quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Goedverwacht Crane Red Merlot 2013

Hoje em dia muito se tem batido na tecla de que a uva Merlot pode ser considerada a uva simbolo brasileira, seja por ser largamente plantada ou por uma mera forçação de barra (você decide), embora eu discorde desta afirmação (acho que outras uvas trazem melhores resultados em vinhos tintos por aqui), existem outros lugares que fazem alguns vinhos bacanas com esta casta. E o vinho de hoje, o Goedverwacht Crane Red Merlot 2013, é um exemplo disso. 


Hoje, a Goedverwacht Wine Estate, produtora do vinho em questão, está situada no belo vale a partir do qual a pequena cidade Bonnievale leva seu nome, próximo a parte ocidental da Cidade do Cabo, na África do Sul. O centro de degustação de vinhos foi projetado por Derek Van Zyl e a adega/casa da fazenda recém-construídas se assemelham a um celeiro centenário, renovado com características holandesas da cidade do Cabo, como vigas expostas e acabamentos rústicos. Na década de 1960, Gabriel Hendrik du Toit, um engenheiro civil, seguiu o seu sonho de se tornar um viticultor através da compra de duas fazendas vizinhas, totalizando 70 ha, no belo Breede River Valley, entre Robertson e Bonnievale. Ele acrescentou uma terceira propriedade para começar uma fazenda de gado leiteiro e chamou-lhe Soek Die Geluk, uma vez que ele acreditava firmemente que iria encontrar a felicidade neste empreendimento. Entre 1989 e 2003, Jan du Toit, o atual proprietário, acrescentou mais três fazendas para as propriedades originais e, atualmente, as duas fazendas cobrir um total de 220 ha. Desse total, 180 ha estão sob irrigação.

Já sobre o Goedverwacht Crane Red Merlot 2013, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito com 100% de uvas Merlot e que, curiosamente, passa por estágio em tanque de inox com pedaços de carvalho (chips) por aproximadamente 7 meses até seu engarrafamento. Sem maiores delongas, vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração violácea de grande intensidade com bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, de velocidade moderada e ligeiramente coloridas também se faziam presentes.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos escuros, especiarias e toques de chocolate amargo. Com mais algum tempo em taça foi possível também se sentir notas de café torrado.

Em boca o vinho apresentou corpo médio, boa acidez e taninos macios. O retrogosto confirma o olfato e o final era de média para longa duração.

Outra grata surpresa vinda da África do Sul, tão pouco explorada por nós enófilos brasileiros. As razões são muitas e já bati bastante nesta tecla e por isso nem vale repetir. de qualquer maneira, se estiver buscando boas experiências com vinhos sul africanos, eu recomendo que provem o Goedverwacht Crane Red Merlot 2013. Este é mais um vinho do clube de vinhos da Winelands, o clube que eu assino e recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário