terça-feira, 4 de setembro de 2012

Quais fatores afetam os preços dos vinhos?

Estava lendo a coluna de perguntas e respostas do site da WineSpectator quando me deparei sobre uma discussão sobre esse assunto e resolvi compartilhar com vocês pra discutirmos o assunto. Tirando o fato do mercado brasileiro ser bem peculiar, carregar um ônus enorme de impostos e taxas, falta de incentivo, etc, quais seriam os fatores que encarecem (ou não) os preços do precioso líquido de Baco que tanto apreciamos? Vejam o que o colunista do site disse a respeito:

"Primeiro, há uma grande variação nos preços das uvas, barris, vinificação e embalagens. Alguns vinhedos são cultivadas para ter rendimentos muito mais elevados do que os outros, colheita a máquina é mais barata do que colheita manual, e se você não quiser arcar com os custos de barris de carvalho, você pode usar chips de carvalho, mais acessíveis.

Fora dos custos reais de se fazer um vinho, o preço às vezes é definido pelo valor percebido. Alguns vinhos são precificados num máximo o qual o mercado irá suportar. E alguns amantes do vinho estão dispostos a pagar mais por uma garrafa de vinho, porque eles estão inseridos no conceito e na expressão de garrafas particulares. Você pode usar este mesmo argumento sobre carros caros, sapatos, móveis ou arte. Em algum nível você está pagando pelos componentes de maior qualidade, mas você também está pagando pela propriedade intelectual e pelo design que faz um produto ser mais valioso em sua mente do que o outro".

Sinceramente eu tenho que concordar com o colunista, pois o vinho assim como outros artigos acaba se tornando objeto de desejo e a famosa lei da oferta e procura entra em jogo. E como eu disse no começo, o Brasil tem um mercado ainda mais peculiar, e muitos outros fatores causam maior ou menor influencia sobre o preço ao consumidor do vinho. Depois de ler o artigo, o que vocês leitores acham do assunto? Concordam com as colocações do colunista? Tem algo a acrescentar? Conto com a sua ajuda!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário