segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Qual o limite do atleta?!

Já não é de hoje que os homens buscam quebrar recordes e limites nos esportes, mas qual seria então o limite do ser humano, ou melhor, do atleta, para os esportes?!

Tenho feito esta pergunta pra mim mesmo com uma certa frequência, até por que tenho visto e lido um pouco sobre o assunto em diversos meios de comunicação e mesmo especialistas da área não conseguem entrar em um acordo, pois enquanto uns dizem que os recentes recordes e tempos conseguidos na última olímpiada ou nos últimos campeonatos mundias de natação, por exemplo, estão próximos ou até já atingiram o limite físico dos atletas, outros simplesmente dizem que não existem tais limites e que sempre iremos observar a quedas de recordes mundiais de tempos em tempos.

Este final de semana novamente o assunto veio a tona pois existe um garoto jamaicano (sim garoto pois ele tem somente 22 anos) que tem mostrado não saber o que são limites quando o assunto é a sua prova preferida, os 100 m rasos do atletismo. Sim, estamos falando de Usain Bolt. Mais uma vez, agora no Mundial de Atletismo de Berlim, Bolt querou o recorde mundial da prova dos 100m rasos (que por sinal era seu) e venceu a competição em 9s48, baixando em 0s11 seu recorde anterior e ao fazer isto, mostra que mais uma vez sobrou na prova e parece estar guardando para ir pouco a pouco quebrando recordes atrás de recordes. É impressionante o quanto ele chega na frente dos outros atletas e parece nem estar cansado. Qual seria o limite para baixar seu tempo? Ele mesmo já disse que espera logo estar correndo nos 9s40, coisa que eu simplesmente não duvido. Não entendo de fisiologia nem de preparação esportiva mas até o aspecto físico de bolt não é o usual para provas de velocidade (ele tem quase dois metros de altura) e ainda assim tem colocado outros atletas no bolso.

Todos sabemos que hoje em dia a tecnologia é aliada primordial do esporte e tem ajudado nesta perseguição aos recordes mundiais e tempos nas provas de velocidade, é comum hoje em dia vermos por exemplo sapatilhas de corrida feitas sob medida, maiôs de natação com tecidos de ponta nunca antes imaginados. Além disso, hoje temos uma gama muito ampla de alimentos e suplementos alimentares feitos para maximizar o desempenho do corpo humano na prática esportiva mas até que ponto esta tecnologia fará efeito? Eu sinceramente não consigo imaginar! E vocês, leitores do balaio, tem alguma sugestão? Compartilhem suas opiniões comigo através da caixa de comentários do blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário