segunda-feira, 21 de março de 2011

Reserva Milantino Ancellotta 2005

Este vinho foi uma grata surpresa dentre os vinhos nacionais. Eu tenho lido muito e estou tendendo a concordar que o Brasil deve apostar em uvas pouco cultivadas/conhecidas no restante do mundo, com exceção claro de seu local de origem, para surpreender neste imenso mar de vinhos que temos acesso no mundo inteiro. Vejamos o exemplo da uva ancellotta, oriunda da Itália e usada em cortes e na elaboração do famoso Lambrusco. É claro que os vinhos com ela como atriz principal não são vinhaços, vinhos de guarda nem nada mas fogem do habitual cabernet sauvignon/merlot/malbec novo mundistas e trazem um prazer agradável para quem os consome, ao menos em minha opinião.

A vinícola Milantino por sua vez está localizada no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul – na famosa Serra Gaúcha. A área plantada é de 7 hectáres, sendo cultivadas as seguintes variedades: Cabernet sauvignon, Merlot, Malvasia de Cândia, Ancellotta, Tannat, e Teroldego. Me parece que tem trabalhado em vinhos de muito boa qualidade e que tem tido boa aceitação. Este exemplar me foi indicado pela Dna. Cecília, da loja DO Brasil e ela mais uma vez acertou em cheio. Vamos as impressões.

Na taça apresentou uma coloração rubi bem forte, escura e brilhante com quase nenhuma transparência. Lágrimas abundantes, finas, rápidas e com muita cor. Veja que estamos falando de um vinho 2005 e pelo visto este ainda poderia envelhecer um pouco mais em garrafa sem maiores prejuízos.

No nariz o vinho era exuberante e franco, logo ao abrirmos a garrafa já era possível sentir os aromas de frutas vermelhas frescas, muito herbáceo e ao fundo ainda um pouco de café.

Na boca o vinho tinha taninos finos, elegantes, aveludados, quase doces. Boa acidez, trouxe de volta muita fruta, lembrando quase um chiclé tutti frutti. Final de média persistência com bom extrato.

Um vinho honesto, sincero, entrega o que se propõe e não apresenta defeitos aparentes. Sinceramente, achei muito bom e vale conhecer e ter alguns em casa.

Saúde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário