quinta-feira, 16 de setembro de 2010

De herói a vilão e um piscar de olhos

Em pouco menos de um ano o jogador Neymar, do Santos Futebol Clube foi do céu ao inferno. De maior revelação do futebol brasileiro a monstro, pouco mais de onze meses. De dois títulos a irresponsabilidade, uma parada para a copa. O que vem acontecendo com este indivíduo?

Vejam, a história de Neymar não é recente e suas polêmicas se iniciaram ainda quando de sua participação em um jogo válido pelo Campeonato Paulista contra o Corínthians. Com o jogo parado pela marcação de um impedimento, Neymar se aproveitou de um momento de distração do zagueiro Chicão e aplicou-lhe um chapéu sem que a jogada estivesse valendo e tivesse qualquer sentido para a partida. A partir dai, começava a discussão a cerca de Neymar. Desde então desde ser chamado de cai cai, de fazer firulas com a intenção de provocar os adversários até uma proposta milionária para transferência para o futebol inglês lhe aconteceram. Fora feita uma tremenda festa quando o Santos conseguiu montar toda uma engenharia para manter o jogador no país e a partir daí pensava-se que tudo estava resolvido. Até que domingo nova confusão envolvendo o jogador, acusado ainda de desferir jogadas desleais no adversário e provocar-lhes relacionando a montanha de dinheiro que ganha e que isto o faria melhor que os demais. Pura falta de carácter.

O último ato desta novela porém se deu ontem quando proibido de bater um penalti para seu time, Neymar começou a buscar somente jogadas individuais e a fazer firulas e a não tocar a bola para seus companheiros em campo. Quando teve sua atenção chamada pelo capitão, Edu Dracena, e pelo seu treinador, Dorival Jr., profereiu-lhes diversos xingamentos e impropérios, mostrando todo seu destempero e falta de educação. Até o técnico adversário, Renê Simões, macaco velho do futebol se mostrou indgnado com tais atitudes e desaprovou a maneira com que Neymar se dirigiu a companheiros e a seu treinador.

É altamente necessário que orientem este rapaz melhor pois a pessoa ruim que ele está se tornando, esnobe e arrogante, pode sugerir que sua carreira terá vida curta. Ai ainda veem com a velha reclamação de sempre de que é perseguido, de que fazem rodízio para que possam fazer um maior número de faltas por jogo e assim por diante. Mas o que faz do futebol de Neymar diferente do que Ronaldo Fenômeno, Romário, Zico entre outros apresentaram ao longo de suas carreiras? Aliás, eu sei bem a diferença. Estes outros jogadores citados jogaram bola e não ficaram se ligando em suplantar adversários com ofensas, pelo dinheiro ou mesmo pela histeria por se fazerem de vitimas. E mais ainda, estes jogadores mostraram o quanto eram humildes e respeitavam treinadores, companheiros, com raras exceções. E é isso que faz do jogador craque um mito, e é esta  diferença entre nossos grandes craques ao longo do tempo e Neymar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário