terça-feira, 30 de maio de 2017

Garzón Reserva Cabernet Franc 2015

No último dia 8 de maio, a Bodegas Garzón, em conjunto com a Importadora World Wine, apresentou importante mudança em seus produtos, chegando a 13 rótulos de vinhos, divididos nas linhas Estate, Reserva e Single Vineyard. Os vinhos são elaborados sob a consultoria de Alberto Antonini, uma das maiores referências mundiais em produção de vinhos premium. Trago aqui hoje um dos destaques do evento, em minha opinião, que é o Garzón Reserva Cabernet Franc 2015.


Quando Alejandro Bulgheroni e sua esposa Bettina descobriram Garzón em 1999, viram nele sua “pequena Toscana em Uruguai”, e tiveram um sonho. Um sonho familiar que hoje se fez realidade: Agroland. Assim, entre olivedos e vinhedos, começaram a projetar Bodega Garzón. Os vinhedos da Bodega Garzón estão localizados em uma zona privilegiada do Uruguai, próxima a Punta del Este, La Barra e José Ignacio, o paraíso turístico uruguaio. A proximidade do oceano (18 km) cria também um clima que trás presente uma agradável brisa fresca quase diária, fazendo com que as uvas (principalmente as brancas) amadureçam da melhor forma possível.

Falando agora um pouco mais detalhadamente do Garzón Reserva Cabernet Franc 2015, podemos afirmar que é um vinho que é feito com 100% de uvas Cabernet Franc e que passa por maturação de 6 a 12 meses sobre as suas borras em barricas e bottis de 50 HL de carvalho francês. Vamos então as impressões sobre o vinho?

Na taça o vinho apresentou coloração violácea de grande intensidade com bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, rápidas e ligeiramente coloridas também se faziam notar.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos maduros, especiarias, chocolate, carne defumada e leves toques herbáceos.

Na boca o vinho se mostrou de corpo médio para encorpado, boa acidez e taninos macios. O retrogosto confirma o olfato e o final era de longa duração.

Um belo vinho uruguaio, que mostra como o Uruguay pode ser conhecido muito além da uva Tannat. Eu recomendo a prova, se puderem, provem vinhos diferentes, uvas diferentes sem qualquer preconceito, é isto que faz do vinho um universo tão fascinante.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário