quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Conte di Monforte Negroamaro IGT Puglia 2013

Quanto mais eu bebo vinhos italianos mais eu chego a conclusão de que eu gosto muito daquele país e que menos eu sei sobre seus costumes, regiões, e claro, seus vinhos. Mas aí é que reside a graça de beber e degustar para conhecer. Hoje vamos a região Sul da Itália, mais precisamente a Puglia. A Puglia é uma área ideal para o cultivo de uvas, com temperaturas médias de cerca de 17,5 ° e com precipitação média anual inferior a 500 mm, com chuvas raras de alta intensidade, concentradas no período entre outubro e março, ainda durante o ciclo da videira. Os ventos, principalmente sudeste e norte, têm alta intensidade e uma distribuição uniforme. Seu solo vermelho, especialmente argila e calcário, garante também muita riqueza e estrutura aromática aos vinhos.


A Vinícola Conte di Monforte foi fundada em 1929 e é a ponte ideal entre o DOC e o IGT na região, no sul da Itália (sabe ali no saltinho da bota?). Uma casa dedicada à produção de vinhos de alta qualidade à todos os amantes do bom gosto e estilo moderno. Por esta razão, Conte di Monforte interpreta inovando as mais prestigiadas DOC e IGT na região, aumentando o frescor e o prazer de beber, para trazer sabores únicos.

Já falando especificamente do vinho alvo do post de hoje, o Conte di Monforte Negroamaro IGT Puglia 2013, podemos ainda acrescentar que é um vinho feito com uvas 100% Negroamaro com passagem de seis meses por barricas de carvalho. Vamos as impressões?

Na taça o vinho mostrou uma coloração rubi violácea de média intensidade, bom brilho e limpidez. Lágrimas finas, rápidas e ligeiramente coloridas compunham ainda o conjunto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas vermelhas bem maduras, algo de especiarias e leve toque de tabaco.

Na boca o vinho se mostrou com médio corpo, boa acidez e taninos marcados e presentes. O retrogosto confirma o olfato e adiciona uma nuance de ervas, tipo infusão, não detectada no nariz. O final era de média duração.

Me parece ser uma boa opção de vinho italiano para quem não conhece, uma uva nativa/autóctone da região e que, mostrou bom custo benefício. Recomendo que provem.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário