segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Antichello Bardolino 2011

Fundada em 1811, a empresa vinícola Santa Sofia tem a sua sede e adegas em Pedemonte, ao norte de Verona (Itália), na vila aristocrata projetada por Andrea Palladio no século 16 e conhecida como Villa Sarego. Encontra-se em uma das zonas mais bonitas e temperadas da área de Valpolicella Classica. Em 1967 Giancarlo Begnoni, um enólogo que estudou na prestigiada escola de vinificação em Conegliano Veneto (na província de Treviso) e um grande entusiasta para as técnicas de produção de vinho, assumiu a empresa Santa Sofia, ampliando e melhorando a qualidade de seus produtos graças à introdução de elementos inovadores que combinaram a tradição com a tecnologia moderna. A Santa Sofia se define como uma "pequena empresa, mas que produz grande qualidade". Desde 1996, Villa Santa Sofia foi incluída entre os Sítios do Patrimônio Mundial da UNESCO, juntamente com as outras casas projetadas pelo arquiteto Andrea Palladio.


Falando sobre o Antichello Bardolino 2011, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito a partir das uvas Corvina, Rondinella e Molinara sem passagem por madeira, somente breve passagem de 3 meses em aço inox e depois em garrafa. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração rubi violácea de média intensidade, bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, rápidas e sem cor também se fizeram presentes.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos silvestres, flores e um certo tom de licor ao fundo.

Na boca o vinho tinha corpo médio, taninos finos e boa acidez. O retrogosto confirma o olfato e o final era de média duração.

Uma excelente surpresa este vinho italiano que foi comprado em uma promoção no Pão de Açúcar e que fez muito bonito acompanhando uma pizza marguerita. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário