terça-feira, 6 de março de 2018

Cuvée Jean-Louis Charles de Fère Blanc de Blancs Brut

A história de Charles De Fère é a da conexão de uma família oriunda de Champanhe aos melhores métodos de produção de vinhos espumantes. Nascida em uma família de vinicultores de champanhe há muito estabelecidos, Jean-Louis Denois criou na década de 1980 uma oficina de vinhos espumantes em Fère-en-Tardenois. Sua ideia era elaborar vinhos espumantes excepcionais com base em um know-how herdado de 5 gerações. Navegam com paixão pelos vinhedos franceses em busca dos melhores vinhos do Vale do Loire, Charente, Beaujolais, Languedoc, Gers e Borgonha, terroirs em que selecionam, a cada ano, frutos de uma ótima qualidade para para obter a expressão de gosto fiel ao estilo de Charles de Fère. No espaço de alguns anos, o nome Charles De Fère torna-se uma referência qualitativa para a imprensa e os especialistas e lugares Charles de Fère entre os melhores produtores de vinhos espumantes.


Falando agora do Cuvée Jean-Louis Charles de Fère Blanc de Blancs Brut, podemos ainda afirmar que o vinho espumante é feito a partir das castas Airen, Ugni Blanc, Colombard, Durello e Chardonnay (em proporções variadas para manter o estilo da maison a cada safra) pelo método tradicional, com 9 meses de contato com as leveduras após a segunda fermentação. Vamos as impressões?

Na taça o vinho espumante apresentou coloração amarelo palha brilhante e muito limpido, com uma bela e constante formação de pequeninas borbulhas.

No nariz o vinho espumante apresentou aromas de frutos cítricos e tropicais, toques de mel e de fermento de panificação.

Na boca o vinho espumante se mostrou fresco e cremoso, confirmando tudo que já havia visto no olfato. Final de média para longa duração.

Um gostoso vinho espumante francês que tende a ser um bom companheiro de entradinhas, saladas, comidas mais leves ou uma conversa nestes dias de calor. Eu recomendo a prova. É trazido pelo grupo Oba Hortifruti e vale o quanto custa.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário