domingo, 27 de novembro de 2011

Viagem a Bento Gonçalves (Vale dos Vinhedos) - Casa Valduga

De repente a brincadeira se tornara mais séria e era hora de visitar uma das maiores vinícolas nacionais presentes no Vale dos Vinhedos, a Casa Valduga. Logo na entrada e a primeira vista, a estrutura e preparo para a recepção dos turistas é incrível: tours pela unidade de produção de espumantes, restaurantes, pousadas, loja de produtos, etc. Apesar de tudo ser muito profissional, não sei se foi a guia de nossa tour, a Amanda, mas a idéia é aproximar os turistas da vinícola.



O tour pela planta se inicia com um pequeno video institucional contando um pouco mais da história da vinícola, da família, a dedicação com que tentam atingir padrão internacional e por ai vai. Logo depois somos conduzidos pela simpática Amanda, nossa guia, as caves onde os vinhos descansam em suas garrafas. Lá ela nos conta um pouco da história da vinificação, desde o plantio até a colheita, seleção, fermentação, etc. Conhecemos também a linha de engarrafamento da vinícola. Finalmente chegamos ao local onde os espumantes passam pelo processo de remuage e depois descansam em garrafa e depois vão ao mercado e por último temos uma visita a parrerais de uvas americanas e viníferas, para vê-las em pleno crescimento.

  

A degustação se inicia com dois espumantes e um vinho branco ainda nas caves de espumantes. O destaque aqui obviamente se deu aos espumantes, principalmente ao da linha premium brut, com perlage consistente, bons aromas e final longo e macio. Continuamos andando pela estrutura da vinícola e fomos a um deck onde seriamos apresentados a alguns vinhos tintos da casa também. Aqui uma grata surpresa, um malbec da linha Mvndus, linha esta que a vinícola produz em outros países (este no caso é n Argentina) mas que não tem aquelas características tão marcantes dos vinhos produzidos pelos hermanos, tinha bastante fruta, alguma coisa e madeira, boa acidez e taninos finos, mas tudo bem integrado e sem aquele exagero. Apesar de provavelmente ser de uma linha um pouco mais intermediária, sem saber seu preço, eu acredito que é um bom vinho para o dia a dia. E assim encerrávamos nosso tour pela loja da vinícola após quase 1:30h dentro de suas instalações e com um brinde: a taça personalizada com o nome da vinícola entalhado era nosso e ainda fora cuidadosamente embalado para enfrentar o avião na volta.


Se estiver em Bento Gonçalves e região visitando vinícolas, este com certeza é um passeio que você não deve perder. E continuávamos nossa viagem. Fiquem conosco.

Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário