quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Mercedes GP anuncia oficialmente a volta de Schumacher à Fórmula 1


Havia dito anteriormente que provavelmente o post de ontem seria o último sobre esportes do ano de 2009 mas a notícia abaixo não poderia deixar de ser comentada. O melhor piloto de todos os tempos, depois de um período de aposentadoria, está de volta as pistas da F1. Schumacher acertou com a mercedez. Veja a notícia completa do UOL esportes:

O que era esperado por todo o mundo do esporte foi anunciado de forma oficial na manhã desta quarta-feira. O alemão Michael Schumacher está de volta à Fórmula 1, de acordo com a escuderia alemã Mercedes GP. O heptacampeão, de 40 anos, será companheiro de seu compatriota Nico Rosberg, retorna ao circo da F-1 após três anos de aposentadoria e deve ganhar 7 milhões de euros por três anos de contrato.

Depois de uma tentativa frustrada de retorno pela equipe Ferrari, pela qual conquistou cinco títulos mundiais, em substituição ao brasileiro Felipe Massa, Schumacher passou mais de um mês em negociação com a equipe que adquiriu a Brawn GP, campeã de pilotos e construtores na temporada 2009. As especulações sobre o futuro de Schumi se encerraram nesta quarta-feira, após entrevista do próprio piloto e de dirigentes da escuderia alemã.

“Três anos de ausência me devolveram a energia que sinto neste momento. Eu me sinto pronto para fazer algo sério. Acredito que posso ser totalmente competitivo”, destacou Shumi, que negou que ainda sinta dores no pescoço. "O pescoço não é mais um problema".

O alemão não retornou à Fórmula 1 em 2009 devido às dores no pescoço que foram causadas por um acidente em corrida de motos sofrida no mês de fevereiro. Com isso, acabou dando lugar ao italiano Luca Badoer, posteriormente substituído na Ferrari pelo compatriota Giancarlo Fisichella.

O seu companheiro de equipe para 2010, Nico Rosberg, destacou que Schumacher será bem vindo, mas alertou que os anos de aposentadoria podem pesar. “Não será fácil para ele. Quando você fica longe da Fórmula 1 por muito tempo, demora um pouco para encontrar o ritmo novamente. Não é simples”, completou o alemão.

A Mercedes GP procurava um piloto para dar evidência à marca na temporada 2010. A tentativa com o finlandês Kimi Räikkonen fracassou e o campeão de 2007 foi para as provas de rali. No entanto, Michael Schumacher demonstrou vontade de retornar às pistas e acertar com o time alemão, algo que atraiu os dirigentes da montadora.

A possibilidade do retorno do heptacampeão, que estreou na F-1 em 1991 na Bélgica, assustou a Ferrari. Em entrevista recente, o presidente Luca Di Montezemolo afirmou que não poderia dar um carro para Schumacher em sua equipe que terá o brasileiro Felipe Massa e o espanhol Fernando Alonso na próxima temporada.

O principal trunfo da equipe Mercedes para o retorno de Schumacher foi Ross Brawn, chefe da equipe, que trabalhou com o piloto alemão na Benneton entre 1992 e 1995 e na Ferrari entre 1996 e 2006. Brawn foi o estrategista da escuderia italiana nos principais momentos de Michael Schumacher.

Com o retorno de Schumacher, o grid de 2010 reunirá quatro campeões mundiais. O alemão se junta a Lewis Hamilton, Fernando Alonso e Jenson Button na largada para o GP do Bahrein, em março de 2010, o que quebrará um jejum que durava desde 1999. Naquela temporada, pela última vez, um quarteto de campeões participou da mesma corrida, com a participação do próprio Schumi, além de Damon Hill, Jacques Villeneuve e Mika Hakkinen.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Último catadão esportivo do ano

O objetivo deste post é tentar resumir um pouco os últimos acontecimentos esportivos deste ano. Futebol e natação serão o foco principal. Atividades dentro e fora do país. Vamos as notícias.

Primeiramente, falemos um pouco do sorteio que selou o destino das oitavas de finais da Champions League. Acho que o grande barato ficou nos confrontos dos times milaneses: Milan x Manchester United e Inter de Milão e Chelsea. Mourinho reencontrará seu ex-time. Será que conseguirá superá-lo? Outros confrontos interessantes também darão o tom desta fase da competição: o Olimpyakos do técnico Zico enfrentará o Bordeaux, da França (melhor time da frase de grupos); outro confronto marcante será entre o Real Madrid e o Lyon. Benzema e Diarra terão a oportunidade de encarar o antigo clube; o Barça, atual campeão da champions e do mundial interclubes (aliás, assunto que será tratado no post mais a seguir) se deu bem e pega os alemães do Stuttgart; os outros confrontos são CSKA Moscou x Sevilla, Porto x Arsenal e Bayern de Munique x Fiorentina. Grandes duelos, os melhores jogadores do mundo em campo, quem vai perder? Os jogos de ida serão 16-17 de fevereiro e 23-24 do mesmo mês. A volta será nos dias 9-10 de março e 16-17 do mesmo mês.

Como já toquei neste assunto no parágrafo acima, mais uma novidade foi que o Barcelona finalmente foi campeão mundial, depois de alguns vice campeonatos. O Estudiantes de La Plata até que tentou, saiu na frente mas não segurou o ímpeto e o melhor preparo físico do time catalão. E quis o destino que um jogador argentino, no caso Lionel Messi, fizesse o gol da vitória do time espanhol frente a seus compatriotas. Isto causou uma onda de aversão a Messi na Argentina, com pichações e palavras de violência contra o mesmo por toda La Plata.

Falando em Messi, não podemos esquecer da eleição do melhor jogador do mundo, feita pela FIFA todo ano. Pela primeira vez na história um jogador argentino, no caso Lionel Messi, ganhou o prêmio e de quebra bateu o recorde com relação a pontuação obtida por ele sobre o segundo colocado. Não creio que ele teve algum adversário este ano porém ele foi o mais regular durante toda a temporada e ainda de quebra ajudou seu time a vencer 6 títulos na temporada. Já no futebol feminino, deu mais uma vez a brasileira Marta (4a vez consecutiva, tá até ficando chato já) como a melhor jogadora de futebol feminino do mundo. E olha que em relação as outras jogadoras ela teve muito menos exposição pois não participou de competições internacionais pela seleção nem nada ao passo que tivemos a Euro Copa feminina e outras competidoras estiveram em evidência então. De qualquer maneira merecidos ambos os prêmios.

E por falar em futebol feminino, parece que o esporte anda em alta aqui pelos lados tupiniquins. Neste mês de dezembro tivemos um torneio de futebol feminino na cidade de São Paulo com a presença das seleções do México, China, Brasil e Chile. Apesar do título ter ficado com a seleção brasileira (merecidamente) a grata surpresa foi a jovem seleção mexicana, que mostrou um futebol muito parecido com a escola americana, historicamente uma das mais fortes no futebol feminino.E a bela final ante ao México juntou 25 mil pessoas no Pacaembú. Imagine agora se o futebol feminino tivesse o mesmo incentivo por aqui hein? Quantos títulos não teríamos? É para se pensar, independentemente de minha opinião, de quem não curte futebol feminino, ele está mais do que consolidado e tem um grande público no Brasil.

E por fim, mudemos um pouco de esporte e vamos para as piscinas. César Cielo, sempre ele, conseguiu uma das poucas coisas que lhe faltavam até aqui: a quebra do record mundial na prova dos 50 m livres, a prova mais rápida da natação. Agora Cielo é detentor dos recordes nos 50 e 100 metros e é o homem mais rápido do mundo nas piscinas. Depois de um ano vencedor, desde as Olimpíadas de Pequim aos campeonatos mundiais, Cielo mais do que nunca fechou o ano com chave de ouro. E que continue assim na nova fase da natação mundial onde não existirão os "super maiôs". Vida longa a natação brasileira!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bar Devassa

Sexta feira é dia de happy hour e cerveja com os amigos não é mesmo? Pois foi neste intuito que fui convidado por minha namorada a irmos a uma confraternização de suas amigas e amigos com direito a amigo secreto e bastante risada. O local escolhido era até então desconhecido por mim, apesar de eu já ter manifestado a vontade de visita-lo pois muito me agrada a cerveja por eles elaborada. Bom, sem mais delongas vamos as impressões.

Mas antes de começar, vamos voltar um pouco e contar a história da cervejaria, criada no Rio de Janeiro, que possui 5 versões de cervejas para os diferente gostos: loira (cerveja pilsen típica), ruiva (tipo pale ale), negra (tipo dark ale), índia (tipo India Pale Ale) e Sarará (chope tipo weiss). Aliás, os nomes são alusões a como os cariocas "da gema"costumam apelidar as mulheres pela cor de sua pele/cabelos, nada pejorativo no entanto. Do site da cervejaria, a história de sua fundação: "Em 2001, dois jovens empresários da noite carioca perceberam que havia uma lacuna a ser preenchida: criar uma cerveja especial com alma brasileira e qualidade europeia. Foi então que desenvolveram a Devassa, uma cerveja com nome ousado e sabor refinado. Um galpão localizado no bairro do Santo Cristo, no Rio, serviu de cenário para a idéia. Mas nada seria possível sem a criação dos bares que trouxessem as características da cerveja. O ponto de partida se deu, em 2002, com a primeira loja própria em 2002. A aposta no negócio transformou a cervejaria em um verdadeiro templo de experimentação do produto. Com sucesso retumbante, não demorou muito para nascer uma segunda unidade no início de 2004. No final do mesmo ano,iniciou-se o projeto de franquias que, em 2007, já contava com 11 unidades. Foi nessa época também que se firmou a parceria entre a Devassa e o Grupo Schincariol - segunda maior cervejaria do Brasil - e o resultado disso foi o aperfeiçoamento dos processos de distribuição e logística, mantendo a qualidade artesanal e a comunicação diferenciada da marca."

Pois bem, em sampa o bar fica localizdo na Alameda Lorena, ali no bairro dos Jardins , de fácil acesso e possui um ambiente muito descontraido. Decoração simples, mesas de madeira com direito inclusive a um mesanino compõe a descrição básica do local. Os choppes, como nõ poderia deixar de ser, são o carro chefe da casa, no entanto existem diversos tipos de petiscos e sanduiches com nomes engraçados e sugestivos. Destaques para as porções, que são muito bem preparadas e saborosas, como a de linguiça calabresa e de batatas fritas. Existe ainda um diferencial no serviço do bar, creio que as quintas e sextas, que é uma "cupido" que fica circulando no bar e enviando recadinhos manuscritos numa espécie de correio elegante. E este cúpido é trabalhadora pois está sempre tentando juntar os solteiros para que saiam acompanhados e terminem de curtir a noite juntos. Por último, vale destacar que o bar tem uma pequena lojinha com souvenirs decorados com o tema da cervejaria, ideal para presentear amigos nesta época do ano.

Fica ai a dica então para quem não conhece o bar e é bohemio por natureza, a dar uma passadinha lá e depois deixar a opinião no blog. Bons goles!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Susto mas no final, a lógica!

De um lado o já classificado Estudiantes de La Plata aguardava ansiosamente o dia de hoje, onde saberia quem seria seu adversário na final do Mundial Interclubes deste ano. E jogo teve suas emoções, mas no final o melhor acabou passando a final.

Logo no início do jogo, o Atlante surpreendeu ao fazer 1 a 0. Após lançamento longo, Rojas penetrou na área, deu um lençol no goleiro Valdés e empurrou a bola para a rede. Em vantagem, o time do Atlante se fechou na defesa e passou a tentar apenas contragolpes esporádicos.

O Barça, por sua vez, passou a valorizar a posse de bola, mas encontrou dificuldades para furar o bloqueio mexicano. Com Messi no banco por conta do problema no tornozelo, o técnico Guardiola optou por uma formação não muito ofensiva, com Pedro e Ibrahimovic e Iniesta na frente.

E não é que aos pouco mais de 8 minutos do segundo tempo, em seu primeiro toque na bola, Messi entrou e virou o jogo para o time catalão? Pois é, o cara realmente é diferenciado. Ainda aos pouco mais de 20 minutos de jogo no segundo tempo, o Barça teve calma e nos pés de Pedro aumentou o placar a seu favor. A partir dai, passou a fazer o que mais sabe: trocar bolas e envolver o adversário até o apito final do arbitro.

Agora aguardemos o sábado para verificarmos quem será o campeão mundial. E você, em quem apostaria? Estudiantes ou Barcelona? Que vença o melhor.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Por isso que eu bebo vinho !!!!

Vinho tinto faz mais bem para a saúde do que o vinho branco; entenda por quê

(Reportagem de Caio Terreran, do portal R7.com)

Bebida escura contém até dez vezes mais substâncias benéficas a pele e coração

O vinho não é exatamente uma poção mágica, mas é um aliado eficaz para eliminar gorduras, manter a pele jovem e prevenir a formação de colesterol e o aparecimento de doenças cardiovasculares. Tudo isso, claro, quando é consumido com moderação – afinal, trata-se de uma bebida alcoólica.

Segundo a nutricionista Eliana Pereira Vellozo, da Universidade Federal de São Paulo, propriedades que beneficiam a saúde estão presentes com abundância na versão tinta da bebida.

- As uvas são importantes fontes de nutrientes antioxidantes. Essas substâncias fazem com que o consumo de vinho tenha efeitos positivos sobre quem o bebe.

Se a versão escura da bebida tem tantas qualidades, o que dizer do vinho branco? De acordo com Eliana, “apesar de [o vinho branco] também fazer bem, o tinto oferece mais benefícios à saúde, incluindo proteção contra câncer”.

- Isso ocorre por uma questão simples: o vinho tinto contém dez vezes mais polifenóis [substâncias químicas que fazem bem ao corpo humano e que são liberadas e potencializadas na mistura com o álcool] do que branco.

Ela explica que o processo de fabricação do vinho tinto, que inclui o aproveitamento de cascas e sementes das uvas na fermentação, favorece a concentração maior de substâncias benéficas nn bebida.

A nutricionista cita pesquisas que mostram que tintos do sul da França e da Sardenha, na Itália, têm os maiores níveis de compostos que fazem bem ao coração. Mas até mesmo o suco de uva concentrado pode ser benéfico.

- A medida ideal de consumo para quem pode beber álcool é de um cálice por dia. Já pessoas abstêmias, como portadores de diabetes e hipertensos, podem beber até 500 ml por dia do suco.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Mais um capítulo da série: por que eu não queria a copa do mundo no Brasil.

DENISE MENCHEN
da Folha de S.Paulo

Nove dos 15 aeroportos situados nas cidades-sede da Copa de 2014 têm mais aviões no solo do que posições de estacionamento no pátio no horário de pico. Os dados constam de um estudo feito por Elton Fernandes, da Coppe/UFRJ e presidente da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Transporte Aéreo, com apoio do Snea (sindicato das empresas aéreas).

O pesquisador analisou o número de voos autorizados nos cinco minutos mais críticos de cada aeroporto nas sextas-feiras de outubro. O problema foi maior em Guarulhos, Congonhas e Brasília, que tinham, respectivamente, 12, dez e nove aeronaves a mais do que posições para estacionamento.

Para o diretor técnico do Snea, comandante Ronaldo Jenkins, isso pode travar o desenvolvimento do mercado aéreo nacional, que, até novembro, cresceu 15,6% sobre igual período de 2008. Ele teme que, com os pátios dos aeroportos perto da capacidade máxima, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) deixe de autorizar novos voos nos horários de maior demanda.

A Anac afirmou que, sempre que recebe um pedido de autorização de novo voo, requisita parecer técnico à Infraero. Disse ainda que, nos aeroportos de Congonhas e de Guarulhos, já há restrição a novos voos. A Infraero não se manifestou.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Conheça como funciona a produção de vinhos espumantes

Aproveitando esta época do ano em que os espumantes são consumidos em grande escala, afinal são bebidas símbolo do natal e da virada do ano, encontrei esta matéria no site Terra e quero compartilhar com vocês, caso ainda não a tenham lido. Créditos da matéria para Carlos Alberto Barbosa (Redação Terra).

Ao longo de dezembro, você certamente vai ouvir falar muito em champanhes, Proseccos, Cavas e espumantes em geral. Caso você já tenha reparado nos rótulos dessas festivas bebidas, muitos possuem inscrições que remetem à última etapa do método de vinificação pelo qual o vinho passou. Normalmente, quando o vinho foi vinificado no método tradicional, também chamado champenoise, essa informação ganha certo destaque na etiqueta da garrafa. Outros produtores informam ainda no rótulo ou no contrarrótulo que o método utilizado foi o charmat, ou ainda o asti, no caso de espumantes doces, normalmente elaborados a partir de uvas do tipo moscatel. Mas o que significa isso para o consumidor final? Bem, de maneira genérica, poderíamos dizer que significa diferenças de preço e qualidade, mas isso não é uma verdade completa.

Os diferentes métodos de vinificação são, basicamente, diferentes formas de fermentar o vinho ou refermentá-lo com o objetivo principal de garantir a formação de bolhas de gases no interior do vinho. As diminutas bolhas de dióxido de carbono que estão presentes no vinho se liberam uma vez que a garrafa é aberta. O vinho é, então, servido em uma taça, e as minúsculas bolhas fazem a mágica de transportar aromas e frescor ao nariz e à boca do feliz bebedor. Mas qual a relação entre esse diversos métodos e a sensação final do consumidor? Quais as diferenças aí presentes?

Em todos eles, o espumante parte de um vinho obtido a partir da fermentação alcoólica, ou primeira fermentação, que transforma o açúcar das uvas em álcool. Findo o processo, chega-se ao chamado vinho base. Os diversos vinhos base de uma vinícola são selecionados e formam um conjunto, uma assemblage ou cuvèe como é chamada na região de Champagne. Esta assemblage passará então por uma segunda fermentação e será nessa etapa que os métodos irão se diferenciar. Claro que não estamos levando em conta as diferentes uvas que entram em cada composição de vinho ou o rigor na seleção dos frutos e leveduras. Estamos falando apenas do processo que envolve a segunda fermentação, responsável pela formação das bolhas nos vinhos espumantes.

Champenoise ou método tradicional
No método champenoise, após a assemblage, o vinho é posto em garrafas de formato tradicional de espumantes, onde também é inoculado o licor de tirage, uma mistura de leveduras e açúcar que irá produzir uma segunda fermentação do vinho. A garrafa, então, é fechada de forma que os gases dessa nova fermentação não possam escapar. A pressão no interior da garrafa chega a 6 atmosferas (aproximadamente cinco vezes maior que a de uma latinha de Coca-Cola gelada), razão pela qual as garrafas de espumantes são produzidas com vidros mais espessos que as garrafas normais, caso contrário, não suportariam a pressão e estourariam espontaneamente.

Após o fim da segunda fermentação, as leveduras se rompem e iniciam um processo de decomposição, formando borras que se precipitam em direção às paredes da garrafa. Nesse momento, inicia-se o que se chama de autólise: as células das leveduras rompidas em contato com o vinho irão alterar seus aromas e sabores, fornecendo à bebida maior complexidade aromática. Muitos defendem que esse processo, longo e custoso, só faz sentido se o vinho permanecer exposto às leveduras por pelo menos 36 meses. Esse contato é que empresta ao espumante aromas de fermento, de tostados e de brioche, como nos champanhes. Depois da fase na qual o vinho fica em contato com as leveduras, a garrafa passa pelo processo de remuage, que consiste em colocá-la de cabeça para baixo em um ângulo de 45º, sofrendo rotações de um quarto de volta em intervalos de tempo regulares por cerca de 30 dias, com o intuito de depositar junto ao gargalo da garrafa as borras que o processo gerou. Passado esse tempo, o gargalo é mergulhado em solução de congelamento rápido para que as borras se solidifiquem, quando então a garrafa é aberta e as borras são expulsas para fora da garrafa pela pressão do dióxido de carbono criado no processo. Na sequência, é inoculado na garrafa o licor de expedição, determinante do grau de açúcar do espumante e, cosequentemente, se ele será um Nature, Extra Brut, Brut, Demi, etc. Só então a garrafa será fechada com sua rolha e capsula definitivas, passando ainda um determinado tempo nas caves antes de sua comercialização.

A grande vantagem do método champenoise é na qualidade final da bebida. O longo período em contato com as leveduras garante maior complexidade de aromas e no paladar. Sua principal desvantagem é o custo. Por esse processo, o vinho obrigatoriamente ficará maior tempo parado na adega, sem gerar receita, além de demandar maior mão¿de-obra ao longo de todo o processo.

Os tipos de espumantes mais conhecidos que se utilizam desse método são, evidentemente, os champanhes, na França, mas também se utilizam do método tradicional os Cavas, na Espanha, os Franciacortas, na Itália e os Cap Classique, na África do Sul.

Charmat
No método charmat, não há a segunda fermentação em garrafa, mas sim em um grande tanque de aço inox, hermeticamente fechado. Após a segunda fermentação nesses tanques, o vinho passa por uma filtragem e é então engarrafado, em geral sem que permaneça longos períodos em contato com as leveduras que ficaram no interior dos tanques.

A principal vantagem desse método é o tempo de elaboração do espumante, que é bem mais curto que no champenoise. A produção em tanques também demanda menor uso de mão-de-obra e, consequentemente, o custo é menor, resultando em espumantes de preço mais acessíveis. Embora, normalmente, esse processo contribua para que o produto final tenha menor complexidade, alguns argumentam que ele pode ressaltar os aromas mais frutados e florais do espumante. Essa seria, por exemplo, uma das razões pela qual a grande maioria dos Proseccos são elaborados pelo método charmat. Existem uns poucos espumantes da uva Prosecco produzidos no método champenoise - um deles, aliás, no Brasil, elaborado pela Casa Valduga.

Do lado das desvantagens desse método, o produto final perde em complexidade e corpo, como já foi dito. Em geral, eles são vinhos mais leves e frescos, que devem ser bebidos jovens, podendo ser apreciados de maneira mais descompromissada, acompanhando entradas e petiscos. Do outro lado, um champanhe, um grande Cava ou ainda um Franciacorta, podem acompanhar uma refeição do início ao fim, devido à sua complexidade e estrutura.

Asti
O método Asti, batizado assim pelo vinho espumante de característica mais adocicada produzido na região de mesmo nome, consiste em uma única fermentação em tanques de aço inox, mas com controle de pressão e de produção de álcool. Os Asti têm sua fermentação interrompida quando atingem um volume alcoólico entre 6 e 9%, permanecendo no mosto do vinho uma boa quantidade de açúcar natural da uva. O vinho é, então, resfriado e filtrado antes de ser engarrafado. A fermentação mais branda e o controle de temperaturas mais baixas ao longo do processo permitem que os aromas florais e frutados da uva Moscato sejam preservados nesse espumante doce. Diferentemente do que muitos pensam, os Asti estão longe de ser vinhos menores. Os grandes Asti são cremosos na boca, delicados e de aromas encantadores.

Talvez agora fique mais fácil de encarar a compra de um merecido espumante para esse final de ano, considerando suas qualidades, desvantagens e também o seu valor.

Liga dos Campeões sem zebras

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Depois de o Liverpool ter sido eliminado da Liga dos Campeões ainda na quinta rodada, a sexta jornada da primeira fase confirmou a queda de outro clube europeu de tradição continental: a Juventus, que perdeu a vaga para o Bayern de Munique ao ser goleada por 4 a 1 pelos alemães em pleno estádio Olímpico de Turim. Contudo, o prestigiado torneio continental não deu espaço a azarões no afunilamento para as oitavas de final.

A eliminação da Juventus foi a mais surpreendente nesta sexta rodada da fase de grupos. A equipe dos brasileiros Diego, Felipe Melo e Amauri jogava por um empate em casa contra o Bayern e até chegou a marcar o primeiro gol. Entretanto, os alemães reagiram, emplacaram quatro gols em Turim e tiraram os italianos, duas vezes campeões da Champions League e finalistas em outras cinco ocasiões.

O grupo A, liderado pelo Bordeaux – o atual campeão francês conquistou 16 pontos em 18 possíveis –, terminou com os bávaros na vice-liderança, com 10. A Juventus, que acumulou oito, amargou o terceiro lugar e a vaga na Liga Europa.

A outra surpresa desta primeira fase foi o Liverpool, campeão da edição 2004/05, que sofreu sua primeira eliminação na fase de grupos sob o comando do espanhol Rafael Benítez. Os ingleses, que ainda ficaram com o vice em 2006/07, conquistaram sete pontos na chave E – a Fiorentina liderou com 15, dois a mais que o Olympique de Lyon.

Vexame também passou o Atlético de Madri, que não venceu um jogo sequer pelo grupo D. Os espanhóis conquistaram três pontos e ficaram à frente do APOEL, do Chipre, apenas por terem marcado um gol na casa dos rivais – houve empate entre os dois clubes por 0 a 0 no estádio Vicente Calderón e por 1 a 1 no GSP, em Nicósia.

Porém, a lista dos 16 classificados para as oitavas de final não deu espaço para ‘zebras’, embora alguns clubes de menor prestígio pleiteassem uma vaga até a última rodada. No grupo F, Dynamo de Kiev e Rubin Kazan poderiam eliminar Barcelona e Inter de Milão, mas viram os dois favoritos confirmarem presença com triunfos na última rodada.

Outro azarão era o Unirea, da Romênia, que ostentava a vice-liderança da chave G ao final da quinta rodada. Na partida que decidiria o segundo classificado, porém, o Stuttgart venceu em casa por 3 a 1 e relegou os adversários à Liga Europa.

No grupo B, o atual campeão alemão não conseguiu surpreender em sua estreia na Liga. O Wolfsburg foi derrotado em casa pelo Manchester United por 3 a 1 e perdeu o segundo lugar para o CSKA Moscow, que avança na companhia dos ingleses. Também debutante, o AZ Alkmaar, atual dono do Holandês, amargou a lanterna do grupo H – Arsenal e Olympiacos passaram às oitavas, enquanto o Standard de Liege terminou no terceiro posto.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Resumão futebolístico

Como não tive muita inspiração e vontade postar durante o final de semana, venho aqui hoje colocar um resumo de minhas opiniões sobre alguns acontecimentos importantes desde sexta feira até o domingo.

Primeiramente não poderia de me abster de comentar o resultado do sorteio dos grupos para a Copa do Mundo de Futebol da África a ser realizada no ano que vem, em junho/julho de2010. O Brasil caiu no grupo G, que era de preferência da confederação brasileira de futebol (com letra minúscula mesmo) por ter dois jogos na cidade de Joanesburgo e sem deslocamento muito grande para a terceira partida, juntamente com Coreia do Norte (notória a seleção mais fraca desta copa do mundo), Costa do Marfim e Portugal. Muito vem dizendo que é um grupo muito difícil, que o Brasil tem que abrir o olho e coisas assim. Eu penso, um pouco diferente destas opiniões e depois de analisar melhor o sorteio, que realmente é um grupo forte porém nada muito impossível nem com esforço tão desnorteante como tem sido pintado. Veja, Costa do Marfim tem Drogba, Essien, Eboue e outros grandes jogadores da Europa além de ter se classificado de forma invicta para a Copa, certo? Portugal tem Deco, Pepe, Cristiano Ronaldo e Liédison, não é mesmo? Claro, concordo com tudo isso, mas nós também temos craques que jogam em campeonatos fortíssimos na Europa (Júlio César, Maicon, Kaká, Luis Fabiano entre outros, só pra citar um exemplo de cada setor do campo) e temos uma seleção coesa e que vem mostrando um bom futebol e muita unidade ao decorrer do ano vigente. Portanto, se a nossa seleção jogar como seleção brasileira, não vejo grandes percalços em passar por este grupo. E começa a contagem regressiva para junho de 2010.

Já no último domingo pudemos ver um renascimento do futebol carioca no cenário brasileiro (quase das cinzas assim como a figura mítica da Fênix) com o título do Flamengo na série A, o título do Vasco na série B e a salvação da degola na última rodada para Fluminense e Botafogo. Falando um pouco de série A do brasileiro, fica evidente que o nível técnico deste ano foi um dos mais baixos e que a tão pintada competitividade só se deu em grande parte por falta de competência dos principais aspirantes ao título, onde o maior exemplo é o Palmeiras que por metade do campeonato liderou a tabela mas nem se classificou para a Libertadores na derradeira rodada deste final de semana. Mas nada disso tira o brilho da conquista rubro negra, uma vez que o time fez um segundo turno quase perfeito, tendo arrancado quase das últimas posições e vencido o campeonato nas duas últimas rodadas. Destaques para Petkovic e Adriano, que fizeram de 2009 anos de recuperação muito importantes em suas carreiras. Um último ponto a se destacar também é a campanha do Cruzeiro, que na última rodada beliscou a última vaga para a disputa do campeonato sul americano, a Santander Libertadores.

E que venha 2010 !

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O alto preço que a fama cobra

Fomos surpreendidos nos últimos dias com a notícia da morte (suicídio?) da atriz Leila Lopes. Isto me fez pensar um pouco sobre como vivem e qual o preço a ser pago pelas pessoas que de alguma fora buscam a fama quase que "a qualquer custo".

Vejamos, Leila Lopes começou sua carreia, aparentemente promissora, como atriz de novelas da Globo. Tudo ia bem mas me parece que depois ela acabou relegada ao ostracismo da tv brasileira, por vezes ingrata com alguns "artistas", e buscou formas "alternativas" para sobreviver no meio (leia-se indústria de entretenimento adulto, vulgo pornografia).

O que dizem os meios de comunicação e outros "famosos" que conheciam a atriz é que ela desde muito nova sonhava e dizia que seria uma atriz famosa, que seu objetivo de vida era se tornar uma super star. Mas depois de algumas décadas, envolta em problemas financeiros e paranóica com a busca da "boa forma"(segundo relatos a atriz se dizia exausta de treinos em academias e dietas a fim de se manter dentro dos padrões estéticos ditados pela tv e a indústria de entretenimento) a mesma se viu em um beco sem saída onde o único meio de fuga seria o suicídio.

Após todo este sacrifício, toda privação e as empreitadas seguidas pela atriz fica em minha cabeça a pergunta: será que tudo isso valeu a pena em busca da fama? O preço pago pode ser considerado justo? Com a palavra, os leitores do blog.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Violência no futebol virou banalidade

Parece que não ficamos cansados de receber/ver notícias sobre violência no futebol de tempos para cá. É verdade que a maioria das vezes esta violência vem das arquibancadas e se encerra em batalhas campais pelas ruas das cidades. Mas ao que tudo indica estamos chegando a um nível onde o profissional que faz o espetáculo, o jogador, não tem o direito de ser bem remunerado pelo que faz (tá certo que existe muito exagero quando falamos de algumas minorias de clubes granes) e não tem mais o direito de exercer sua profissão em paz. Não está entendendo onde quero chegar, certo? Neste post quero discutir um pouco sobre o ocorrido neste início de semana com o atacante Vagner Love, da Sociedade Esportiva Palmeiras. Ele foi agredido verbalmente e fisicamente por três covardes enquanto se dirigia a uma agência bancária nas imediações do Palestra Itália onde iria participar de mais uma série de treinamentos no período da tarde.

Vale lembrar que quem protagonizou esta cena de barbárie se diz "torcedor organizado" do clube, tem livre acesso aos estádios, clube, treinos, etc. e mais do que isso, tem o aval das diretorias do clube para protagonizar tais cenas. Nunca é demais frisar que o envolvimento entre as torcidas organizadas e as diretorias é muito estreito, inclusive com denúncias de utilização dos clubes para financiamento e facilitações para tais indivíduos.

Mas afinal, para que servem as torcidas ditas organizadas? Elas usam cantos e uniformes que exaltam elas mesmas em detrimento dos times, sempre arrumam maneiras de não pagar ingresso, geralmente fazem arruaças e criam situações que ameaçam a integridade física de jogadores, dirigentes e demais torcedores.

É preciso que as autoridades discutam seriamente punições mais severas para este tipo de comportamento, afinal estamos vislumbrando ainda a realização de um mundial de futebol no país. Não temos ao menos explicações e investigações convincentes em todos os episódios que cercam estes bandos uniformizados. É claro que existem exceções, mas a cada dia que passa estas estão se tornando mais e mais raras. É triste ver que nosso futebol acaba por se tornar refém deste tipo de situação. Precisamos dar um basta nestes episódios e acabar com a confusão que se faz entre facções criminosas e torcidas organizadas.

Vamos ver quais serão as cenas dos próximos capítulos..

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Imagem do Brasil lá fora

Ontem vimos milhares de notícias/postagens em blogs/notas e afins a cerca da polêmica declaração do ator Robin Willians no programa de entrevistas americano David Letterman Show sobre como o Rio de Janeiro conseguiu as Olimpíadas de 2016. Segundo palavras de Robin: “Chicago enviou a Oprah Winfrey e a Michelle Obama. O Brasil mandou 50 strippers e meio quilo de pó. Não foi uma competição justa.” Claro que a piada foi de um humor negro sem um pingo de graça mas revela a nós, se é que já não havíamos percebido, qual é a imagem do país lá fora.

Mas por que pó? Porque no Brasil está cheio, e os filmes brasileiros que chegam lá fora falam exatamente de tráfico, favelas e tal, além é claro das últimas imagens que passamos pra eles, quando traficantes do Rio de Janeiro derrubaram um helicóptero da polícia com artilharia pesada anti aérea. Mas e por que cinquenta strippers? Ora, porque nossas mulheres têm fama de bonitas, e porque de fato está cheio de stripper brasileira nos EUA. Além disso não é nada incomum quando alguma celebridade/autoridade ou similar vem de fora para cá e é recebida por mulheres seminuas dançando samba e criando a imagem de que aqui o negócio é mulher pelada e carnaval o ano todo. Enfim, nós passamos a imagem e depois nos indignamos.

Será que daqui pra frente aprenderemos com os erros cometidos, buscaremos uma melhora na imagem e investiremos o dinheiro certo no local certo? Eu ainda duvido muito. É esperar pelos próximos capítulos e verificar quem te ma razão. Eu particularmente não vejo tanta polêmica e choro com a declaração. Temos é que ter vergonha na cara e começar a buscar outros motivos para nos orgulharmos. E viva la republica das bananas...

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Será que a FIFA vai finalmente evoluir?

Nos últimos tempos fomos bombardeados com problemas relacionados a erros de arbitragem, seja no nosso futebol, seja na Europa ou em jogos de seleções nacionais. Agora parece que a FIFA se deu conta da situação e como entidade máxima do futebol no mundo, pretende se mexer e fazer algo a respeito após o erro gritante que possivelmente excluiu a Irlanda da Copa da África: irá começar a discutir mudanças nas regras do futebol como a inclusão de mais dois auxiliares nas linhas de fundo do campo ou mesmo a utilização de arbitragem eletrônica (leia-se replays televisivos, sensores, etc.).

Eu particularmente não tenho a plena convicção de que em um esporte dinâmico como é o futebol, que tem dois tempos de 45 minutos sem intervalos ou paradas nestes (salvo faltas, atendimentos médicos e afins) terá uma fácil adaptação ao sistema de arbitragem eletrônica e mais, se os problemas relacionados a arbitragem serão sanados desta forma. A meu ver deveria-se pensar primeiro na inclusão de mais auxiliares em campo para que só depois pensassemos em uso de tecnologia.

Em primeiro lugar é preciso que se pense em o quanto os arbitros deste esporte estarão preparados e serão instruidos com estas novas regras, sejam estas de inclusão de mais auxiliares ou de dispositivos eletrônicos para monitorar lances ditos duvidosos. Depois é necessário que se tenha certeza da lisura da pessoas envolvidas com o jogo: arbitros, dirigentes, jogadores, enfim os personagens que fazem o espetáculo devem estar acima de qualquer suspeita. Há ainda de se tomar exemplos utilizados nos outros esportes, tais como volei, futebol americano, basquete, que a meu ver evoluiram muito e deixaram o espetáculo muito melhor ao longo do tempo com a utilização de diversos arbitros auxiliares no local onde o jogo é realizado.

Resta saber agora o que virá provavelmente para o mundial do Brasil, em 2014, uma vez que já foi anunciado que para 2010 nada muda. Espero sinceramente que mudanças ocorram e que a evolução do futebol venha a tempo de salvar a integridade do nosso esporte bretão, pois ultimamente esta tem sido manchada por escandalos e erros grosseiros de arbitragem, principalmente em nosso país.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

E ficou tudo para a última rodada...

Assistindo ontem a penúltima rodada do campeonato brasileiro de 2009 fiquei com algumas certezas:

1 - Não gosto de campeonatos por pontos corridos, pois sempre ao final do campeonato é impossível cobrar o mesmo empenho de times que vem em posições intermediárias da tabela, sem ambição alguma e acabam por facilitar a vida de determinados times gerando inclusive espaço para malas pretas/brancas e desconfianças;

2 - Se existem times cariocas na disputa, seja esta pelo título ou pela fuga do rebaixamento, este time será sempre ajudado na mão grande por arbitragens, tribunais e afins no mar de lama chamado CBF e o futebol brasileiro;

3 - Que nem sempre o melhor time vai ser o campeão, pois neste nivelamento por baixo do futebol brasileiro o time que for o "menos pior" é que vai ganhar alguma coisa (aliás, o que esperar na copa do mundo?);

4 - Árbitros de futebol se acham deuses e se colocam acima da terra e dos céus, não podem ser criticados e usam e abusam de sua "autoridade" mesmo quando estão criando situações desfavoráveis em partidas consideradas fáceis, com falta de critério (tendenciosos?) e técnica;

5 - A sorte do São Paulo que mesmo quando jogava mal (e não eram poucas as vezes que isso acontecia) parece ter se esgotado e hoje o time que era líder até a antepenultima rodada hoje corre o risco de ter que disputar a pré libertadores na Bolívia;

6 - Parafraseando o diretor Mario Gobbi, do Corínthians, futebol virou meramente "business" e cada vez mais passa a impressão de que tudo está arranjado, comprado e sem a menor graça;

7 - O técnico Mano Menezes tem mutretas com diversos jogadores do elenco do Corínthians e fica cada vez mais evidente, ou alguém pode me explicar o por que da escalação do limitadíssimo Boquita ou a insistência em não substituir o polêmico Elias durante as partidas, uma vez que segundo ele mesmo (Mano) estas partidas finais serviriam para montagem tática de um novo Corínthians e de chance para que jogadores pouco aproveitados ao longo do ano pudessem mostrar mais serviço;

8 - Neste último final de semana não era possível a realização de dois jogos na cidade de São Paulo ( Corínthians x Flamengo e Palmeiras X Atlético Mineiro) em virtude da segurança mas no próximo final de semana poderão ocorrer dois jogos decisivos no Rio de Janeiro (Botafogo x Palmeiras e Flamengo x Grêmio) sendo que nestes podemos ter um campeão brasileiro e um rebaixado ( Flamengo e Botafogo, respectivamente). Estranho não?

Resta agora aguardar e ver se a vontade da CBF, Rede Globo de televisão e milhares de rubro negros pelo Brasil irão comemorar o título brasileiro após 20 anos no próximo final de semana. E assim caminha o futebol brasileiro...

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

E a crise?

Vendas de pacotes de viagem disparam no fim de ano

Dólar barato e férias adiadas por causa da crise e da gripe suína empurraram o brasileiro

Letícia Casado, do R7

As viagens de brasileiros para o exterior neste final de ano explodiram: algumas empresas contabilizam fluxo de passageiros até 50% maior do que no ano passado. A maioria das agências já não tem vaga disponível nos pacotes de Natal e Réveillon.

O dólar barato é o principal responsável por permitir a milhares de brasileiros realizar o sonho de conhecer a Disney World. Os agentes de viagem constataram que ficou mais caro ir para um resort no nordeste brasileiro do que ir para o exterior.

As empresas facilitaram o pagamento das viagens, que podem ser feitos em até dez vezes sem juros.

Mas os agentes dizem também que a gripe suína manteve os turistas em casa no primeiro semestre desse ano, e muitos planos foram adiados para o verão. O mesmo aconteceu em 2008, quando muitas famílias desistiram de viajar com medo do que poderia acontecer por causa da crise.

Os destinos mais procurados pelos clientes das agências entrevistadas são Orlando, Miami e Nova York.

A Stella Barros, uma das maiores empresas do setor, registrou aumento de 30% na procura pelos pacotes. Claudia Abrahão, diretora executiva do grupo, conta que “já não existe lugar em voo nenhum e há fila de espera” para alguns.

- O pessoal que ia viajar em julho acabou adiando e está indo agora. É até mesmo desesperador. Tem gente indo pra Nova York pra chegar em Orlando.

Na Stella Barros os pacotes para a Disney no fim de dezembro com tudo incluso custam cerca de R$ 6.167 (US$ 3.556).

Como as viagens são pagas em dólar e o real está valorizado, as empresas tiveram um aumento médio de 10% no faturamento, ganhando muito mais pela quantidade de clientes do que pelo lucro dos pacotes.

Tatiana Nadal, diretora comercial da SanCaTur, rede de lojas no ABC paulista, diz que o grupo teve que trabalhar muito para faturar 20% a mais do que no ano passado. E que o número de passageiros aumentou em 50% em relação ao fim de 2008.

- Se tivéssemos isso no ano passado, teríamos ganhado muito mais.

A Continental Tur é outro exemplo dessa explosão no turismo americano que os brasileiros estão promovendo. Está localizada em São Bernardo do Campo, conta com apenas uma unidade, mas também já não tem mais vagas para vender nos pacotes de dez ou 15 dias em dezembro.

A proprietária, Rosane Mariza, conta que as excursões para Orlando e Miami custam por volta de R$ 4.800 (US$ 2.800), mas é difícil conseguir vaga em saídas até fevereiro de 2010.

- Tem bastante procura para os Estados Unidos por causa do dólar, e a gente não tem nem lugar. Para a Europa, a explosão vai começar em janeiro e fevereiro, que é alta estação.

A rede CVC também está sem vagas nas excursões de Natal e Réveillon para Miami e Orlando. Lá os pacotes custavam a partir de R$ 2.400 (U$1.400).

A diretora da CVC da Avenida 9 de Julho, em São Paulo, Luciana Fioroni, conta que na sua loja os pacotes acabaram mais cedo do que era esperado.

A unidade abriu em maio de 2009, e as vendas já aumentaram 35% desde então. O faturamento cresceu 40% em relação ao primeiro mês de funcionamento – em grande parte, por conta das vendas desse fim de ano, que fizeram a alegria do setor de turismo brasileiro.

Deixa que eu deixo?!

Com base na última rodada do Campeonato Brasileiro, não tenho dúvidas de que a frase que dá o título ao post de hoje é mais do verdadeira! Impossível acreditar que no atual estágio do campeonato, um time tem a chance de vencer e abrir vantagem, se tornando o primeiro colocado e deixa essa chance se esvair pelos dedos! E olha que não é um privilégio desta rodada mas tem sido a tônica do campeonato.

O exemplo crasso para o que eu estou tentando falar aqui é o time do Palmeiras, que liderou o campeonato por aproximadamente 19 rodadas ( não lembro o número exato mas não foge muito disso, para mais ou para menos) e teve inúmeras chances de aumentar sua vantagem em relação aos outros times e hoje briga pra se manter apenas na quarta colocação. Neste final de semana foi o Flamengo que não quis tomar a liderança...o Atlético Mineiro também deixou a vantagem escapar e hoje nem figura entre os pretendentes às vagas para a Copa Santander Libertadores, exemplos é o que não falta.

Diante dos fatos, é bem provável que o São Paulo seja mais uma vez campeão, não por méritos próprios nem por estar jogando o fino da bola, mas por manter o estigma de time sortudo e que sempre que chega na frente se mantém, de uma maneira ou de outra. Agora é esperar as duas últimas rodadas e ver o que acontece.

E assim caminha o futebol brasileiro...

sábado, 21 de novembro de 2009

Existe lisura no futebol moderno?

Dadas as recentes declarações feitas pelos dirigentes europeus sobre esquemas de favorecimento em jogos de futebol e sites de apostas no velho continente, fica ai a pergunta do título do post: existe alguma lisura no futebol (esporte?!) dos dias de hoje?

O esquema desarticulado por autoridades européias envolve mais de 200 partidas em diversas competições do velho continente, incluindo-se ai Copa dos Campeões, Copa da Uefa e outros. O grosso entretanto parece ter ficado em sites de aposta alemães. Com estes esquemas, diversos resultados podem ter sido "arranjados"para favorecimento ilícito. Vale ressaltar que temos muitas pessoas envolvidas, entre dirigentes, técnicos, jogadores e apostadores e algumas destas já foram inclusive presas. Nos faz lembrar o que houve no campeonato brasileiro de 2005, quando houve uma denúncia referente à apostas e resultados arrumados, tivemos ainda remarcação de partidas e todos sabemos o que houve no final.

Será que podemos acreditar em algum resultado esportivo hoje em dia? Tudo que envolve dinheiro, patrocinadores, apostas e etc me faz pensar que não. Quase todo dia vemos ainda casos de doping, malas brancas, resultados arrumados, favorecimentos em tribunais esportivos e isso tem me feito pensar muito se vale a pena ficar estressando, gastando tempo e dinheiro com ingressos, uniformes e etc sabendo que no final nem sempre o resultado foi o que o jogo deveria representar. Isso por que muitas vezes eu pensava que só acontecia por aqui.

E assim caminha a mediocridade...

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Aquário de São Paulo

Se você é, assim como eu, curioso de mão cheia e está sempre com vontade de fazer algumas atividades diferentes, aqui vai mais uma sugestão para quem está na cidade de São Paulo: o Aquário de São Paulo. O Aquário de São Paulo está localizado na Zona Sul da Cidade de São Paulo, no bairro do Ipiranga, à Rua Huet Bacelar, 407.

Direto do site do aquário: "Inaugurado em 06 de julho de 2006, o Aquário de São Paulo é o primeiro temático da América do Sul. Hoje, totalmente reformulado, reabriu suas portas com novas alas e atrações, através de um empreendimento ousado e repleto de curiosidades. Com uma nova construção que o qualifica como o maior oceanário da América do Sul com mais de um milhão de litros de água do mar, o aquário paulistano apresenta novas atrações. Dos tubarões aos pinguins e raposas voadoras."

O local não é grande, até por isso achei um pouco cara a entrada (R$ 20,00 por pessoa com possibilidade de meia entrada observadas as condições necessárias) mas é muito bem distribuído e possui uma grande diversidade de peixes e animais de nossa fauna marinha/aquática. Dentre os destaques, tubarões, arraias e pinguins fazem a alegria do pessoal. Até uma réplica do interior de um submarino e de um navio fazem o local ser diferente do convencional. Outro diferencial é a possibilidade de agendamento de visitas noturnas guiadas pelo aquário, onde você poderá observar os hábitos noturnos das espécies presentes no aquário. O local conta ainda com réplicas de homens das cavernas e dinossauros, contando um pouco da evoluções do ser humano e do meio ambiente em geral.

É um passeio que irá agradar a adultos e crianças e que pode ser uma alternativa dentro da cidade de São Paulo para fugir nesta época de amontoação em shoppings e lugares de comércio tendo em vista o final do ano. Para maiores informações acessem o site do Aquário aqui ou liguem para o telefone (011) 2273 5500.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Vergonha nacional

O apagão que atingiu diversas cidades brasileiras na noite desta terça feira foi destaque na imprenssa mundial no dia de hoje. Os principais sites, canais de televisão e publicações jornalísticas comentaram e repercutiram o acontecido. Segundo informações oficiais, um problema atmosférico (ainda não detalhado) causou desligamento total da usina de Itaipú no Paraná.

Num momento onde o país parece estar exatasiado com as "conquistas" do direito de sediar eventos esportivos da magnitude de uma copa do mundo e dos jogos olímpicos, muito investimento básico fica pra trás diante das cifras astronômicas que irão construir alojamentos e arenas esportivas pelo país afora. O mais impressionante é que o governo da marolinha (nosso molusco que nada ouve e nada vê, quando lhe convem) que sempre bateu no peito dizendo que não haveriam apagões, que tiraria o povo da miséria entre tantas outras falácias se coloca acima de tudo fazendo vistas grossas às estruturas básicas que o país mantém de forma precária (leia-se saúde, educação, energia, etc.) e se diz plenamente convencido da capacidade do país em sediar tais eventos. Seria uma epidemia de cegueira coletiva, assim como no livro/filme "Ensaios sobre a Cegueira"?

Vamos aguardar a tal reunião agendada as pressas em Brasília para comentarmos os possíveis desdobramentos do episódio, mais um dentre os muitos que iremos realatar por aqui ...

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Um ode ao preconceito explícito

É com certa estranheza que li neste final de semana e ouvi com mais clareza nesta manhã pelo rádio que a tal faculdadezinha do ABC optou pela expulsão da "aluna do vestido curto", a estudante de turismo Geisy Arruda. Esta faculdade nunca foi conhecida do grande público, seja pela qualidade de ensino ou por seus formandos mas agora tem seu nome repetidamente nos notíciarios e jornais em geral. Sinceramente, é muita hipocrisia! Me parece muito mais optar pela saida mais fácil e pelo preconceito explícito deixando a mensagem de que a violência e truculência tem vez nas manifestações estudantis da referida instituição.

Não é necessário nem que se ouça o que a faculdade tem a dizer, mas esta em optar por manter um bando de selvagens entre seus alunos, que por pouco não se tornaram agressores e/ou estupradores dizendo que os mesmos são "defensores da ética e da dignidade acadêmica" perdeu qualquer razão na atitude perante a aluna humilhada. Se já houveram incidentes anteriores com a garota, a mesma já fora repreendida com alguma advertência e/ou suspensão? Ao menos está foi orientada de que sua forma de se vestir e/ou portar feria algum princípio da universidade? É de se questionar a atitude. Assim como a manifestação da UNE, me parece que nós somos culpados por portarmos celulares e/ou nossa carteira quando somos assaltados ou a moça é culpada de ser estuprada quando esta é vitima de tamanha violência por estar usando uma roupa mais provocante. Estamos voltando para a era das trevas e/ou das cavernas?

Sei que o post foge um pouco ao propósito do blog mas não consegui ficar alheio ao acontecimendo. E depois ainda dizem que vivemos em sociedade, que a universidade é o local para celebrarmos as diferenças e que as pessoas que estão cursando o ensino superior são mais cultas e/ou tem mais educação que as demais. E viva a mediocridade.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Música homenageando a paz

Ontem tivemos uma comemoração em Berlim que eu não sei bem ao certo o por que mas me deixou um pouco emocionado. Nem sei bem por que deveria comentar isto aqui no blog, mas aqui estou. Acho que me fez lembrar um pouco de minha viagem que fiz por terras européias em 2008, me deixando muitas saudades e a certeza de que eu quero e muito voltar pra lá um dia. Voltemos ao assunto principal do post.

Ao redor do Portão de Brandenburgo, milhares de alemães (ou não) curtiram um show do U2 que comemorava antecipadamente os 20 anos da queda do muro de Berlim (a data será comemorada oficialmente na segunda feira onde estarão presentes a chanceler alemã, Angela Merkel, além de dos chefes de Estado e do Governo da União Europeia (UE), dos Estados Unidos e da Rússia.). Durante meia hora Bono Vox e sua trupe cantaram músicas e falaram de paz. O evento faz parte também do MTV Video Music Awards Europe a ser entregue nesta noite lá mesmo. Foram 10 mil ingressos distribuídos pela internet, que se esgotaram em não mais que 3 horas.

Eventos como este, com objetivos de celebrar a paz e a queda de ditaduras e horrores nos enchem de esperança para que quem sabe um dia o mundo possa ser um lugar melhor, mesmo é claro com todos os interesses comerciais envolvidos também. Mas mas do que isso, povoam meus sonhos de viagens e de conhecer outros lugares e culturas, entender sua história e celebrar as diferenças.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Mudanças da fórmula 1 pra 2010

Após a última etapa do mundial, extremamente chata e sem atrativos uma vez que já tínhamos a definição do campeão e estávamos carecas de saber que a Red Bull vinha em melhor momento que a Brawn GP (fazendo com que Vettel fosse o vice campeão e Rubinho o terceiro colocado no mundial de pilotos), tivemos algumas "novidades"que irão movimentar o padock o ano que vem.

Primeiro, antes mesmo do último GP, ou melhor, durante o seu final de semana ficamos sabendo que o sobrenome Senna estará de volta ao grid de largada no ano que vem. Bruno, sobrinho de Ayrton Senna, assinou contrato com a novata Campos. Sendo assim, teremos 3 pilotos brasucas na categoria. Aliás, isto me lembra de outra novidade, não tão nova assim, que ano que vem teremos 4 novas equipes: Campos, Manor, Lotus (se é que podemos chamar de nova) e a USF.

Segundo, as mudanças no calendário da fórmula 1, com a inclusão das provas do Canadá e da Inglaterra além da mudança na ordem das duas últimas corridas do campeonato, fazendo com que Interlagos se torne a última corrida do campeonato ( a meu ver perderemos muito com isso pois teremos então uma prova provavelmente descompromissada com tudo pois até lá é bem provável que tenhamos o campeão definido.

Terceiro, a dança das cadeiras das equipes, onde a mudança mais significativa para nós brasileiros é a assinatura de contrato de Rubens Barrichello com a Willians para a temporada 2010 e com opção de continuidade em 2011. O cara é insistente e diz que mudou pra lá pois era um sonho de criança e terá um carro competitivo. Aliás, a história do carro nos leva a uma nova mudança.

Quarto, os carros sofrerão enormes mudanças na próxima temporada com a mudança na regra com a extinção do reabastecimento. Sendo assim, os carros serão maiores e terão um grande tanque de combustível para rodarem até o final das provas sem problemas. E isto modificará também a etapa de treinos classificatórios, que terão o mínimo de combustível e os pilotos serão mais rápido na definição do pole position. Ponto pra Rubinho que dentre os pilotos atuais da Fórmula 1 já tem experiência com este tipo de situação pois a viveu em 1993 nesta mesma fórmula 1. E mais, as equipes acordaram que não irão utilizar o Kers na temporada que vem, mesmo o equipamento sendo permitido pela FIA e pelo regulamento.

Por último, um anúncio que a meu ver não irá deixar muita saudade: a montadora Toyota anunciou ontem que está deixando a fórmula 1. O único porém desta notícia é o bom piloto japonês Kobayashi que vinha mostrando um excelente desempenho nas ultimas duas corridas do campeonato e que com esta notícia está oficialmente desempregado agora.

Ao que me parece, todas as mudanças, sejam de regras, entradas de novas equipes e pilotos, vem em conjunto com a busca por uma maior emoção e resgate do prestígio da categoria por parte da FIA. Vamos ver se o objetivo será alcançado, pois este ano ao menos tivemos novas equipes bagunçando o coreto e uma das caçulas sendo campeã. E que venha 2010.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Deuses Americanos: leitura recomendada.


Já tive uma fase de leitor mais assíduo do que hoje em dia e a maior prova disso é que demorei bastante pra finalizar a leitura deste livro, citado no título do post. Mas isso não ocorreu única e exclusivamente por minha causa, uma vez que o livro, na minha opinião, apesar de ser muito misterioso e intrigante tem uma leitura "difícil", se entendem o que eu quero dizer. Mas enfim, vamos as impressões.

O livro, um dos melhores de Neil Gaiman (a quem diga que é o melhor), retrata a fantasia da reunião de deuses de diversas crenças/religiões/épocas diferentes numa batalha épica contra os chamados deuses modernos (metáfora que visa reunir entre outros cartões de crédito, telefonia móvel, internet, televisão e outras tecnologias como vilãs do mundo moderno). Isto significa que o livro trata da violenta investida que a tecnologia deu nos últimos anos e fez com que o povo americano deixasse de lado suas crenças, culturas e devoção.

A história (ou seria estória?) se desenrrola ao redor da vida de Shadow, um cara até então normal, que tem sua vida mudada quando vai para a prisão e depois de alguns anos se vê livre. Tem a notícia da estranha morte de sua esposa e durante o vôo de volta pra casa, quando libertado da prisão, acaba sendo recrutado por um estranho sujeito para ser seu "serviçal". A partir dai, Shadow é colocado no meio desta batalha mítica de "deuses" e aprende a duras penas o significado de tudo isso, tendo inclusive que tomar decisões muito importantes que virão a mudar para sempre sua vida. A narrativa densa e muito detalhista dificulta um pouco a leitura, tendo que estar bem concentrado e desapegado de outros afazeres para compreender por completo o conto. É claro que Gaiman nos brinda com um dissecação da alma americana desde sua criação até os dias atuais e nos faz compreender o estilo de vida que leva até as consequências narradas no livro.

Enfim, o livro nos brinda como uma viagem turística e de auto conhecimento dos EUA e nos faz refletir sobre nossas crenças e atitudes diárias. Um best seller de um autor que entre outros é aclamado pela crítica e bem premiado, sendo também autor dos romances Stardust (ilustrado por Charles Vess, Conrad Livros), Sandman: the Dream Hunters (ilustrado por Yoshitaka Amano, Conrad Livros) e Sandman: o Livro dos Sonhos (dois volumes, Conrad Livros). É co-autor de Belas Maldições, com Terry Pratchett. Entre seus diversos prêmios estão o World Fantasy Award e o Bram Stoker Award. Nascido na Inglaterra, Gaiman agora vive nos Estados Unidos. Seu website é o http://www.neilgaiman.com. Boas leituras!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Sim senhor!

Normalmente não me rendo a comédias escrachadas nem nada muito parecido com o gênero porém existe um dos poucos atores que me fazem mudar de idéia: Jim Carrey. Ele é um homem de extremos, podendo nos fazer rir muito como em Ace Ventura, O Máscara e mesmo neste último filme, Sim Senhor, como também pode nos fazer chorar e pensar assim como em Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças ou mesmo um mix de ambos como em As Loucuras de Dick e Jane. Porém este filme que dá título a este post me faz pensar se eu deveria ser tão drástico.

A premissa do filme assim como seu roteiro é deveras previsível: um rapaz extremamente negativo e acomodado na vida se inscreve em um programa de auto ajuda bem simples, onde o que ele deve fazer é apenas dizer sim a todo tipo de questionamento que fizerem pra ele. No começo, sua vida se abre em um mar de rosas diante da nova "doutrina" porém com o passar do tempo ele percebe que esta atitude não é tão positiva assim. No entanto, o filme me tocou e me fez pensar um pouco sobre algumas atitudes que tomamos ao longo de nossa vida, se devemos encarar tudo com tanta seriedade (assim como eu faço) e mais do que isso, se devemos nos esconder de alguns desafios que surgem no decorrer dos anos. O elenco equilibrado e o ritmo do filme nos deixam grudados a tela e sempre esperando pela próxima proeza que Jim Carrey irá encarar tendo como premissa sua nova doutrina de vida. Apesar disso, o filme nos deixa um recado (ao menos deixou pra mim) de que os extremos da vida nunca são bons, sendo o extremo positivo tão ruim quanto o extremo negativo em diversos aspectos.

É claro que o filme não é um indicado ao Oscar tão pouco um filme épico que será lembrado ao longo dos tempos mas se encaixou perfeitamente na ocasião em que foi alugado: diversão. E é pensando nisso que eu indico este filme para as pessoas que são sempre muito extremistas na vida a refletirem se um pouco de flexibilidade não ajudaria um pouco a vida de todos nós. E depois de assistirem o filme, percam uns minutinhos me deixando suas opiniões a respeito na caixa de comentários do balaio. Boa sessão!!!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Dia Internacional da Animação

Senhoras e senhores, crianças e adolescentes, enfim, pessoas de todas as idades, na data de hoje (28 de Outubro) é comemorado o dia da animação (vulgarmente conhecido como desenho ou desenho animado). Este dia é comemorado com a exibição de curta metragens (filmes de pequena duração utilizando das mais variadas técnicas de animação disponíveis) ao redor do mundo.

Este evento surgiu pois foi nesta data que, em 1892 (3 anos antes do cinematógrafo ser apresentado pelos irmãos Lumiere), que Emile Reynaud realizou a primeira projeção do seu teatro óptico no Museu Grevin, em Paris. Essa projeção foi à primeira exibição pública de imagens animadas (desenhos animados) do mundo. Foi para comemorar esta data que a Associação Internacional do Filme de Animação (ASIFA) lançou o evento em 2002 (a sete anos atrás), contando com o apoio de diferentes grupos internacionais filiados. Em 2009 o Dia Internacional da Animação está sendo realizado em 30 países. No Brasil, o “Dia Internacional da Animação” é comemorado através de projeções de filmes, oficinas, exposições e demonstrações de técnicas. A mostra oficial é exibida simultâneamente em todas as cidades às 19 horas e 30 minutos do dia 28 de Outubro. Para maiores informações referente a programação, visitem o site dedicado ao evento em http://www.abca.org.br/dia/ e bons filmes a todos!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Expo São Roque


Neste final de semana pude apreciar mais uma vez (creio que já deva ser o quarto ano consecutivo) a Expo São Roque, onde em suma pode-se apreciar alcachofras e vinhos se divertindo a beça. Do site do evento: " A Expo São Roque é um evento que une diversão, gastronomia, compras e muitas atrações. Realizada todos os anos, no Recanto da Cascata: um lugar com belo paisagismo e uma bela infraestrutura para receber os visitantes. Em 2009, realiza sua 17a edição e mantém o foco na divulgação do potencial turístico da cidade, da alcachofra rocha e do vinho. Visitando a Expo você pode apreciar diferentes pratos a base da alcachofra e aprender a preparar esta flor comestível de sabor marcante e delicado, sucesso da gastronomia mundial. Você também terá a oportunidade conhecer os stands das vinícolas que por gerações faz de São Roque sinonimo de vinho no Brasil."

De fato, a cada ano que passa me impressiono com a infraestrutura montada e com a atenção e carinho com que a festa é preparada. Neste ano, pude perceber que o local destinado aos restaurantes passou por reformas e agora está em um grande galpão novinho em folha. A apresentação dos mesmos também está melhor. Destaco nesta área o restaurante "Mondiale" que em seu cardápio possui suas massas de fabricação própria como destaque. Além disso, no local reservado aos estandes das vinícolas outra grata surpresa: as vinícolas da região estão cada vez mais investindo em qualidade e plantando uvas viníferas européias (as mais comuns são a cabernet sauvignon e a merlot) além de estarem também se associando a vinícolas do sul do país e produzindo vinhos em conjunto com elas. Neste campo eu destaco a vinícola Goes & Venturini, que possui rótulos com um ótimo custo x benefício em seu portefólio. No mais, os estandes de doces, licores, conservas, queijos e salames fecham com chave de ouro o evento.

Para a diversão, a família pode contar com shows musicais e típicos, a famosa pisa da uva diária (que gera até vinhos que podem ser levados pelos participantes), parque de diversões, passeio com pôneis e muito mais.

Este ano o evento acontece todos os finais de semana de outubro e tem o final marcado para o feriado do dia 2 de novembro próximo. Se você ainda não conhece a festa e tem disponibilidade, recomendo a visita no próximo final de semana, pois não irá se arrepender. Vale lembrar que São Roque fica a aproximadamente 70 km de São Paulo e pode ser acessado pelas rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares. Aos que forem, boa festa, bom apetite e se divirtam, aos que deixarem pro ano que vem, apenas o meu sinto muito!!!

Embolou de vez...

Realmente parece que o atual Campeonato Brasileiro está ai para quebrar todas e quaisquer previsões feitas por nós fanáticos e torcedores ou pelos cronistas e estudantes do assunto. Parece que tem time que faz questão de não ganhar o campeonato, se é que isso é possível! E o que me deixa mais triste é que meu time, o Corínthians, desperdiçou um dos campeonatos mais fáceis da história por causa do "business" e desinteresse pela diretoria/técnico/jogadores dizendo que o objetivo do ano fora alcançado em meados de Junho com a conquista da Copa do Brasil.

Neste final de semana, no complemento da rodada que começara na quarta feira com a derrota do atual líder (por pouco tempo eu aposto), todos os times postulantes ao título venceram seus jogos e se juntaram ao Palmeiras, sendo que do primeiro ao sexto colocado a diferença é de apenas 6 pontos (Palmeiras tem 54 na primeira colocação e o Flamengo em sexto tem 48). Agora resta saber se na próxima rodada, que começa já nesta quarta feira com São Paulo e Inter, algum time ao menos dormirá uma noite como novo lider do campeonato. Refaçam suas apostas!

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Coraline e o mundo fantástico de nossa infância

A alguns dias atrás resolvi passar na locadora de video e pegar alguns filmes para me entreter durante o decorrer da semana. Como havia uma promoção boa para a locação de 3 ou mais filmes, resolvi apostar em alguns e como já estava a tempos com vontade de assistir a animação que dá título ao post de hoje, não titubeei quando vi que o mesmo estava disponível e inclui o título entre os três que deveria locar. E que grata surpresa com a escolha!

A animação se utiliza da técnica de stop motion, onde cenários e personagens são filmados e reorganizados a cada quadro a fim de que, na plotagem final a sensação de movimento seja percebida. Além disso, quando lançada nas salas de cinema, a animação possuía cópias que se utilizavam da tecnologia 3D ( a qual infelizmente não pude avaliar neste filme) e ainda em algumas cópias especiais em DVDs/Blue Rays importados podemos encontrar também este possibilidade.

A linha básica da história de "Coraline" é baseada em um livro de ficção infantil de mesmo nome de autoria de Neil Gaiman, famoso por quadrinhos/histórias de linhas mais adultas como Sandman e Star Dust. A história narra a mudança de uma garotinha e seus pais para um novo apartamento/vizinhança e o "sofrimento" da garotinha em virtude do distanciamento com os pais, sempre muito ocupados com seu trabalho. É ai que a garotinha começa a explorar os cantos mais obscuros de sua nova casa e descobre uma pequena porta que a leva a um mundo "alternativo" ao seu, onde seus pais são sempre muito atenciosos, estão sempre dispostos a brincar e a fazer suas vontades. O único inconveniente é que eles possuem botões de camisas costurados ao invés de olhos. A partir desta descoberta, Coraline começa a ver o quão arriscada pode ser a vida "do outro lado" e tem alguns desafios a enfrentar para se livrar deste mundo.

Durante a narrativa, Gaiman vai nos brindando com personagens estranhos e bizarros (desde um excêntrico domador de um circo de ratos até um gato preto deveras misterioso) e com histórias que nos fazem relembrar a infância, nossos medos desta época (solidão, rejeição, indecisão, etc.) e também as alegrias que nesta época surgem com as descobertas sendo feitas dentro de nossa própria casa e da nossa imaginação de sonhos e mundos perfeitos. Mas ao que me parece, a animação tece uma pequena linha sobre o relacionamento entre pais e filhos, quando muitas vezes os pais enterrados em seus afazeres deixam de acompanhar o crescimento de seus filhos e criam um grande abismo em sua relação, sendo por vezes muito responsáveis, muito adultos e esquecendo que crianças devem, no final das contas, aproveitar e brincar enquanto a idades os permitem, mas mais do que isso, crianças devem sonhar!

Enfim, Gaiman nos brinda com a história infantil mais adulta dos últimos tempos (com referências a Alice no País das Maravilhas), com belíssima fotografia, trilha sonora e narrativa cativante. Esta é a dica para os que assim como eu, insistem em não envelhecer e adoram uma animação bem feita, que nos emocionam a cada minuto de duração.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Quarta feira cheia de futebol!

Seria muito simples se eu viesse aqui e listasse os resultados dos jogos que ocorreram mundo a fora nesta quarta feira, afinal temos muitos sites e portais de notícias e esportivos que se encarregam disso. Na verdade, neste meu post eu gostaria mesmo é de comentar alguns acontecimentos que achei serem bastante positivos.

Primeiro, comentando um pouco sobre a Liga dos Campeões da UEFA, que jogo entre Milan e Real Madrid!! Os times fizeram justiça aos mais de 15 títulos de liga européia que ambos tem em conjunto. A presença maciça de brasileiros é claro ajudou em muito o espetáculo, mas o que mais me chamou atenção foi a recuperação do futebol que vêem apresentado Alexandre Pato e Ronaldinho Gaúcho. Os dois foram responsáveis diretos pela vitória rossonera diante do time merengue em pleno Santiago Bernabeu. Sempre fui fã de Ronaldinho e ao que parece ele vem fazendo apresentações muito boas junto ao capenga time do Milan. Parece que o afastamento da seleção, tanto para ele como para Pato, tem feito bem aos dois. Agora é aguardar a rodada de volta, que marcará o encontro de Kaká e os torcedores do Milan em Milão.

Já falando em futebol nacional, o fato mais marcante da quarta feira foi a nova derrota do time do Palmeiras diante do sufocado Santo André, na cidade do ABC paulista. Parece que o Palmeiras está fazendo força, assim como o Grêmio o fez no ano passado, para perder o campeonato brasileiro e entregá-lo de bandeija aos adversários. Mais uma vez, com um futebol pífio de Diego Souza e Cleiton Xavier (apesar das duas bolas na trave de Obina) , o Palmeiras foi superado por um adversário que se encontrava na zona de rebaixamento e nesta rodada vê a diferença ante ao segundo colocado ficar fadada a apenas um ponto, dependendo dos outros resultados do final de semana. Eu apostava no Palmeiras como franco favorito a conquista do título, mas depois destes últimos 4 jogos ruins, já não sei mais o que pensar. Parece que o menos pior vencerá este ano...quem será este time?

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Rio de Janeiro Olímpico..

Neste final de semana todos pudemos assistir a mais uma cena, cotidiana diga-se de passagem, de barbárie na cidade do Rio de Janeiro. Um helicóptero da policia militar do Rio de Janeiro foi abatido por artilharia anti aérea dos traficantes dos morros/favelas da cidade, vitimando dois soldados da corporação. Além disso, todos ficamos aturdidos com fotos de policiais, fuzis, pessoas comuns, idosos e crianças diante de uma verdadeira guerra civil que se instaurou na disputa pela "liderança" do tráfico nos morros do Rio.

Tais fatos, não de maneira isolada, mas na conjuntura dos fatores sócio-econômicos atuais da cidade e do país em um geral, só tem denegrido ainda mais a imagem do país perante aos meios de imprensa ao redor do mundo. Todos estes veículos querem, e não precisam se esforçar muito, colocar muito medo em todos os turistas/visitantes que um dia vislumbraram a possibilidade de visitar o Rio durante o período dos Jogos Olímpicos (ou mesmo uma visita ao país durante a Copa do Mundo de 2014). E é evidente que nossas autoridades começam a demonstrar apreensão em suas recentes declaração contundentes de que a mídia está só se aproveitando da situação para tentar mudar a imagem que o Brasil tem mundo afora. Parece que nossas autoridades estão arrumando um modo de fuga da realidade que assola o país.

Já é possível se ver pessoas, jornalistas, autoridades e outros que começam a defender um plano emergencial semelhante ao utilizado durante o Pan Americano de 2007 no mesmo Rio de Janeiro (sendo que este Pan Americano não serve de parâmetro para nada), onde o exército e a força nacional de segurança ocuparam as ruas e garantiram até certo modo a segurança de atletas, jornalistas, turistas e moradores do local. E não é para menos, tendo em vista que o que aconteceu neste final de semana no Rio foi apenas uma gota num oceano de insegurança que assola o pais do Oiapoque ao Chui.

Este é apenas mais um dos motivos pelos quais, a pouco tempo atrás, me coloquei contra a organização dos jogos no país. Temos ainda muitos problemas estruturais a arrumar antes de alçarmos vôos mais altos como a organização de um evento esportivo de tal porte. Setores como educação, saúde, transporte público, moradia caminham juntos com a falta de segurança neste país. Vamos ver quantos outros motivos irei relatar aqui neste espaço até a data dos jogos no país, se estes realmente vierem a se tornar realidade um dia....

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

É, não deu!

E mais uma vez, como nas últimas 4 temporadas (se não me engano) tivemos a decisão do campeonato de fórmula 1 no Brasil e sem brasileiro para comemorar nada desta vez. Vale lembrar que no ano passado Felipe Massa até venceu a corrida, mas em virtude dos resultados de Lewis Hamilton e os outros pilotos, não chegou ao título mundial. E se sagrou campeão, assim como mandava a lógica, Jenson Button, da Brawn GP.

Rubens Barrichello bem que tentou, lutou o campeonato inteiro contra seu colega de equipe, fez um treino de classificação impossível em Interlagos, mas sucumbiu a um rendimento muito superior da equipe da Red Bull (com Mark Webber e Sebastian Vettel) na última metade do campeonato e contra seu próprio carro que perdeu muito rendimento durante o segundo set de pneus. Além disso, Rubinho parece fadado a uma má sorte descomunal, quando voltou com um set de pneus macios e promessa de um melhor rendimento, teve um pneu furado que o fez chegar apenas em oitavo lugar. Juro que até vibrei com a pole e sua excelente largada, mas a exaltação deu lugar a frustração já durante o primeiro pit stop dos pilotos onde Rubinho já perdera duas posições voltando apenas em terceiro. Existe ainda a briga pelo vice campeonato e o GP de Abu Dabi mas a emoção acabou aqui em Interlagos. Esperamos que ao menos Rubinho consiga um bom resultado, e possa ser o vice mais uma vez.

Ano que vem a promessa é de que teremos um maior número de pilotos brasileiros na categoria (Felipe Massa volta depois de um delicado acidente, Rubinho deve anunciar esta semana acordo com a Willians e ainda correm por fora Lucas di Grassi, Bruno Senna e até Nelsinho Piquet) e quem sabe poderemos voltar a ver um piloto nacional no lugar mais alto da classificação do campeonato.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Cinema 3D

As salas com projeção em 3D (três dimensões) parecem que invadiram e caíram de vez no gosto dos brasileiros. E a tendência, dado o número de novas produções no gênero, é que venham a aumentar muito mais em número no país daqui para a frente. E é claro que atualmente as projeções em nada lembram aquelas antigas onde se usava um óculos de papel com celofane nas "lentes" (uma azul e outra vermelha). A tecnologia evoluiu e muito desde então.

Pelo que pude pesquisar, a iniciativa de trazer a tecnologia para cá se deu em meados de 2006 pela rede cinemark, que teve a primeira sala com a tecnologia funcionando em Dezembro do mesmo ano no Shopping Eldorado (a qual já utilizei quando vi o desenho "A Era do Gelo 3"). Desde então a própria rede cinemark conta com aproximadamente 40 salas espalhadas ao redor do Brasil. Como pioneira, a rede cinemark teve inclusive tempo de melhorar a tecnologia disponível no país e sendo assim, larga na frente das concorrentes. Os óculos especiais utilizados tem as lentes escuras e dão uma boa noção de profundidade. Além disso, a tecnologia REAL D, utilizada por diversas outras redes ao redor do mundo é conhecida por ser a mais confiável e com melhor resolução. Entretanto, comparativamente, a rede UCI (a qual utilizei no último final de semana para ver "Está Chovendo Hamburguer" no Shopping Anália Franca em Sampa) me pareceu (opinião pessoal) ter uma melhor qualidade de imagem tornando mais "real" a sensação de profundidade. Vale lembrar que a mesma se utiliza de uma tecnologia Dolby 3D. Mas como nem tudo são flores, achei que os óculos utilizados pela rede UCI um pouco inferiores e deixaram minha vista mais cansada ao final da projeção. Mas creio que exista um ótimo nível equivalente em ambas as redes e que vale a pena, para quem não conhece, visitar tais salas e ter a experiência. É claro que deve preparar o bolso pois as salas com tal tecnologia possuem ingressos mais caros.

Depois de tudo que escrevi ai em cima, acredito que vale a pena a tecnologia e que a experiência vivida numa sala de projeção 3D é bem legal! Mas como o intuito do blog é trocar experiências, gostaria de que vocês ao lerem o post, deixassem suas opiniões a cerca da tecnologia, experiências vividas nos cinemas no Brasil e fora do país entre outras coisas. Ficarei aguardando.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Viva o Brasil, país "Olímpico"

Depois me perguntam ainda o por que de eu ser contra as olímpiadas de 2016 no Brasil, um país sem política para o esporte e muita coisa ainda por fazer em todos os campos (saúde, educação, cidadania, transportes, etc.). Postagem/matéria retirada do Blog do Boleiro, do site Terra e escrita por Luciano Borges.

Encontro pode determinar o desemprego de Maurren Magi e cerca de 20 atletas


Uma reunião nesta quarta-feira pode definir o fim do apoio da Rede Atletismo ao último grupo de atletas de alto rendimento que ainda tem vínculo com a equipe de Bragança Paulista. Entre os nomes conhecidos, estão os da saltadoras Maurren Higa Maggi e Keila Costa.

O presidente Jorge Queiroz de Moraes Júnior vai conversar com o técnico Nélio Moura. Há pouca esperança de que ele e cerca de 20 atletas que se transferiram no ano passado, continuem sob contrato.

Nas conversas que os dois tiveram nos últimos 30 dias, Jorge se mostrou decepcionado com os casos de doping envolvendo os velocistas orientados pelo treinador Jayme Netto Jr.

O fundador do Rede já tinha anunciado o fim desta ala do projeto no início de agosto. Mas deixou aberta uma possibilidade: “Estou com muita coisa na cabeça para dar uma palavra definitiva. Com certeza, pelo menos o investimento vai diminuir”, disse na ocasião.

Jayme assumiu a culpa pelo maior escândalo de doping da história do atletismo brasileiro. Pouco antes do Mundial de Berlin, seis atletas foram pegos no exame anti-doping com a substância EPO, cinco deles orientados pelo treinador.

O investimento feito por Jorge Queiroz, um ex-atleta com títulos como juvenil que se tornou empresário bem sucedido na área de energia elétrica, foi de cerca de R$ 7 milhões. A pista de Bragança tem certificado da IAAF (Federação Internacional de Atletismo)

Depois de Pequim, no ano passado, o Rede Atletimo trouxe Nélio, Maurren, Keyla e atletas de nível olímpico como Jefferson Sabino, Rogério Bispo e Gisele Oliveira. Todos tinham contrato com a BM&F, que venceu na classificação geral do último Troféu Brasil, mas desta vez foi acossada pelo Rede.

Medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, Maurren se recupera de uma cirurgia no joelho. Ela foi a principal estrela contrata pelo Rede Atletismo. Agora, enquanto faz fisioterapia e se prepara para retornar em 2010, a saltadora poderá ficar sem clube. “É uma possibilidade para todos nós”, admitiu Nélio Moura.

Um terço deste grupo é integrado por jovem abaixo da categoria Sub-23. São promessas para Londres em 2012 e Rio em 2016. O Rede Atletismo pretende continuar com o projeto para revelar jovens valores. Hoje, o projeto mantém 49 atletas de todo o país na sua equipe de formação.


Nota do Balaio: Precisa dizer mais alguma coisa? Eu ainda postarei, daqui até sabe-se lá quando este blog estiver de pé, mais motivos pelos quais sou contra a Copa de 2014 e Olimpíadas 2016.

Filme de vampiro fugindo do rótulo atual

Deixa Ela Entrar, filme de terror sueco de 2008 do diretor Tomas Alfredson estreou em circuito não muito grande aqui no Brasil na semana passada e já tem dado o que falar por apreciadores da sétima arte em sua essência e por quem curte um filme de terror que foge do convencional, não compactuando com as última aparições dos dentuços no cinema e nas séries televisivas (como mais recentemente em "Crepúsculo", "True Blood" e em "The Vampire Diaries").

Não é mais novidade para ninguém que a figura enigmática e assustadora dos vampiros atrai o subconsciente humano e mais do que isso, são tratados quase como figura mitológicas nos diversos filmes/seriados disponíveis. Mas quase sempre falta um algo a mais nas obras cinematográficas/televisivas (excepções existem como por exemplo "Entrevista com o Vampiro"). Mas nesta obra sueca o tom que faltava foi encontrado. O filme é muito mais centrado nas relações humanas e no desenvolvimento dos personagens do que propriamente em mostrar presas e ataques "vampíricos" por ai. Deixando esta introdução um pouco de lado, vamos ao filme.

No começo somos apresentados a um garoto de nome Oskar, de aparência frágil e inocente que está sempre recebendo trotes e mals tratos por parte de seus colegas de escola. Além disso, tem os pais separados, e a mãe me parece ausente em grande parte dos acontecimentos narrados no filme. Oskar sempre pensa em revidar e como o faria, mas não tem coragem para tal. Até em virtude deste contexto, o garoto parece não possuir amigos no seu circulo de convivência. Isto muda quando ele vê a chegada de um senhor com uma menina em seu condomínio como um ponto de fuga. É neste ponto que somos apresentados a Eli, a vampira do filme, uma garota da mesma idade dele (aparentemente ao menos) e que tem um comportamento um tanto quanto estranho, pois não sente frio, só pode sair de casa a noite e tem habilidades que uma criança não teria. E o filme se dá com o crescimento do relacionamento entre as duas crianças e o isolamento que este acaba por acarretar a vida de ambos. Mesmo suspeitando da real natureza da garota, Oskar parece não se importar e continua a cultivar cada vez mais os laços de amizade/afeto com ela. E é exatamente esta complexidade dos personagens que faz o filme e não os efeitos especiais ou romances shakespeareanos presentes nos filmes de hoje em dia! Soma-se a tudo narrado até então a maravilhosa fotografia de uma Suécia fria, nevada e de muitos anos atrás e tem-se a exata sensação de como seria a vida na época no país.

Enfim, vale a dica para os aficionados por cinema, para os fãs do gênero terror/vampiros e enfim, quem procura algo fora do olhar hollywoodiano de hoje em dia. E depois, não esqueçam de deixar suas opiniões na caixa de comentários do balaio.

Antigas versões do Homem Morcego em nova tecnologia de alta definição

Esta é para os fãs do Homem Morcego e para amantes de tecnologia em geral:

Chegam ao Blue-ray versões de Batman por Tim Burton, Joel Schumacher e Chris Nolam

CLAUDIO PRANDONI

Da Redação (site UOL)

"Batman: O Cavaleiro das Trevas" marcou o lançamento do filme inspirado no herói das histórias em quadrinhos em formato Blu-ray. Com a consolidação do novo formato e a crescente popularização, a Warner Home Video coloca agora no mercado os outros filmes recentes de Batman em formato de alta definição.

"Batman" e "Batman - O Retorno", de Tim Burton; "Batman Eternamente" e "Batman & Robin", de Joel Schumacher, e "Batman Begins", o primeiro filme de Christopher Nolan sobre o Homem Morcego só agora chegam ao novo formato. A Warner aproveitou a instalação de uma nova fábrica no país para a produção dos discos e a expectativa sobre novidades para um terceiro filme de Nolan para lançá-los.

É uma oportunidade de rever a leitura de cada diretor para o herói de Gotham City e como cada um dos atores escolhidos se saiu na interpretação dele. De Michael Keaton a Christian Bale, só Val Kilmer e George Clooney parecem - ambos da era Schumacher - não fizeram jus à envergadura do uniforme.

Ainda que nem todos eles consigam aproveitar a melhor qualidade de imagem que o Blu-ray permite, cada disco apresenta uma grande quantidade de material extra que oferece detalhes diversos sobre a produção das aventuras do herói. Muitos deles esclarecem pontos obscuros e polêmicos da produção de alguns filmes, como os famosos "mamilos" desenhados no uniforme do Batman interpretado por George Clooney.

Nesses conteúdos extras incluem-se entrevistas com Bob Kane (o criador do Batman), pequenos documentários detalhando a confecção dos uniformes e cenários dos filmes, além de vários videoclipes musicais produzidos especialmente para os longa-metragens do Cavaleiro das Trevas.

sábado, 10 de outubro de 2009

Fantasias Infanto-Juvenis?!


É com certa curiosidade que vi uma notícia nos últimos dois dias: Marge Simpson (sim, a do desenho animado que está completando 20 anos no ar) irá sair semi nua na edição de novembro da Playboy americana!! Tá certo que ela já "fez" um ensaio sensual em 2004 para a revista Maxim, também americana, mas desta vez a idéia é mostrar um pouco mais.

Qual seria a tara por trás de tal publicação? O que faz com que as pessoas comprem a revista, que é claro terá os seus típicos ensaios nus com mulheres " de verdade" terem vontade de ver um algo a mais de Marge Simpson? Ah sim, tem a homenagem aos 20 anos do seriado animado também na história. Mas de qualquer forma, muitos não irão admitir que compraram a revista por causa de Marge e sua bela cabeleira azul!

Segundo informações da midia, Hugh Hefner já estava tentando a façanha a algum tempo e parece ter chegado a um entendimento com os criadores da série e finalmente irá publicar o ensaio. E olha que será a primeira vez que a Playboy dará sua capa a uma personagem cartunesca!

Agora se você estiver a fim de comprar a revista mas estiver envergonhado por achar meio estranho querer ver o nu de um personagem de desenho animado, você sempre pode dizer que comprou a revista por causa das entrevistas (neste caso com o ator Benicio Del Toro) não é mesmo?

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Vampire Diaries Chega ao Brasil!!!

Conforme eu havia adiantado em um post meu anterior (lembre aqui) sobre mais uma série que apostava na invasão vampírica nas telonas e nas telinhas, eis que surge uma boa notícia para os fãs brasileiros: a série vai estrear agora no Brasil. Eu recomendo a quem estiver disposto a acompanhar mais um seriado. Do site Virgula.com.br:

É oficial: filmes/séries sobre vampiros são a nova febre mundial, para quem ainda duvidava.

Prova disso é a nova série The Vampire Diaries, que chega ao Brasil dia 22 de outubro, depois de se provar um estrondoso sucesso nos EUA, com quase 5 milhões de espectadores na frente da TV em seu episódio de estreia.

A série se baseia na obra homônima de L.J. Smith, traduzida no Brasil como Diários do Vampiro. O enredo já é o clichê vampiresco: Elena (Nina Dobrev), uma adolescente bonitinha que acabou de perder os pais em um acidente, se apaixona por um vampiro bonitão, Stefan (Paul Wesley ), que vive o dilema moral de atacar humanos ou não. Só que esse vampiro bonzinho tem um irmão malvado, chamado Damon (interpretado por Ian Somerhalder, o Boone, de Lost), que também é algo apaixonado por Elena, mas sem os entraves morais do irmão.

Tudo isso envolto em muitos takes com direito a corvos, neblina e ações em cemitérios. Um clichê que funciona, apesar de tudo, e com a força de um elenco jovem, quase desconhecido (o que pode aumentar a empatia com o público) e bonito. Destaque para Zach Roerig, que consegue colocar uma boa força dramática em seu papel de Matt, ex-namorado da mocinha, sem cair no lugar-comum do "oh, como eu sofro", mas demonstrando muito só pela expressão do olhar. É um cara a se prestar atenção.

No mais, o mesmo. Podem esperar: essa série vai explodir no Brasil também.