quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Mudanças da fórmula 1 pra 2010

Após a última etapa do mundial, extremamente chata e sem atrativos uma vez que já tínhamos a definição do campeão e estávamos carecas de saber que a Red Bull vinha em melhor momento que a Brawn GP (fazendo com que Vettel fosse o vice campeão e Rubinho o terceiro colocado no mundial de pilotos), tivemos algumas "novidades"que irão movimentar o padock o ano que vem.

Primeiro, antes mesmo do último GP, ou melhor, durante o seu final de semana ficamos sabendo que o sobrenome Senna estará de volta ao grid de largada no ano que vem. Bruno, sobrinho de Ayrton Senna, assinou contrato com a novata Campos. Sendo assim, teremos 3 pilotos brasucas na categoria. Aliás, isto me lembra de outra novidade, não tão nova assim, que ano que vem teremos 4 novas equipes: Campos, Manor, Lotus (se é que podemos chamar de nova) e a USF.

Segundo, as mudanças no calendário da fórmula 1, com a inclusão das provas do Canadá e da Inglaterra além da mudança na ordem das duas últimas corridas do campeonato, fazendo com que Interlagos se torne a última corrida do campeonato ( a meu ver perderemos muito com isso pois teremos então uma prova provavelmente descompromissada com tudo pois até lá é bem provável que tenhamos o campeão definido.

Terceiro, a dança das cadeiras das equipes, onde a mudança mais significativa para nós brasileiros é a assinatura de contrato de Rubens Barrichello com a Willians para a temporada 2010 e com opção de continuidade em 2011. O cara é insistente e diz que mudou pra lá pois era um sonho de criança e terá um carro competitivo. Aliás, a história do carro nos leva a uma nova mudança.

Quarto, os carros sofrerão enormes mudanças na próxima temporada com a mudança na regra com a extinção do reabastecimento. Sendo assim, os carros serão maiores e terão um grande tanque de combustível para rodarem até o final das provas sem problemas. E isto modificará também a etapa de treinos classificatórios, que terão o mínimo de combustível e os pilotos serão mais rápido na definição do pole position. Ponto pra Rubinho que dentre os pilotos atuais da Fórmula 1 já tem experiência com este tipo de situação pois a viveu em 1993 nesta mesma fórmula 1. E mais, as equipes acordaram que não irão utilizar o Kers na temporada que vem, mesmo o equipamento sendo permitido pela FIA e pelo regulamento.

Por último, um anúncio que a meu ver não irá deixar muita saudade: a montadora Toyota anunciou ontem que está deixando a fórmula 1. O único porém desta notícia é o bom piloto japonês Kobayashi que vinha mostrando um excelente desempenho nas ultimas duas corridas do campeonato e que com esta notícia está oficialmente desempregado agora.

Ao que me parece, todas as mudanças, sejam de regras, entradas de novas equipes e pilotos, vem em conjunto com a busca por uma maior emoção e resgate do prestígio da categoria por parte da FIA. Vamos ver se o objetivo será alcançado, pois este ano ao menos tivemos novas equipes bagunçando o coreto e uma das caçulas sendo campeã. E que venha 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário