terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Domínio Vicari Merlot 2009: Descobrindo novos horizontes!

Confesso a vocês, prezados leitores, de que tenho pouco ou nenhum conhecimento quando falamos de vinhos naturais, biodinâmicos e naturais. E estou começando agora a prova-los e entende-los um pouco, portanto já peço desculpas caso cometa algum equívoco. Eu acho, e essa é apenas minha opinião, de que você precisa ter uma certa litragem pra se enveredar por este caminho que está tão em voga hoje em dia. E vou falar hoje sobre um destes vinhos, o Domínio Vicari Merlot 2009.


Esse vinho é feito num estilo próximo ao verdadeiro sentido de vinhos de boutique, de autor: na garagem da casa da Lizete Vicari, conhecida como a Dama do Vinho, e seu filho, o enólogo José Augusto Vicari Fasolo na Praia do Rosa, uma das mais belas de Santa Catarina. As uvas, no entanto, vem de Monte Belo, no Rio Grande do Sul. Estes vinhos são feito da forma mais natural possível,com altas doses de paixão e mínima intervenção: sem conservantes, filtragem ou adição de leveduras (utiliza apenas as da própria uva). Para expressar melhor ainda seu lugar de origem, Lizete e seu filho optaram por não passar o vinho em madeira. Sobre o vinho, o que acrescentar que somente ser feito com uvas 100% Merlot? Ah claro, importante dizer que atinge 11% de graduação alcoólica. Vamos as impressões.

Na taça o vinho apresentou um bonita e brilhantes cor rubi violácea de média intensidade, com algum brilho e alguma transparência. Lágrimas finas, rápidas e incolores.

No nariz o vinho mostrou aromas de frutos vermelhos, flores, toques terrosos e oxidativos. Tudo muito franco e direto.

Na boca um vinho de corpo leve para médio, acidez na medida e taninos finos. Retrogosto confirma o olfato e o final é de média duração. 

Um vinho diferente, leve e pronto para se beber. Continuo com minha opinião de que é preciso ter um pouco de litragem antes de se aventurar por vinhos naturais mas, me pareceu que este agradará até mesmo pessoas menos experientes. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário