sábado, 16 de novembro de 2013

Um estilo, duas cervejas: Karavelle Weiss & Los Dias Golden Ale

Não sendo profundo conhecedor de cervejas, tenho tido algumas aulas com um amigo que conheci em São José dos Campos e que possui um empório de cervejas artesanais/gourmet (o Celso, beer sommelier do Empório Hopfields). Dia desses atrás estive no empório procurando uma cerveja para aplacar o calor e ele me sugeriu uma cerveja que embora não indicasse claramente no nome, era uma Weissbier "disfarçada", a cerveja Los Dias Golden Ale. Como tenho tomado algumas dessas cervejas ultimamente e curtido, resolvi apostar. E comparando esta cerveja com uma outra que tomei recentemente, a Karavelle Weiss, resolvi comentar por aqui as diferenças que senti e o que achei de ambas.

Pausa para explicar: Weissbier é uma cerveja feita a base de trigo e característica do sul da Alemanha, região da Baviera. Normalmente seguem um padrão de fabricação criado pelos bávaros. São cervejas claras e opacas, onde sobressai o trigo com o qual foram produzidas, bem como sabores frutados (banana e maça), cravo e florais. Bastante refrescantes e de graduação alcoólica moderada (entre 5 e 6%), são opacas e normalmente não filtradas. Produzem, em geral, um creme denso e persistente (retirado do site www.brejas.com.br). Dito isso, vamos as impressões sobre ambas.


A Karavelle Weissbier me pareceu uma típica Weissbier, já copo mostrando aquela cor amarelo opaco e turvo, creme denso e espesso com aromas de banana e especiarias doces como cravo, por exemplo. Já na boca um corpo médio, pouco amargor e muito refrescante. Possui teor alcoólico ao redor dos 5%. É produzida de forma quase industrial nos dias de hoje e não se encaixa mais no rótulo de cervejas artesanais, mas ainda produz cervejas de qualidade muito superior as mais antigas do nosso mercado.


De outro lado tinha a Los Dias Golden Ale, que apesar de ser chamada desta forma é também uma Weissbier só que puxando para um estilo American Wheat Beer, onde desde sua coloração amarelo mais acobreada e quase sem turbidez até seus aromas mais cítricos e frutados, diferia em mundo da cerveja do parágrafo anterior. Era também bastante refrescante e tinha um amargor final um pouco mais pronunciado que a anterior. Esta cerveja é produzida na região do Vale do Paraíba, mais especificamente em Taubaté na cervejaria de mesmo nome, Los Dias. Também possui teor alcoólico em torno dos 5%.

Ficam ai duas dicas interessantes de cervejas nacionais que, mesmo sendo do mesmo tipo, diferem bastante no paladar e no prazer em se degustar. Se tivesse que apostar em uma das duas, ficaria com a Karavelle pois faz mais o meu estilo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário