sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Hidalgo Castilla Verdejo 2014: A saga do vinho branco versus o calor continua

Continuando na onda branca (vinhos brancos) aqui no blog, afinal com esse calorão me sinto estimulado a consumir tais vinhos, viajamos diretamente para a Espanha. E encontramos uma casta que apesar de ter sua fama pelas terras de lá, eu percebi que pouco consumi até então. Hora de virar o jogo e comentar sobre o Hidalgo Castilla Verdejo 2014. Nota mental: consumir mais vinhos brancos, mesmo no inverno ou em temperaturas mais amenas, pois eles também guardam boas surpresas e prazer.


A Bodegas Verduguez, produtora do vinho, é uma empresa familiar (atualmente na quarta geração), na cidade de Villanueva de Alcardete, na parte oriental da província de Toledo, na fronteira com a província de Cuenca. A Bodega está registrada no Conselho Regulador da DO La Mancha que apoia e destaca a alta qualidade de seus vinhos. A adega atual foi fundada no mesmo ano em que foi construída, 1950, só que com outro nome. A partir de 1994 o atual presidente, Miguel Angel Verduguez Morata, num claro compromisso com a qualidade, começou a mudar a produção de vinhos tintos e brancos, e ao invés de vendê-los a granel, passou para o desenvolvimento de vinhos varietais puros com a preparação e caracterização necessária para atender às necessidades do mercado.

Sobre o Hidalgo Castilla Verdejo 2014, podemos acrescentar que faz parte da seleta gama de vinhos especiais da vinícola e que é feito com 100% de uvas Verdejo sem estágio em barricas de madeira. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma bonita coloração amarelo palha com reflexos ainda esverdeados e joviais. Lágrimas de médio volume e de velocidade moderada também se faziam notar.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos cítricos, frutos tropicais como maçã verde e pêssego e toque florais. 

Na boca o vinho se mostrou de corpo médio com uma acidez ligeiramente pronunciada. O retrogosto confirma o olfato e adiciona uma nuance mineral e herbácea ao vinho.

Um vinho jovem, simples e bem fácil de beber, daqueles que quando você percebe, a garrafa secou. Eu recomendo a prova. Este é mais um vinho do clube de vinhos da Winelands, o clube que eu assino e recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário