terça-feira, 20 de julho de 2010

La Cave Jado

Essa dica vai para os amantes e apreciadores de vinho em geral e assim como eu achavam que vinho francês de qualidade ainda era quase que proibitivo de se adquirir no Brasil.

Neste final de semana tive a oportunidade de conhecer uma importadora até certo modo modesta (deve ter em seu catálogo pouco mais de 40 rótulos) mas que por outro lado prima pela qualidade de seus vinhos. Como já devem ter percebido pelo título do post, estou falando claro da "La Cave Jado". A importadora é gerida por duas sócias (francesas é óbvio) e que estão em constante busca por pequenos produtores que tragam valor para o catálago da importadora, mas  mais importante: sem o uso de atravessadores/negociadores/etc os preços praticados por elas é o grande atrativo, juntamente com a qualidade dos rótulos é claro. Desta maneira é possível para nós brasileiros experimentarmos excelentes vinhos a prços justos.

Em minha visita fui recebido por uma das donas, a Sra. Jeanne e pelo sommelier Vitor (coincidência não?). Na ocasião, e como acontece invariavelmente aos sábados, existiam dois vinhos para serem degustados: Saint Quinis 2004, um belo e potente tinto de Provence e o Must, outro tinto desta vez do Rhône só que mais sedoso e com final mais elegante. Evidentemente os vinhos mudam a cada final de semana. Além disso, para acompanhar a degustação a opção era um excelente patê de fígado de pato com uma seleção de pães. Tudo ao mesmo tempo muito simples mas deliciosamente caprichado e com muita atenção por parte de ambos. Após um pouco de conversa e de vinho, resolvi adiquirir uma garrafa de cada vinho degustado e uma terceira, a cargo da indicação do sommelier, de um vinho branco. Neste ponto já estava maravilhado e encantado com a possibilidade de enfim, começar a conhecer um pouco mais do berço do vinho no mundo a preços realmente acessíveis. Ao me despedir do pessoal da importadora, só me restou uma única certeza: irei retornar mais vezes com certeza!

Bons goles e muito sucesso ao pessoal da Cave Jado!

Um comentário: