terça-feira, 3 de julho de 2018

Haras de Pirque Reserva de Propiedad 2016

A vinícola Haras de Pirque está situada em Pirque, uma das áreas mais prestigiadas e históricas do Vale do Maipo, no Chile. No sopé da cordilheira de Los Andes, na área central do país, em uma zona privilegiada para o plantio de vinhas. Entre 500 e 800 metros acima do nível do mar encontra-se o Maipo Alto, uma área com oscilação térmica amena, onde a vegetação nativa, como a murta e os boldos, prosperam, o que em certas ocasiões confere aos vinhos notas balsâmicas distintas. Seus proprietários acreditam firmemente nos fundamentos da sustentabilidade como um dos valores fundamentais da propriedade, tanto para o meio ambiente quanto para a responsabilidade social. Por esta razão, vários projetos foram desenvolvidos com o objetivo de alcançar uma atividade produtiva sustentável e responsável dentro da comunidade, como a agricultura orgânica dos vinhedos, medição da pegada de carbono e programas de eficiência energética, promoção do treinamento e desenvolvimento profissional dos trabalhadores e marcação trabalho e segurança do trabalho como uma das principais prioridades. A propriedade está comprometida com uma visão de longo prazo que busca melhorar os padrões de produção orientados para a qualidade, em um ambiente socialmente responsável por seus trabalhadores e práticas sustentáveis ​​para o território. Um design único, a arquitetura da adega tem a forma de uma ferradura, simbolizando a paixão pelos cavalos de raça pura. Por estar localizado na encosta, os diferentes vasos de fermentação apresentam um desnível acentuado que permite que as uvas e os mostos sejam processados ​​por gravidade, limitando o uso de bombas de água e outros equipamentos. Esta técnica evita substancialmente os riscos de oxidação e é mais suave nos taninos e ajuda a proteger os aromas e sabores do vinho.

Falando agora sobre o Haras de Pirque Reserva de Propiedad 2016, podemos ainda dizer que o vinho é um blend tinto feito a partir das castas Cabernet Sauvignon, Carménère e Cabernet Franc. As parcelas individuais de vinha foram fermentadas separadamente e depois que os vinhos são prensados, eles são colocados em barris de carvalho para serem submetidos à fermentação malolática. Após o envelhecimento nestes barris, o vinho é misturado e engarrafado. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração violácea de grande intensidade com bom brilho e limpidez.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos, especiarias, mentolado, tabaco e notas herbáceas agradáveis (não aquela verde, que incomoda, sabe?).

Na boca o vinho apresentou corpo médio, boa acidez e taninos macios. O retrogosto confirma o olfato e o final era de média para longa duração (média +).

Um ótimo vinho chileno com um bom custo benefício e que tende a agradar os paladares menos iniciados e os mais iniciados no mundo do vinho. Acompanhou um belo corte de carne (prime rib) com sucesso. É trazido ao Brasil pela Winebrands.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário