segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Cuvée des Drilles 2009

Mais uma vez tenho que começar uma postagem me desculpando por um período de ausência. Sei que meus leitores não são culpados e que eu tenho que me programar melhor para dar continuidade as postagens mas compromissos e viagens profissionais fizeram com que eu me afastasse um pouco do blog. Espero que entendam. 

Bom, de volta ao mundo dos vinhos, este final de semana foi de celebração: voltei de uma viagem proveitosa de trabalho, revi as pessoas que gosto tanto lá como aqui, enfim, muitos motivos para me sentir feliz. E nada melhor do que acompanhar a refeição especial de domingo com um bom vinho. O escolhido desta vez foi um francês simples, porém muito saboroso trazido pela mais do que competente e amplamente discutida aqui, a Cave Jado. Este vinho é oriundo da região francesa de Sud-Ouest, região vizinha a Bordeaux mas que segundo diz a história, mais antiga. É conhecida por possuir vinhas velhas de uvas autóctones francesas e pouco conhecidas/cultivadas fora de lá. Especificamente este vinho pertence a AOC Gaillac e é composto de um corte das uvas 80% Duras, 10% Fer Servadou e 10% Gamay. Sem maiores delongas, vamos as impressões sobre o vinho.


Na taça apresentou uma bonita coloração vermelho violácea de média intensidade, com ligeiro halo aquoso. Lágrimas finas, rápidas e ligeiramente coloridas ajudavam a tingir as paredes da taça.

No nariz apresentou aromas de frutas vermelhas e escuras, toques de especiarias e ligeiro tostado no fundo de taça.

Na boca o vinho apresentou corpo médio, boa acidez e taninos finos e macios. Retrogosto confirma o nariz trazendo muita fruta fresca e toques de especiarias. Final de média duração.

Mais um bom vinho apresentado pela Cave Jado, num bom custo benefício (a nova safra, 2011, está saindo por R$ 59,00). Vinho fresco, alegre, frutado que tende a agradar o paladar até dos pouco iniciados no mundo do vinho. Eu recomendo!

Até o próximo!

Um comentário: