terça-feira, 15 de junho de 2010

E o sofrimento começou..

E alguém ainda duvidava que a Copa seria um teste de paciência pros brasileiros? E não é que a primeira partida, apesar da vitória por 2 x 1, nos confirmou a tese?

O que se pode ver foi uma seleção extremamente burocrática, sem variações táticas e sem a mínima criatividade. Os jogadores pareciam se esconder atrás de seus marcadores e a sensação de que teríamos mais um empate sem graça era cada vez maior. Eis que quando a seleção ousou um pouco mais, sairam os gols. E olha que foram de um lateral e de um volante. 

Kaká não foi nem um arremedo do jogador que ele sempre mostrou nas épocas de Milan, talvez prejudicado ainda por uma contusão no púbis ou mesmo pela falta de ritmo resultante de uma fraca temporada pelo Real Madrid devido a contusões, como a do púbis mesmo. Luís Fabiano demonstrou muita irritabilidade, falta de segurança e o temperamento que o marcou negativamente em seu começo de carreira na Ponte Preta e no São Paulo. O que dizer de Felipe Melo? Aliás, ele foi o que é na verdade: extremamente fraco técnicamente!

Com as modificações do pseudo técnico Dunga, a seleção esboçou um melhor futebol mas que acabou ofuscado por um gol em uma falha da até então "perfeita" zaga brasileira. Acho que fora apenas a segunda bola que foi em direção ao gol do Brasil, onde Júlio Cesar fora apenas um mero expectador da partida. Mas foi pouco para quem ainda sonha em ser campeão do mundo.

E que venha Costa do Marfim no domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário