quarta-feira, 26 de março de 2014

Salton Talento 2009 & Salton Intenso Merlot 2010

Ontem foi mais um dia de Winebar e portanto, mais um dia de degustação de vinhos bacanas, trocar idéias com pessoas diferentes de vários lugares deste Brasil e é claro, aprender mais sobre vinhos, neste caso sobre vinhos brasileiros e sobre a Vinícola Salton. Como já disse em post anterior, este Winebar também era comemorativo para a Salton, que fazia festa para os 10 anos do lançamento de seu vinho ícone, o Salton Talento. Embora tenham sido degustados 3 vinhos durante o programa de ontem, falaremos aqui dos dois que conseguimos provar a tempo da degustação.

A Vinícola Salton é uma gigante do vinho no mercado nacional e tem uma vasta gama de produtos. Sua história é muito conhecida e amplamente difundida por aqui pois já passa dos 100 anos. Segundo o site do próprio produtor: "Essa história começa na Itália, em 1878, quando Antonio Domenico Salton partiu da cidade de Cison di Valmarino, na região do Vêneto, à procura de oportunidades melhores no Brasil. Um século depois, a Salton é reconhecida como uma das principais vinícolas do país. Na extensa lista de conquistas destes maios de 100 anos de história comemora o fato de ser familiar e 100% brasileira. Com a terceira geração à frente da empresa, tanto na Unidade em Bento Gonçalves quanto em São Paulo, revela em seus quadros a quarta geração Salton, que promete o mesmo empenho e dedicação com que a empresa foi comandada até agora".


O primeiro vinho degustado foi o Salton Talento 2009. Apesar de já te-lo provado em outras ocasiões, desta vez com mais conhecimento e "litragem", pude entende-lo de uma maneira mais clara. Este vinho é um corte de três uvas, Cabernet Sauvignon, Merlot e Tannat dos melhores vinhedos da vinícola em duas regiões do sul do Brasil. Depois do suco fermentado estar pronto, vai para as barricas de carvalho francês novas por 12 meses onde amadurece e ganha complexidade. Por fim, descansa por 12 meses em garrafa antes de ser liberado para o mercado. O resultado é, segundo nossa avaliação, um vinho de cor rubi violácea de grande intensidade com alguns reflexos granada. Lágrimas finas, ligeiramente mais "lerdas" e espaçadas na taça. No nariz, aromas de frutas vermelhas maduras, chocolate, tabaco, couro e toques de especiarias (pimenta). Em boca um vinho de corpo médio para encorpado, boa acidez e taninos macios, redondos e prontos pra beber. Retrogosto confirma o olfato em um final de longa duração. Um grande vinho brasileiro, foi acompanhado por um risoto de tomates secos com parmesão e um bife ancho grelhado. Combinação nota dez, eu recomendo!


E finalmente o último vinho que iremos comentar por aqui hoje é o Salton Intenso Merlot 2010. Este vinho faz parte de uma linha um pouco mais recente da vinícola, mas que entra em uma posição intermediária por assim se dizer. Feito com 100% de uvas Merlot, o vinho passa por 6 meses em barricas de carvalho e mais 6 meses de envelhecimento em garrafa, antes de ir para o mercado. Como resultado, segundo nossa avaliação, um vinho de cor violácea de grande intensidade, lágrimas finas e ligeiramente coloridas. Aromas de frutos negros, especiarias, toques herbáceos e madeira. Em boca um vinho de corpo médio, boa acidez e taninos finos e macios. Retrogosto confirma o olfato, final de média para longa duração. Mais um bom vinho desta linha que, pelo preço sugerido (ao redor dos 30 dinheiros), é uma ótima opção para o dia a dia. Este foi escoltado por um excelente Coq au Vin que se não foi o casamento perfeito, andaram lado a lado sempre em frente. Eu também recomendo.

E assim foi mais um Winebar com parceria da Vinícola Salton. Grandes vinhos, boas notícias da vitivinicultura nacional e claro, muito aprendizado com a galera que sempre está presente. Honrados por estarmos dentro deste seleto grupo que participa destas degustações, deixamos os agradecimentos aos organizadores e a próprio Salton e nos despedimos por aqui.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário