domingo, 31 de janeiro de 2010

E deu Federer de novo!

Parece que já é um sinonimo quando falamos de Federer, falamos de vitória e falamos de título de Grand Slam. E não por acaso que hoje, 31 de Janeiro, Federer ganhou seu 16º título de Grand Slam na carreia, em Melbourne na Austrália. A vítima da vez foi o escocês Andy Murray, derrotado por 3x0 com parciais de 6-3, 6-4 e 7-6 (13-11 no tie-break) na decisão. E este é apenas o primeiro torneio da atual temporada.

Desde o começo da partida Federer impôs seu jogo, mas em determinado momento do terceiro set parecia que Murray adiaria em pelo menos mais um set a decisão, chegando a abrir 5 - 3, o que mais tarde não viria a se confirmar e com 7-6 Federer viria a faturar o torneio. Abusando das bolas de direita e algumas de esquerda, Federer quase não foi incomodado na partida, mas suou um pouco no final.

Assim como teria dito Tsonga ao final da partida semi final contra o mesmo Federer: fica difícil prever quem conseguirá barrar Federer. E pelo visto, no atual ranking da ATP não temos tal tenista ainda. É ainda mais admirável a modéstia do tenista quando em seu discurso de recebimento do troféu exaltou e muito o campeonato e a partida que Murray fez dizendo que ele poderia se orgulhar de seu jogo.

Fica ai a pergunta, quem irá parar Federer?

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Divulgada primeira foto do parque do Harry Potter

Sou um eterno sonhador, e meus principais sonhos são relacionados a oportunidades de viagens, de conhecer lugares novos, pessoas novas, etc. Bem, um lugar do qual guardo muitas recordações e que sempre que posso faço planos pra voltar, principalmente na minha lua de mel com minha namorada futura esposa é a Disney. Mas o que isso tem de relação com o título do post? Bem, somente o fato de que naquele cinturão de parques temáticos que é Orlando na Flórida teremos em breve um novo parque temático relacionado ao bruxinho mais famoso dos livros/telonas dos últimos anos: Harry Potter. E foi por isso que resolvi postar a notícia abaixo. Nos encontraremos lá, um dia!


Área temática ficará dentro do Universal Islands of Adventures, em Orlando

A Universal Orlando Resort e a Warner Bros divulgaram a primeira imagem oficial do parque The Wizarding World of Harry Potter (O Mundo Mágico de Harry Potter, em tradução livre).

O parque fará parte de uma área temática do parque Universal Islands of Adventures - que já abriga temas como Jurassic Park, desenhos animados e os heróis da Marvel.

Os fãs poderão entrar no universo do bruxo e passear pelo vilarejo de Hogsmeade (com direito às cervejas amanteigadas e sapos de chocolate), pela loja de varinhas do Sr.Olivaras e a Floresta Proibida. Porém, a maior atração de todas será a réplica da escola Hogwarts. É lá que se encontra o Harry Potter and the Forbidden Journey, que fará com que os visitantes do parque passeiem pelas histórias de Harry com o uso de tecnologias inovadoras.

The Wizarding World of Harry Potter está previsto para ser inaugurado ainda neste primeiro semestre.

Matéria retirada do site R7.com

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Vindima Góes 2010

Há algum tempo tenho me interessado em conhecer mais a respeito do mundo do vinho e claro, de apreciar cada vez mais esta bebida que me dá muito prazer ao beber. E diante disto, tenho buscado um pouco mais de conhecimento através de livros e internet mas, sentia falta de ver de perto um pouco do que acontece no processo produtivo da bebida, desde a colheita da uva até o produto final. Então um sonho que eu vinha cultivando desde então era o de fazer uma visita a uma vinícola e conhecer um pouco mais do produto "in loco". Primeiramente tinha vontade de ir a Mendonza na Argentina, um dos berços do vinho na América do Sul, juntamente com outro de meus sonhos de viagem: Santiago do Chile. Porém devido a alguns fatores (econômicos, tempo, etc.) não havia tido tal oportunidade. Até agora. Eis que a pouco mais de 70 km de Sampa uma das vinícolas mais antigas do Brasil e uma das poucas de qualidade no estado de São Paulo abriu suas portas para que os turistas pudessem participar de seu evento anual de colheita de uvas e conhecessem suas instalações/produtos. Estou falando da vinícola Góes, situada no município de São Roque, a pouco menos de uma hora de viagem da capital.

O passeio começa com a recepção aos turistas na sede da vinícola, na estrada do vinho KM 9, São Roque onde recebemos todos os prenúncios da alegria que iremos presenciar nas pouco mais de 3 horas que o passeio tende a durar. Normalmente são duas turmas que saem rumo a outra unidade da vinícola, a pouco mais de 5 minutos da sede, uma as 10:00 e outra as 10:30 da manhã durante os finais de semana de janeiro.

Partimos então em três trenzinhos puxados por tratores enormes, com muita diversão e alegria até a segunda unidade da vinícola no município, onde poderemos encontrar parte de sua produção e dos campos de plantação experimental, onde uvas viníferas européias são plantadas e cruzadas com outras variedades de uva a fim de que o vinho produzido atinja uma mínima qualidade. Lá somos recepcionados pela equipe da vinícola e por seus enólogos onde após uma breve apresentação sobre a cidade de São Roque, a história da vinícola e um pouco sobre o processo produtivo do vinho, somos levados ao campo para colhermos uvas da variedade Niágara, famosa por vinhos de mesa, e colocamos a mão na massa, colhendo cachos e cachos de uva diretamente dos parreirais, podendo inclusive degustar as uvas, doces como mel! Após esta etapa encaminhamos as uvas colhidas para as tinas onde iremos participar de uma tradição italiana: a pisa da uva. Posso dizer que a sensação é engraçada, chega até a ser terapêutico!! O enólogo nos diz que será feito um vinho de mesa com esta uva pisada por nós e que o mesmo estará pronto em meados de agosto e acho que valerá muito mais como recordação do que como bebida propriamente dito.

Agora que passamos pela etapa interativa do passeio, partimos para a instalações da vinícola e conhecemos alguns processo utilizados na fabricação em larga escala do produto: o desengace dos bagos da uva, o esmagamento automatizado e por fim os tonéis de fermentação, tudo isto acompanhados dos enólogos da vinícola que nos passam um pouco mais de conhecimento a cerca deste processo de fabricação. Ao final, brindamos com grape cool ao ano que vem entrando e a felicidade do dia que estamos passando junto, retirado diretamente dos tonéis.

A visita termina com um excelente brunch em uma tenda armada em meio aos parrerais, com muita comida de de qualidade (destaque para as porções individuais de escondidinho de carne seca com mandioca) e algumas bebidas da casa (prossecos, espumantes, suco de uva, vinhos, etc.) e o retorno então a sede da vinícola, onde somos recepcionados por uma companhia de dança em trajes típicos e muita musica italiana.

É a realização de mais um sonho e vale demais aproveitar a festa, sem precisar ir muito longe de São Paulo. Com certeza serei figura carimbada nas próximas edições do evento!! Para maiores informações visitem: www.vinicolagoes.com.br !

Saúde!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

SuperBowl definido!

Neste domingo assisti a um jogo fantástico pela definição da Conferência Americana da NFL envolvendo o Indiana Colts e o New York Jets. Pela segunda vez nos últimos 4 anos o Indiana Colts irá disputar o título do esporte mais importante dos Estados Unidos, tendo vencido em 2006. Sob o comando do veterano quarterback Peyton Manning o time de Indiana venceu o confronto por 30 a 17, sendo o primeiro classificado para o Superbowl deste ano.

Neste jogo a zebra verde quase que apareceu mais uma vez, quando no segundo quarto o placar indicava 17 a 6 para os novaiorquinos. Foi ai que então brilhou mais uma vez a estrela de Manning, sendo decisivo com seus passes precisos e correta leitura do jogo e da defesa adversária, tendo lançado três bolas aéras para touchdown. Manning ainda terminou o jogo com 377 jardas aéreas e como MVP da temporada.

O rival agora será o New Orleans Saints, que bateu o Minnesota Vikings por 31 a 28, na prorrogação, pela decisão da Conferência Nacional realizada em New Orleans. A decisão acontecerá no próximo dia 7 no Sun Life Stadium, ex-Dolphin Stadium, em Miami.

E que mais uma vez a estrela de Manning brilhe e que tenhamos um jogo sensacional no próximo Superbowl!!!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

10 anos de um título importante, doa a quem doer


Sim, o Corínthians é campeão mundial. Podem contestar o quanto quiser. A maior entidade representante do esporte no mundo, estampa a conquista em seu site. E é neste mês de janeiro que se comemoram dez anos do feito, digno de muito orgulho pra nós corinthianos. E vejam só o que eu encontrei em minhas andanças pela internet: um post do blog de um dos maiores anti-corinthianos da história concordando com o título e dizendo que nada pode se fazer, que o timão foi campeão do mundo e ponto final. De quem estou falando? Milton Neves, vulgo cabeção. Claro que não foi ele quem escreveu, mas deu a sua chancela. O post? Segue abaixo. Mas já vou adiantar, corinthianos apostólicos romanos, eu me emocionei com a lembrança.


por Roberto Zanin, colunista do Terceiro Tempo

Além das festas do centenário, 2010 é importante para o Sport Club Corinthians Paulista, porque nele se comemoram os dez anos da conquista mais importante da história do clube: o Primeiro Campeonato Mundial Interclubes, da FIFA.

Em janeiro de 2000, oito clubes de todas as partes do planeta se reuniram no Rio e em São Paulo para a competição. Talvez nunca haverá, em outro torneio, uma plêiade de craques como a daquele campeonato: o Real Madrid, espécie de seleção multinacional: Roberto Carlos, Casillas, Hierro, Raul, Fernando Redondo e Anelka; no banco, reservas de luxo como Sávio, Morientes, e até um promissor jovem camaronês, Samuel Eto´o .

O Manchester United tinha jogadores como Gary Nevile, Dwight Yorke, Ryan Giggs, Andy Cole e o então jovem astro David Beckham. O Vasco da Gama, com um time reforçado para ganhar o título inédito: Mauro Galvão, Juninho Pernambucano, Ramon, Edmundo e Romário, com jogadores como Donizete e Viola no banco.

Para encarar essa turma, o mosqueteiro escalava o nervos de aço Dida, o incansável Índio, o vigoroso Fabio Luciano, o experiente Adilson Baptista e o preciso Kléber.

O meio campo com os clássicos Vampeta e Rincon, o cerebral Ricardinho e o insinuante Marcelinho. No ataque, o lépido Edilson (O bola de ouro do Mundial) e o artilheiro Luisão.

Mas como tudo o que envolve o Corinthians, os adversários jamais admitem a importância do título. Mas o pior para eles é que todos os seus argumentos são facilmente desmontados.

Falam do “gol” de Fábio Luciano, em que a bola realmente não entrou, mas se esquecem do gol legítimo do zagueiro João Carlos que daria a vitória contra o Real Madrid, que o árbitro anulou.

Outra objeção: por que o Corinthians foi o representante do Brasil?

Como toda competição da FIFA, a entidade garante vaga ao representante do país-sede. Como o campeão brasileiro de 99 seria conhecido às portas do Mundial, optou-se por indicar o campeão de 98.

Por sorte e competência, o Corinthians entrou como campeão de 98 e confirmou o acerto da escolha ganhando, também, o Brasileirão de 99.

O Vasco entrou como campeão da Libertadores de 98. O Manchester participou como campeão europeu de 99 e o Real como campeão intercontinental de 98.

Aliás, o único país que considera campeão mundial o vencedor do charmoso jogo entre campeão da Libertadores e campeão europeu é o Brasil. Veja o site do Real Madrid: http://www.realmadrid.com/cs/Satellite/es/Club/1193040475224/PalmaresTotal/Palmares.htm; ou o do Boca Juniors: http://www.bocajuniors.com.ar/el-club/titulos

Se o amigo leitor consultar o site do Milan ou do Barcelona, encontrará o mesmo adjetivo, “Intercontinental”, para designar a taça obtida em jogo com oponentes de apenas dois continentes.

Talvez seja o complexo de vira-lata, como dizia Nelson Rodrigues, mas parece que dizer que o Flamengo ou o Grêmio, por exemplo, são campeões intercontinentais diminuiria o feito. Mas trata-se de questão elementar. Basta consultar o dicionário.

O Houaiss, por exemplo, explica: “Mundial: relativo ao mundo como um todo, à terra inteira; geral, universal”. Ou seja: de fato, com a presença de equipes de todos os continentes, a competição de 2000, organizada pela FIFA, geraria o primeiro campeão mundial.

Outro argumento de pouca inteligência é de que o título do Corinthians não é legítimo por ele não ter vencido a Libertadores. Ora, então vamos considerar ilegítimos os títulos do Uruguai, em 30; da Itália, em 34; da Inglaterra, em 66; da Alemanha, em 74; da Argentina, em 78 e da França, em 98?

Essas seleções não disputaram as eliminatórias, por que eram anfitriões da Copa e foram campeãs.

O que aumenta ainda mais a façanha do Corinthians é que, apesar do campeonato ter sido disputado no Brasil, o alvinegro disputou o título na casa do adversário.

O jogo foi cardíaco, tenso. Afinal, com as duplas de ataque que estavam em campo, qualquer erro seria fatal. O Corinthians, que já iniciara o torneio com o elenco cansado, combalido, teve que suportar, também, a prorrogação. Nos pênaltis, com gols de Rincón, Fernando Baiano, Luisão e Edu, uma defesa de Dida e o erro de Edmundo, o Mundo se tornava preto e branco. O capitão Rincón recebeu o troféu do presidente da FIFA, Joseph Blatter.

Parabéns, Corinthians! Cem anos de vida. Dez anos do Mundial.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Insatisfeitos, 57% dos paulistanos deixariam SP se pudessem, diz pesquisa

Em minhas habituais leituras pelos portais de notícias espalhados pela internet, me deparei com uma matéria a cerca de uma pesquisa que traduz muito bem o que eu vinha sentindo em relação a cidade de São Paulo. Apesar de gostar muito da cidade, dos passeios possíveis, de sua grande movimentação cultural me sinto cada vez menos contente em morar em São Paulo, seja pelo trânsito alucinante, violência em escalada exponencial ou até mesmo pelo desleixo de nossos governantes com a mais importante cidade do Brasil. Até em virtude deste fato aceitei uma proposta de emprego que além de ser muito boa financeira e profissionalmente, me levou a conhecer São José dos Campos, no Vale do Paraíba, e me deixou extremamente satisfeito com o que venho vivenciando deste então. Leiam a notícia completa e tirem suas próprias conclusões.

Arthur Guimarães
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Um estudo encomendado pelo Movimento Nossa São Paulo ao Ibope mostra que a falta de qualidade de vida na metrópole está aborrecendo cada vez mais a população paulistana. Como indica a análise, problemas como a palpitante violência, a carência nos serviços públicos e a falta de consciência coletiva transformam a capital em um lugar quase insuportável.

Dentre as informações tabuladas, um dos dados mais chocantes aponta que 57% dos habitantes mudariam de município se pudessem. Divulgada nesta terça-feira (19), a pesquisa por amostragem foi feita em dezembro do ano passado e entrevistou 1.512 pessoas, cobrindo todas as regiões de São Paulo e mesclando perfis variados em relação ao sexo, grau de instrução, cor, estado civil e renda.

Com base em itens referentes à qualidade de vida sugeridos por quase 40 mil pessoas, os entrevistados fizeram um diagnóstico da relação que estabelecem com São Paulo. No geral, em uma escala de 1 a 10, os paulistanos deram, em média, a nota 4,8 para avaliar o grau de satisfação com a capital. Dos 174 temas sondados, apenas 39 tiveram "nota azul".

Para Oded Grajew, membro da secretaria executiva da entidade e um dos responsáveis pelo trabalho, a quadro é alarmante - e totalmente previsível. "A maioria dos nossos governantes é representante de seus financiadores de campanha, que normalmente são grupos ligados à especulação imobiliária, que fazem a cidade crescer sem organização", diz.

Além disso, segundo Grajew, a sobrecarga na infraestrutura, a preferência pelo transporte individual e o abandono dos pobres agravam a sensação de caos urbano. "É um lugar com dois rios enormes e sujos, uma poluição tremenda e uma baita insegurança. Quem quer viver assim?", questiona.

Como ele explica, a pesquisa serve exatamente para mostrar o tamanho do problema e pedir ações práticas das autoridades. "Se depender da prefeitura, não ficamos sabendo o nível em que está a situação. Há inclusive uma lei, a 14.173/06, que obriga a administração municipal a divulgar uma série de dados sobre o funcionamento de São Paulo, como tempo de espera em ônibus e hospitais. Mas nem isso é cumprido", afirma.

Segundo ele, já que não há movimentação por parte dos políticos, a sociedade civil organizada está dando um jeito de refletir sobre o quadro. "Cabe a nós fazer esse alertas. Nosso objetivo é dar instrumentos para a população avaliar se a gestão pública está melhorando ou não a qualidade de vida das pessoas", diz.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Hamburguer com grife!

Quem é que não gosta, de vez em quando, de comer um belo hamburguer? Imagine então misturas um pouco inusitadas e, segundo grandes publicações especializadas (guia quatro rodas, revista veja, playboy, etc.) comer o melhor hamburguer de São Paulo? Pois foi com esta premissa que rumei neste final de semana a filial do Itaim do americano PJ Clarke's. Ícone nova iorquino por toda sua história e seus lendários hamburgueres, além das celebridades que sempre faziam questão de desfilar por seus salões, São Paulo ganhou em 2008 sua unidade do Pj Clarke's (única fora dos Estados Unidos) situado no Itaim.

Do próprio site do restaurante, tirei um pouco de sua história. Com mais de 124 anos nos Estados Unidos, o local se tornou simbolo nos EUA pois sua comida sempre muito boa acompanhada de drinks excelentes era sempre apreciada pelas maiores celebridades americanas na época, como Marlon Brando, Marylin Monroe e por ai vai. Hoje ainda encontramos diversos artistas, mas o local atrai todo tipo de público, inclusive turistas.

Já em São Paulo, o local é dividido em diversos ambientes, destacando-se a área mais externa e a mesa coletiva, onde diversas pessoas podem se sentar juntas sem ao menos se conhecer. A decoração foi mantida igual a da matriz nova iorquina, incluindo ai os lustres antigos, balcões de madeira, decoração em art deco, diversos quadrinhos de época, toalhas quadriculadas e garçons uniformizados. Além disso o menu foi mantido o mais próximo possível da matriz, o que por si só já é muito bom! O cardápio é bem eclético, e possui pratos como entradas, massas, saladas, grelhados, peixes e ostras, acompanhamentos e os famosos sanduiches. Como fui para provar um belo hamburguer, eu recomendo dois em especial: o Ford Rancheiro, com direito a chili e cheddar e o Cadillac, hamburger chefe da casa. Todos acompanham picles, batatas fritas e muito sabor. São aproximadamente 200g de carne! Além disso, uma carta de sobremesas muito interessante, vinhos bem escolhidos, alem dos tradicionais água, sucos, refrigerantes, cervejas e drinks em geral. Além disso, servem também aos finais de semana café da manhã (o famoso brunch americano) onde os ovos são os reis com diversas maneiras de serem preparados.

Para quem ficou interessado, o restaurante fica situado na rua Dr. Mário Ferraz 518.

Aprovado!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

2010, o ano começou mal?!

Já vinha com um sentimento estranho neste começo de ano e depois da tragédia ocorrida no Haiti com os três terremotos eu me peguei pensando sobre isso. Seria 2010 um ano fadado a tragédias?

Nós brasileiros já presenciamos as chuvas em larga escala em Angra dos Reis, São Luis do Paraitinga, região metropolitana de Porto Alegre e no Jardim Pantanal em Sampa (só para citar alguns exemplos) e as tragédias que se sucederam até então. Diversas morte, centenas de milhares de pessoas desabrigadas, inundações, desmoronamentos, estradas interrompidas e cidades destruídas são enfim acontecimentos trágicos que se passaram neste início de ano. Já no hemisfério norte, o mundo vem presenciando as maiores nevascas em diversas décadas com diversos problemas de infra estrutura que afetaram as vidas dos habitantes desta região.

O que falar então daquele nigeriano que por muito pouco não derrubou mais uma avião e que só vem a mostrar que o terrorismo não é ficção nem literatura e vem crescendo de forma assustadora em todo o mundo. E ainda diariamente somos inundados também com noticiários de atentados e mortes em larga escala no Oriente Médio e imediações. Isto sem falar nas disputas separatistas no continente africano que culminaram inclusive com um atentado a seleção togolesa de futebol em plena Copa Africana de Nações.

Nos últimos dias também temos visto que na Venezuela existe um risco iminente de apagão e então foi aplicado um racionamento de energia com cortes sequenciados de energia por suas cidades. Alem disso, a desvalorização da moeda gerou caos e disputas entre lojistas e o governo na questão da remarcação de preços. E Buenos Aires, na Argentina, que vê suas favelas crescerem de forma exponencial?

Diante de tudo que foi dito nos parágrafos anteriores e outros fatos que tem ocorrido e que estão na iminência de acontecer, a pergunta que me faço é: o que será de 2010? Será este o ano das tragédias?

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Volta Ronaldinho!!

Nunca escondi minha adimiração pelo jogador Ronaldinho Gaúcho, mas assim como muitos brasileiros, a minha decepção com a sua atuação (assim como a de Ronaldo Fenônemo, Roberto Carlos e outros) na copa da Alemanha em 2006 criou uma grande desconfiança sobre sua capacidade de jogar futebol de alto nível como fazia quando encantou o mundo sendo inclusive chamado de "malabarista" da bola. Mas eis que no final do ano passado e começo deste ano vemos um Ronaldinho novamente motivado, jogando muito bem pelo seu time, o Milan, e com uma alegria que nos remete aos aureos tempos de Barcelona. Na última rodada do italiano por exemplo, ele deu show e ajudou seu time a massacrar a Juventus de Turim e se manter no encalço da Inter como o segundo colocado, tendo inclusive marcado dois gols.

Por estes motivos, faço coro a algumas pessoas que já vem pedindo a volta do jogador a seleção brasileira, pois caso olhemos com muita atenção e tirando uma meia dúzia de jogadores que lá estão e que realmente são excelentes, quem pode fazer frente a Ronaldinho em boa fase: Elano? Robinho, o rei do triatlo? Felipe Melo?

Enfim, a meu ver existem jogadores que tem apenas atuado com seu nome no selecionado canarinho e eu entendo que Ronaldinho, caso mantenha esta boa fase, tem plenas condições de se juntar aos jogadores de Dunga e nos ajudar a conquistar, por que não, o título mundial na África do Sul. Resta saber se os interesses excusos da CBF/Ricardo Teixeira deixarão isto acontecer.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

A verdadeira Copa São Paulo de Juniores

Após uma primeira fase inchada com 92 times de todo o Brail e até um time estrangeiro na disputa (sim, um time estrangeiro, da arábia) a Copa São Paulo de Futebol Júnior entra em sua segunda fase agora sim com times que tem a capacidade e tradição para a disputa de algo a mais na competição, ao menos a grande maioria. Destaque para os times do estado de São Paulo, onde São Paulo, Palmeiras e Corinthians venceram seus três jogos iniciais e ficaram, respectivamente, com as três melhores campanhas da etapa inicial. Fora estes, ainda temos Portuguesa, Santos e Guarani que também avançaram a esta etapa do torneio. Nada contra os outros times menores, mas muitos são apenas "catados" de garotos que tem o sonho de melhorarem de vida através do futebol e de empresários inescrupulosos que só querem explorar estes sonhos inocentes destes garotos.

Desta maneira, os confrontos da próxima fase ficaram da seguinte maneira:

Cruzeiro-MG x Paraná-PR
Internacional-SP x Campinas-SP
Guarani-SP x Primeira Camisa-SP
Vitória-BA x São Paulo-SP
América-SP x Juventude-RS
Corinthians-SP x América-MG
Coritiba-PR x Confiança-SE
CFZ Brasília-DF x Flamengo-RJ
Santos-SP x Goiás-GO
Figueirense-SC x Pão de Açúcar-SP
Bahia-BA x Barueri-SP
Paulista-SP x Vasco-RJ
Palmeiras-SP x Fluminense-RJ
Remo-PA x Desportivo Brasil-SP
Portuguesa-SP x Rio Preto-SP
Botafogo-RJ x São Carlos-SP

É a partir de agora que se consegue diferenciar os times realmente grandes, que possuem um grande trabalho em suas equipes de base e é também nesta fase que, salvo algumas exçeções, poderemos começar a observar jogadores com possível talento para um dia serem alçados a condição de profissionais por seus clubes. Nada porém de queimarmos etapas e rotular os garotos como novos "Pelés" , "Maradonas", "Garrinchas" , etc. Tudo a seu tempo e com o devido cuidado para que o Brasil continue a revelar bons jogadores para suas seleções brasileiras do futuro.

E ai, pra quem vai sua aposta? Deixem os comentários no blog com as apostas, revelações, etc..

Copa de 2010 ameaçada?!

É com certa indignação que li os acontecimentos que antecederam a Copa das Nações da África neste final de semana. Na sexta feira, o ônibus em que viajava o selecionado de Togo foi metralhado por rebeldes separatistas de Cabinda quando passava pela fronteira entre o Congo e a Angola (país sede do evento). Saldo de duas mortes confirmadas e mais alguns feridos, inclusive jogadores. O atentado fez com que a seleção togolesa desistisse de participar do torneio, acertadamente uma vez que a segurança de seus membros não pôde ser garantida durante o evento. Ainda de acordo com a agência PNN, o grupo separatista Flec (Frente para Liberação do Enclave de Cabinda) confirmou a autoria da emboscada em comunicado e afirmou que "a situação de guerra é uma realidade em Cabinda e qualquer estrangeiro poderá ser uma vítima". Ainda na sexta feira a FIFA emitiu comunicado oficial em seu site e pediu maiores explicações para a Confederação Africana de Futebol acerca do ocorrido.

A meu ver, mesmo que todos estejam negando tal fato, o acontecimento afeta e muito a imagem da Copa do Mundo que se aproxima a ser realizada na África do Sul, no mesmo continente do ocorrido. É fato que teremos muito mais jornalistas, autoridades, jogadores de renome entre outros fatos relevantes durante os meses de junho/julho na África e que este tipo de manifestação poderia tomar proporções ainda maiores com um possível ataque nestes termos. É também de conhecimento público que a segurança é um problema recorrente em todo continente africano e que muitas guerras pelos mais variados motivos movem a economia da região. Além disso, o braço armado da facção que foi autora do atentado disse que as armas ainda irão falar e que novos atentados podem ser esperados. Não se trata portanto de um simples preconceito contra um país menos desenvolvido, assim como no Brasil, mas sim de fatos que não podem ser ignorados. O que mais me deixa estarrecido é que o futebol, assim como todo tipo de esporte, é um instrumento de semeadura da paz e como tal, não deveria ser usado como desculpa para que um grupo de bandidos possa passar "sua mensagem" a quem lhe é de direito.

Vejamos o que virá a seguir, seja na Copa Africana de Nações, na Copa do Mundo de 2010 e que sirvam de exemplo para que possamos nos organizar, visando a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A aposta corinthiana

Estava ontem assistindo a alguns programas jornalísticos/esportivos e vendo como foi a apresentação do jogador Roberto Carlos no Corínthians quando me coloquei a refletir a cerca de todas as contratações que o time fizera e do elenco remanescente do ano anterior para a atual temporada. Nitidamente, vendo as entrevistas de R. Carlos e outros dirigentes/jogadores/torcedores, o maior objetivo do clube no ano de seu centenário é a conquista da inédita e tão sonhada Libertadores da América. Mas fiquei com um ponto de interrogação na cabeça quando comecei a refletir sobre estes assuntos.

A aposta da diretoria alvi negra, e aparentemente do técnico Mano Menezes, é montar um bom elenco com jogadores experientes e com ampla bagagem internacional. Esta é a aposta do clube para o centenário e para buscar a conquista do campeonato inédito. Seria esta a melhor solução?

Atualmente o melhor futebol jogado no mundo é proveniente da Europa e não do Brasil (sim podem me xingar de todos os nomes e falarem o que quiserem mas esta é minha opinião) e como tal, enxergo no sistema tático de Mano Menezes como o mais europeu dentro do nosso futebol. Explico: na Europa não existem mais aqueles laterais que trabalham como defensores dentro de uma primeira linha de 4 jogadores dentro de campo, mas sim de um ou dois jogadores que buscam amplamente o ataque e contam com uma cobertura e alternância de posições com volantes ágeis e de bom toque de bola, que sabem sair jogando com a bola dominada. E mais, os atacantes não são mais centro avantes fixos que trabalham dentro da intermediaria adversária somente, eles tem noção tática apurada, podem cobrir espaços no meio de campo e nas laterais, gerando uma primeira linha defensiva já no campo adversário. E assim por diante. E este é exatamente o sistema que Mano Menezes construiu no Corínthians em 2009 e que com as recentes contratações do time alvinegro deverá manter em 2010.

Outra opção que me chama a atenção é o fato de que muitos dos contratados já possuem experiência em Libertadores da América (Tcheco, Iarley e Danilo por exemplo) ao passo que Roberto Carlos já ganhou campeonatos na Europa com o Real Madrid, Inter de Milão e mais recentemente com o Fenerbace além de ter em seu currículo disputado 3 copas do mundo e inclusive tendo vencido a de 2002. Portanto experiência ante a catimba existente na Libertadores não irá faltar.

Por outro lado muitos, assim como eu de princípio, poderiam questionar a idade avançada da maioria destes jogadores, que já passaram dos trinta anos, aumentando sensivelmente a idade média do timão. É claro que aqui não é a Europa nem de longe, e nossa temporada tem de 70 a 80 jogos por clube de ponta aproximadamente, o que pode minar o condicionamento e aplicação de jogadores com tal média etária. Entretanto, a experiência pode fazer com que tais jogadores saibam a hora em que precisam se poupar e assim por diante. Somado a isto, o fato de que nenhum destes jogadores tem em seu currículo histórico de lesões graves e de perderem muitos jogos nas temporadas em que participaram por seus clubes anteriores. Dai mais um fato positivo das contratações.

Acredito que no somatório dos pontos positivos e negativos, o clube acertou nas contratações, evidentemente que isto é mero exercício de aposta antes de ver qualquer um deles em campo, mas pode fazer com que o treinador tenha opções interessantes para montar o time da atual temporada.

A diretoria, ao menos, fez a sua parte. O torcedor tem feito a sua (como vimos no ano passado e na apresentação de R. Carlos) até agora, restando apenas sabermos que se em caso de novo fracasso na Libertadores o comportamento do torcedor voltará a ser o bestial de outrora. Agora resta aguardarmos o trabalho de Mano Menezes, que se mostrou competente ao longo do tempo que esteve a frente do clube, e vermos se esta mobilização trará frutos para os torcedores do Corínthians na forma mais esperada que é conquistando títulos e escrevendo capítulos brilhantes na história do clube.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Adeus ano velho: Avatar!

Após um pequeno período de afastamento devido a meus pouco mais de 10 dias de férias e as festas de final de ano, eis que surge o primeiro post de 2010. Gostaria de, antes de mais nada, deixar aqui meus votos de que todos tenham um excelente 2010. É claro que mesmo com a comemoração da virada de ano ainda não havia me despedido de 2009 efetivamente pois ainda faltava uma "missão" do ano que se foi: assistir ao novo filme de James Cameron, a ficção científica Avatar. Diante da necessidade de deixar que o ano de 2009 se fosse de vez aproveitei meu último final de semana de folga para finalizar a tarefa pendente e aproveitei para matar dois coelhos com uma única cajadada: fui assistir a Avatar e de quebra conheci o complexo de cinemas Kinoplex no Itaim, local ao qual ainda não tinha tido oportunidade de conhecer. O presente post irá portanto lidar com ambos os assuntos, de forma mais sucinta possível.

Primeiramente deixe me comentar a cerca do espaço Kinoplex. Apesar do pouco tempo que tive para perambular por lá e ter uma opinião mais apurada, gostei do que vi. Tudo é muito organizado por lá uma vez que as salas de cinema possuem lugares demarcados e você ainda pode antecipar a compra de seus ingressos pela internet ou por totens de auto atendimento espalhados pelo local. Pude assistir ao filme na sala ambientada em 3D e aprovei a mesma. A sala não é grande nem pequena mas conta com som e imagens muito bons, tornando a experiência audio visual muito interessante. Além disso o local ainda conta com uma gama bem variada de restaurantes numa espécie de boulevard a céu aberto. O único ponto digamos fraco é o preço do estacionamento, que é devera salgado. Mas como em São Paulo os estacionamento normalmente são de preços elevados, creio que no final seja recompesador.

Quanto ao filme, estou realmente empolgado com o que eu vi. A premissa do filme não é assim tão original: Na trama, Pandora, um planeta distante, atrai a ganância de uma empresa mineradora, desejosa do valioso unobtanium. Rico em fauna e flora, o planeta abriga também o povo nativo Na'Vi, ameaçado pela expansão humana. Nesse cenário, Jake Sully, um fuzileiro naval paraplégico, chega para auxiliar uma equipe de cientistas, controlando a distância seu avatar: um corpo Na'Vi projetado para que ele possa se integrar à cultura local. Mas com os interesses crescentes no planeta e a impaciência militar, Jake terá que escolher o lado que tomará no inevitável conflito. A história pode indicar mais um filme de ficção científica de conflito entre duas raças distintas porém a experiência interativa proveniente de uma sessão do filme é o que o torna mais especial. Tudo referente a Pandora (sua flora, fauna, habitantes, etc.) parecem respirar e interagir com o espectador pela projeção (é claro que esta experiência é amplificada exponencialmente quando vista em uma sala 3D). Os conceitos de religiosidade e ciência que se cruzam pela história é também outro ponto muito bem explorado pelo diretor no longa. Não é a toa que o filme levou quase uma década sendo criado e gastou mais de 400 milhões de dólares entre orçamento de produção, pesquisa e desenvolvimento de tecnologia e marketing. E para aficcionados pelo gênero e mesmo pessoas meio avessas ao cinema vão concordar que valeu a pena dada a experiência audio visual proporcionada por James Cameron. O filme já vendeu mais de 1 bilhão de dólares nas bilheterias mundiais após três finais de semana em cartaz, tornando-se o quarto maior sucesso comercial do cinema em todos os tempos, segundo dados divulgados neste domingo. Depois desta experiência só nos resta esperar qual será o próximo passo na indústria do cinema com toda tecnologia empregada.

E que venha 2010!!