segunda-feira, 23 de junho de 2014

Lovico Gamza Reserve 2009: Muita história na taça!

Não é sempre que conseguimos provar iguarias e bebidas que nos remetem a nossos antepassados e quando isso acontece, é um momento especial. Para quem não sabe, tenho antepassados do leste europeu, mais especificamente da Bulgária e Romênia. E qual não foi minha surpresa quando, ao receber minha remessa da Winelands Clube do Vinho deste mês, me deparei com vinhos oriundos da Bulgária. Sim caríssimo leitor, vinhos raros de se encontrar por aqui e diferentes do que estamos acostumados. E resolvi ainda compartilhar com vocês este fato hoje aqui com os relatos sobre Lovico Gamza Reserve 2009.


O vinho é produzido pela Vinícola Lovico Suhindol, na região de Suhindol, especificamente ao norte dos pés do montes das Balcãs e na parte sul da Planície do Danúbio, na Bulgária. O terreno é do tipo planície -montanhosa simples, com superfícies polifaciais e exposição do sudeste e do leste do sul, com inclinação de 2 a 6 graus e altitudes de 230-350 metros acima do nível do mar. Em termos de clima, esta região é abrangida pelo domínio climático continental europeu. A Vinícola Lovico Suhindol possui cerca de 300 hectares de vinhedos próprios na região, dentre os quais se destacam as castas Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay, Mavrud, Syrah, Cabernet Franc, Muscat, Sauvignon Blanc, entre outras, bem como a Gamza - uma casta emblemática autóctone do país. Foi fundada em 1909 e é uma das mais antigas do país além de ser um dos principais exportadores de vinhos da Bulgária, com a história das exportações datando desde 1914 e com destinos em mais de 40 países em 5 continentes. Hoje a vinícola é um dos principais nomes na indústria produtora de vinho da Bulgária. A implementação de métodos de vinificação moderna, aliada à tradição e experiência de mais de 100 anos de prática de negócios, garantem a criação de vinhos com o verdadeiro caráter búlgaro e de muita qualidade. Sobre o vinho, o Lovico Gamza Reserve 2009, não resta muito a dizer a não ser que é feito com 100% de uvas Gamza e que passa 6 meses em carvalho para amadurecimento. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi de média para grande intensidade com toques granada. Lágrimas finas, rápidas, em grande quantidade e incolores também compunham o conjunto visual. 

No nariz o vinho mostrou aromas de frutos vermelhos maduros com leve balsâmico de fundo. 

Na boca o vinho apresentou taninos finos, macios e redondos com uma boa acidez e corpo médio. Retrogosto confirma o olfato. Final de média duração.

Um vinho no mínimo diferente, evoluido e que agrada paladares um pouco mais exigentes e acostumados com o mundo do vinho. Vale conhecer e provar. Eu recomendo um tempo de aeração prévio ao consumo. 

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário