segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Château Taffard de Blaignan Cru Bourgeois 2014

A Vignobles Roux, produtora do vinho de hoje, está localizada no coração de Bordeaux, em meio as prestigiadas vinhas de Saint Emillion e Sauternes, na França. Desde os anos 2000, a produtora tem se beneficiado do savoir-faire de cinco gerações de uma mesma família assim como das mais modernas técnicas de produção, produzindo rótulos que expressam o melhor do terroir. A Vignobles Roux enquanto produtora, compreende 4 chateaus que oferecem uma boa gama de vinhos, desde os mais simples a alguns mais elaborados. Mas foi só em 2013 que Roman Roux adiquiriu o Château Taffard de Blaignan, que tinha alcançado o status de Cru Bourgeois. Hoje a vinícola possui ainda produção de vinhos no sul da França e em Champagne.


Sobre o conceito de Cru Bourgeois, em suma, podemos dizer que é uma classificação de vinhos dentro da apelação Medoc, agrupando-os em três níveis: Cru Bourgeois Exceptionnel (CBE), Cru Bourgeois Supérieur (CBS) e Cru Bourgeois (CB). Os Cru Bourgeois sofrem periodicamente uma reclassificação. Esses vinhos normalmente tem um bom custo benefício, comparados aos vinhos mais tops de Bordeaux.

Finalmente, falando sobre o Château Taffard de Blaignan Cru Bourgeois 2014, podemos dizer que o vinho é um blend de Cabernet Sauvignon e Merlot com um pouco de Petit Verdot na composição. Passa 12 meses em carvalho para envelhecimento. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração rubi violácea de média para grande intensidade com bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, distantes umas das outras, em pouca quantidade e quase sem cor também se faziam notar.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos e escuros secos, algo de flores e especiarias. Com certo tempo em taça surgem notas de alcaçuz. 

Na boca o vinho apresentou corpo médio para encorpado, taninos macios e redondos além de uma gostosa acidez. O retrogosto confirmou o olfato e o final era de longa duração.

Um ótimo vinho de Bordeaux com um excelente custo benefício associado. Nota mental: provar mais vinhos dentro desta classificação. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário