou grande conhecedor de basquete mas confesso que acho um jogo deveras interessante, mesmo que nunca tenha conseguido nem jogar um pouco quando era mais novo. Sempre fui um fã incondicional de esportes e enfim, cresci vendo a geração Michael Jordan e Magic Johnson na NBA. De qualquer forma, voltando ao tópico do post, a equipe masculina de basquete do Brasil garantiu na tarde de ontem, após uma vitória complicada sobre o Canadá, uma vaga para o mundial da categoria a ser disputado o ano que vem na Turquia. E de quebra, de forma invicta, ainda disputa a semi final e tem aspirações maiores nesta Copa América de basquete, que é a conquista da vaga na final e o título de campeão.

Fazia algum tempo que eu não "acompanhava" um pouco mais de perto, lendo e vendo alguma coisa sobre o basquete brasileiro pois ultimamente vínhamos de diversos vexames, como o penúltimo lugar no último mundial e a não classificação para 3 Jogos Olímpicos seguidos. Pois bem, após ler um pouco sobre o que vinha acontecendo nesta competição pude perceber que os jogadores brasileiros, e em maior parcela aqueles que jogam na NBA, tem mostrado uma vontade diferente neste mundial, um vontade de vestir a camisa amarelinha e de colocarem o Brasil de volta no lugar que merece no basquete mundial. E diante disso, achei que deveria acompanhar pela internet o jogo de ontem.

O Brasil está longe de apresentar um excelente basquete, mas a grande atuação de Leandrinho, autor de 31 pontos, o amadurecimento e o jogo coletivo que vem demonstrando o Marcelinho e a consistência defensiva que Varejão e Tiago Splitter, além é claro da categoria do técnico Moncho vem demonstrando, ao menos por enquanto, que o Brasil tem condições de brigar por vôos maiores na categoria. É claro que a produção ofensiva e o aproveitamento dos ataques da seleção tem que melhorar ainda, mas ao menos nos deixa um pouco mais confiantes de que aquelas participações pífias em competições internacionais podem ter ficado pra trás.

Parabéns ao elenco da seleção, e que continuem mostrando esta força e garra para que o basquete brasileiro possa voltar aos lugares mais altos nas competições em que disputar.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O pau de macarrão

Neste último final de semana resolvi que iria aproveitar bem, e depois de uma sessão de cinema pra conhecer a tecnologia 3D no cinemark do shopping Eldorado escolhi um lugar diferente para jantar junto da Milena, minha namorada, e descobrir um pouco mais da cozinha italiana na noite de sampa. O local escolhido foi o restaurante "Matterello", que fica localizado no bairro da Vila Madalena, no Rua Fidalga, 120. Vamos as impressões.

Ao chegar ao local, nota-se uma entrada mais ao fundo da fachada por um pequeno corredor. A decoração interna é bem simples, com tijolinhos a vista e luz média, criando um clima agradável. Ao nos aconchegarmos a mesa, o garçom veio prontamente e nos trouxe o cardápio de comida e a carta de vinhos (um show a parte).

Primeiro, nos focamos nas bebidas. Como já sabia que inevitavelmente iríamos optar por uma massa e/ou algo relacionado a carne vermelha (por pura preferência mesmo), resolvi passar o olho na carta de vinhos e verificar se existia alguma meia garrafa interessante para acompanhar a noite. A casa tem uma excelente carta de vinhos e a preços bem honestos, o que nos instiga mais ainda a consumirmos a bebida. Optei por um vinho que não me era familiar na ânsia de fazer desta noite uma noite de descobertas. Fui então de um Cabernet Sauvignon Reserva da Vinícola Marson, um vinho nacional cujos donos são descendentes de italianos que a muito lidavam com vinhos e que fazem vinhos honestos e bem saborosos. Este vinho passa um estágio de seis meses em barricas de carvalho americano o que lhes confere um corpo e aromas agradabilíssimos. Creio que acertei na escolha.

Para iniciarmos nossa jornada gatronômica propriamente dita , escolhemos como antepasto o "Crostini alla napoletana", que nada mais é do que uma espécie de brusqueta com adição de aliche por cima da composição final. A porção possui quatro unidades e serve muito bem duas pessoas para nos deixar prontos para a próxima etapa.

Na sequência, depois de saborearmos nossa entrada optamos por escolher um único prato que poderia ser dividido entre nós, afinal a entradinha já havia feito um bom trabalho. Depois de folhear o cardápio por algumas vezes (o mais interessante é que juntamente com o nome do prato e a descrição do mesmo, temos também as receitas no cardápio) resolvemos escolher o "Bocconcini di Parma", que nada mais é que panquecas enroladas com recheio de ricota e parmesão, com molho de champignon, funghi e filetinhos de contra-filé. Devo confessar que a escolha não poderia ser melhor e o prato estava divino! O molho de cogumelos com os filetinhos de carne davam o contra ponto às panquecas de queijos. Recomendo!

O restaurante vale a visita e por não ser muito caro, é possível se comer bem e visita-lo mais vezes. Para os apreciadores de uma boa comida italiana, fica a dica. Caso alguém já tenha visitado o restaurante e queira dividir comigo as experiências, fica aberta a caixa de comentários do balaio. Para maiores informações sobre a casa acesse o site do Matterello clicando aqui.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Dia preto e branco: dia do povo!!!


O Corínthians dá no dia de hoje, 01 de Setembro de 2009, o seu primeiro passo rumo ao centenário do clube. Nestes anos todos, 99 até então, muitas alegrias, tristezas, glórias e dores, sim muitas dores. Esta data tem que ser comemorada por nós, Corinthianos pelo significado de ser Corinthiano, pelo fenômeno que é o Corinthianismo ao redor do Brasil e do mundo. Clube este que acaba se tornando o mais popular do estado de São Paulo e talvez por muito pouco o segundo do Brasil.

É difícil explicar como um time que nem é mais (ou menos) campeão que os outros, que não possui estádio próprio e é chamado pelos rivais de time regional possa mover tamanha massa humana em torno de um único propósito que não amar um time de futebol. Mas como sabemos futebol não é razão, é coração, e o Corínthians é isso e vai além tamanha é a devoção que seus torcedores tem por ele. E é neste clima de conquistas e dores que, devemos comemorar a data por si só e torcermos juntos pelo novo ano que entra por novas conquistas, ou não. O importante é que depois de muitos mandos e desmandos, muita roubalheira interna e muita torcida contra, o Corínthians é um ser vivo pro futebol brasileiro e está ai, mais vivo do que nunca e quebrando as previsões mais pessimistas, mostrando do que é capaz.

Deixo um abraço no coração de cada corinthiano e desejo a todos nós, nação alvi negra, um primeiro de Setembro especial e mais do que isso, parabenizo este clube que nos dá tamanha alegria, ao mesmo tempo que tamanha tristeza, mas que nos entretem e nos mantém a chama da luta por nossos ideais sempre acesa em nosso coração.

Parabéns Corínthians!! E que venham outros 100 anos mais...