quarta-feira, 13 de março de 2013

Alma Negra Pinot Noir 2009

O final de semana foi bem cheio de vinhos, e este foi o escolhido para fechar com chave de ouro o domingo.  O vinho foi um presente que minha noiva me trouxe em sua última viagem a Argentina e nada mais justo do que degusta-lo em sua companhia. Além disso venho percebendo que a parte dos vinhos brancos, seu gosto por vinhos passa pelos vinhos feitos com a uva Pinot Noir (salvo exceções).


Já comentei um pouco sobre o produtor do vinho, Ernesto Catena (relembrem aqui), e por isso não irei me alongar muito. Ao contrário do vinho discutido no post anterior em questão, este vinho é feito com uvas Pinot Noir (sem "mistérios") colhidas manualmente em vinhedos com rendimentos bem limitados e tem cerca de 50% do vinho maturado em barricas de carvalho por aproximadamente 14 meses. Vamos as impressões.

Na taça uma cor rubi translucida e brilhante, com lágrimas finas, rápidas e incolores.

No nariz o vinho abre com aromas de frutos vermelhos bem marcados, seguido por toques florais, madeira e algo de animal que não consegui concluir ao certo o que seria. Tudo muito bem integrado, sem atropelos.

Na boca o vinho tinha um corpo de leve para médio, boa acidez e taninos finos e macios. Retrogosto com muita fruta e um toque de menta. Final de média duração.

Um bom vinho, que consegue aliar potência e elegância, e que vai muito bem sozinho e acompanhando comida. Este o Ernesto Catena acerta em cheio. Eu recomendo.

Até o próximo!

4 comentários:

  1. Quando ela volta pra lá?! hahahaha
    Aceita encomendas??
    AMO Pinot!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jane, não tem data prevista ainda, mas ela deve voltar sim pois faz parte de seu trabalho. Assim que ela estiver com alguma viagem marcada te aviso!
      Beijo

      Excluir
  2. Victor,

    Este na minha opinião é um dos melhores Pinot's da América do Sul.

    Abraço
    Evandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evandro,

      Seguramente dentre os que provei até hoje, é o melhor realmente!

      Abração

      Excluir