segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Sabor Real Viñas Centenarias 2007

Continuando no velho mundo, cruzando a fronteira da península ibérica, caímos agora na Espanha (mais especificamente na região de Toro), que já teve vinhos degustados e apresentados por aqui em outras oportunidades. Como não deveria deixar de ser, um típico vinho espanhol  é feito com a uva Tempranillo, e isto parece ser levado a um grau extremo neste vinho, que segundo diz o produtor se utiliza de uvas Tempranillo (ou Tinta de Toro, seu "apelido" nesta região) colhidas em vinhas com mais de 100 anos de vida. Além disso tem envelhecimento em carvalho por 12 meses para envelhecimento. Uma curiosidade a mais neste vinho é que apesar de ter um preço bastante razoável para nosso mercado (fora adquirido por R$ 49,00 na Via Vini) o mesmo recebeu 91 pontos do Robert Parker e já foi considerado por ele um bom custo benefício. Não sei se a nota é exagerada, mas o vinho realmente merece o "selo" best buy. Sem mais enrolação, vamos ao vinho.


Na taça, contrapondo a sua idade, o vinho apresentou uma cor rubi violácea bastante intensa e quase intransponível, com ligeiro halo aquoso na borda. Lágrimas finas, lentas e quase sem cor completava o conjunto visual.

No nariz o vinho abriu com notas de frutas vermelhas maduras, tabaco e toque de especiarias deixando o aroma apimentado. Bem exuberante, o vinho ainda apresentou um pouco de chocolate e madeira.

Na boca o vinho era encorpado, tinha uma boa acidez e taninos marcados, presentes e de excelente qualidade. No retrogosto o vinho confirmou o nariz trazendo fruta madura (entrada de boca quase doce) e final apimentado de média para longa duração.

O vinho confirmou as expectativas e é realmente interessante e sem defeitos, para quem gosta de um estilo mais novo mundo ("pancadão"), este vinho irá agradar em cheio. Opulento e carnudo, o vinho realmente enche a boca. Eu recomendo!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário