segunda-feira, 4 de março de 2013

Altos Del Plata Chardonnay 2011

Mais um final de semana, muito calor e a cozinha disponível para umas "artes"acaba sempre calhando com a escolha de um vinhozinho mais refrescante. E foi assim que o Altos Del Plata Chardonnay 2011 apareceu na história. A idéia era cozinhar um risotto de queijo brie, e como na receita já pede uma xícara de vinho branco, optei por um vinho confiável e a preço acessível. 


A Bodega Terrazas de Los Andes, produtora do vinho em questão, está localizada em Mendoza, na Argentina, famoso oásis de vinhos de nossos hermanos. Esta região é conhecida por seu clima meio desértico, temperaturas amenas durante as noites e vinhedos localizados em grandes altitudes. Situada nesta região, a bodega tem uma história que remete aos anos de 1898, quando a propriedade que no futuro viria a ser restaurada e utilizada no projeto Terrazas de Los Andes nasce fundada por espanhóis. A partir dai e até meados dos anos 60, pouco se sabe da história da bodega quando a gigante francesa Möet & Chandon manda emissários a Mendoza no intuito de pesquisar sobre o potencial vitivinícola da região. E então em 1999 se dá a fundação da Bodega Terrazas de Los Andes e a criação de todas as suas linhas de vinhos de muita qualidade.

A linha Altos Del Plata pode ser considerada a linha de entrada da vinícola, mas nem por isso deixa de ter grande qualidade. Este vinho, por exemplo, tem uvas colhidas a 1200 metros acima do nível do mar e passa por amadurecimento de 6 meses em barricas de carvalho. Possui tero alcoólico de 13,5%. Vamos as impressões.

Na taça o vinho apresentou uma bonita cor amarelo palha com reflexos verdeais, muita transparência e muito brilho. Lágrimas finas, rápidas e incolores também brindavam o aspecto visual.

No nariz aromas de frutas como abacaxi e pêssego, seguidos de notas de baunilha e toques amanteigados. 

Na boca o vinho apresentou corpo leve e uma deliciosa e refrescante acidez. Retrogosto com muita fruta e toques minerais, os quais eu não havia detectado no nariz. Final de média duração.

Mais um bom vinho para o dia a dia, custa aproximadamente 35 reais na  rede Pão de Açúcar e vale cada centavo. Cai como uma luva em dias quentes sozinho, mas foi bem com o nosso risotto de queijo brie. Provem, repitam, vale a pena. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário