domingo, 14 de outubro de 2012

Palo Alto Reserva 2009

Eu fico bastante feliz e surpreso quando bebo um vinho de preço bom e que me dá muito prazer. Evidentemente que a situação era mais do que propícia: eu estava junto com meu amor, ela havia preparado um delicioso jantar e enfim, quase podia dizer que estava em família. De qualquer forma, este famoso chileno me surpreendeu de forma muito positiva. 


O nome Palo Alto é um nome popular dado a um tipo de árvore espinhosa nativa do Vale Central  do Chile e dizem os produtores chilenos que, quando num terreno se encontram tais árvores, a probabilidade de se fazer bons vinhos é enorme. Fundada no Vale do Maule em 2006, a vinícola tinha como missão explorar e mostrar ao mundo o melhor que a região poderia representar em termos vitivinícolas. O vinho em questão é um corte de Cabernet Sauvignon (60%), Carmenére (25%) e Syrah (15%) com estágio de 8 meses em carvalho. Vamos ao vinho.

Na taça uma bonita cor violácea brilhante, profunda e quase sem transparência. Lágrimas finas, levemente coloridas e bem rapidinhas completam o conjunto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas vermelhas, especiarias, toques de tabaco e madeira. Boa complexidade pra um vinho desta linha.

Na boca o vinho tinha corpo médio, boa acidez e taninos finos, macios e prontos para o consumo. Retrogosto trazendo frutas e especiarias num final de média duração. Sem amargor final.

Mais um bom vinho, sinônimo de um bom custo x benefício, que eu recomendo mesmo para aqueles recém iniciados no vinho ou que queiram se iniciar, pois irá agradar em cheio. Eu recomendo!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário