quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A sensação de satisfação e a passagem do tempo

Hoje acordei um pouco pensativo. Enquanto dirigia meu carro rumo a São José dos Campos pensava que eu podia me considerar uma pessoa realizada. Sim, após 30 anos bem vividos de minha vida não tenho o porque reclamar de muita coisa. Este post realmente será diferente e vai fugir um pouco da proposta do blog mas enfim, precisava de alguma maneira desbafar.

Como um filme comecei a repassar determinados momentos de minha vida. A infância foi um período muito alegre num pequeno apartamento no bairro da Aclimação. A formação básica veio em uma escolinha da região. Os amigos que praticamente eram irmãos nasceram todos juntos no prédio onde morávamos e por lá vivemos até minha adolescencia. O intercâmbio nos EUA e a oportunidade de estudar e vivenciar outra língua, a qual uso muito até os dias atuais. Oportunidades! A primeira grande mudança: saímos do prédio onde passei 16 anos de minha vida e deixamos pra trás algumas amizades, muitas lembranças. A difícil adaptação ao novo lar. A dificuldade em mudar de escola, tendo então permanecido em uma escola um pouco mais afastada por mero comodismo. A época do vestibular sem nenhuma pressão por parte dos meus pais fez com que eu adiquirisse muito mais responsabilidade sobre minhas escolhas até então.

Quando comecei na faculdade, que alegria! Tudo caminhava bem porém por erros única e exclusivamente meus deixei escapar a oportunidade de continuar e repeti o primeiro ano da faculdade. Que lição! E os anos se seguiram. Mas como nem tudo são rosas, meu pai nos surpreendeu com a notícia de que perdera seu emprego de uma maneira desleal por parte de um de seus superiores. Não tinha problema, cotninuaríamos unidos como família e venceríamos juntos esta barreira. Com os percalços vencidos e o meu primeiro estágio aparecendo, tivemos também a grata notícia de que meu pai conseguira outro emprego. Bola pra frente! Eu mal desconfiava que com o primeiro estágio viria a conhecer a pessoa que vem preenchendo a metade de minha vida até hoje, a Milena. Neste meio tempo, uma decisão meio certa meio errada: eu comprava meu primeiro carro. E a colação de grau estava logo ali. Hora de mais uma grande mudança: emprego na TAM Linhas Aéreas! E a vida profissional tomava um rumo totalmente diferente. Aproveito a oportunidade e ingresso em um curso de pós graduação. Viagens internacionais se tornam mais constantes e tenho oportunidade de conhecer outros países, outras culturas, pessoas diferentes.

Quando eu pensava que me estabilizara em um emprego e que mudanças seriam menos constantes do que eu imaginava eis que a oportunidade de mudança de cidade e de emprego apareceu. Resolvi agarrar a mesma com unhas e dentes! Cá estou até hoje! E com a mudança vários benefícios, qualidade de vida entre eles. Hoje em dia posso dizer que tenho tudo que posso precisar e que faço todas minhas vontades. 

Depois dessa revisitada em minha vida, penso que deveria tecer alguns agradecimentos: principalmente a deus por todas oportunidades que deu a mim e a minha família; a meus pais por todo suporte (leia-se em suporte tudo que deram e fizeram por mim e ainda o fazem até hoje); a Milena por ter me feito conhecer outro lado da vida e me feito feliz; a meu irmão por estar junto em todos os momentos felizes ou não; enfim, agradeço e brindo a vida pois sim, posso dizer que me sinto uma pessoa realizada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário