quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Palacios Reales Espumoso Brut: Borbulhas espanholas para a #CBE

E chegamos àquele dia que sempre esperamos com entusiasmo todos os meses, que é o primeiro dia do mês quando os membros da #CBE - Confraria Brasileira de Enoblogs - numa gostosa brincadeira postam todos sobre um mesmo tema, relacionado ao vinho evidentemente. Neste mês, vejam só, corríamos o risco de ficar sem tema dada as atribulações que nossas vidas cotidianas nos levam mas eis que, de maneira salvadora, a Ale Esteves, também conhecida sobre a alcunha de Dama do Vinho (http://www.alessandraesteves.com/), propôs um tema que veio a calhar: vinho espumante... uma boa desculpa para abrir e comemorar, mas também porque o calorão suplica. E como por aqui o lema é desafio proposto, desafio aceito, fomos de Palacios Reales Espumoso Brut.


A Bodegas Verduguez, produtora do vinho espumante em questão, é uma empresa familiar (atualmente na quarta geração), na cidade de Villanueva de Alcardete, na parte oriental da província de Toledo, na fronteira com a província de Cuenca. A Bodega está registrada no Conselho Regulador da DO La Mancha que apoia e destaca a alta qualidade de seus vinhos. A adega atual foi fundada no mesmo ano em que foi construída, 1950, só que com outro nome. A partir de 1994 o atual presidente, Miguel Angel Verduguez Morata, num claro compromisso com a qualidade, começou a mudar a produção de vinhos tintos e brancos, e ao invés de vendê-los a granel, passou para o desenvolvimento de vinhos varietais puros com a preparação e caracterização necessária para atender às necessidades do mercado.

Sobre o Palacios Reales Espumoso Brut, podemos acrescentar ainda que foi elaborado com uvas autóctones espanholas Macabeo e Airén, além disso, o método de produção utilizado foi o mesmo empregado nos Champagnes, ou seja, método Tradicional ou Champegnoise. Vamos as impressões?

Na taça o vinho espumante apresentou uma bonita coloração amarelo palha com reflexos tendendo ao dourado, muito brilhante e limpida. A formação de perlage é intensa e constante, formando boa coroa de pequenas borbulhas na taça. 

No nariz o vinho espumante apresentou aromas de frutos cítricos e tropicais (destaques para limão siciliano e pêssego), toques de panificação e algo de mel ao fundo.

Na boca o vinho espumante se mostrou muito cremoso, fresco e com um bom corpo. O retrogosto confirma o olfato e o final era longo e saboroso. 

Mais um belo vinho espumante degustado por aqui, que a meu ver é um coringão e vai com quase qualquer tipo de prato. Eu recomendo a prova. O Palacios Reales Espumoso Brut é mais um vinho do clube de vinhos da Winelands, o clube que eu assino e recomendo. E assim concluímos mais uma tarefa para a #CBE - Confraria Brasileira de Enoblogs.

Até o próximo!

2 comentários:

  1. Gostei da dica, Victor. Espumante com Airen eu nunca provei. Obrigada pelas palavras também!
    Abraço,

    Ale Esteves
    www.alessandraesteves.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita! Prove o vinho e depois me diga o que achou. Quanto as palavras, não querendo ser piegas mas já sendo, você sabe que a admiro e que você é sempre um exemplo!
      Beijos

      Excluir