segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Enoteca Saint Vin Saint & Domaine Pierre Gaillard Syrah 2009

Se existia um restaurante que eu tinha muita vontade de conhecer, esse com certeza era a Enoteca Saint Vin Saint, em Sampa, por tudo que já ouvira falar a respeito e por admirar mesmo que a distância (pelas redes sociais em suma) o trabalho de seus proprietários, Lis Cereja e seu marido Ramatis Russo. Tinha por que sábado foi dia de conhecer o local na companhia da minha esposa.


A Enoteca Saint Vin Saint é um bistrô em sua essência. Tem um ambiente intimista e acolhedor, com um atendimento quase que personalizado e muito atencioso. A comida é o que podemos chamar de confort food, tudo muito bem preparado e que trás no aroma a lembrança do aconchego do lar. Além disso, é um bistrô onde tudo é orgânico ou natural, desde os ingredientes dos pratos, passando pelos temperos e os vinhos. A carta de vinhos aliás surpreende por ser bem recheada e principalmente com vinhos que eu tive pouco ou nenhum contato ainda. A Lis é formada em Nutrição e Gastronomia além de apaixonada por vinhos ao passo que Ramatis tem uma extensa experiência em como gerir o salão, e hoje aplica tal experiência no seu negócio. Ah, ambos tem formação de sommellerie também.
 

Desde o primeiro contato com o lugar pudemos nos sentir especiais. Desde a atenção do garçom cujo nome me falha a memória agora, ao sommelier Leonardo. Este aliás foi um verdadeiro amigo na escolha do vinho, explicou tudo que eu perguntei e não tive dúvidas, fui de Domaine Pierre Gaillard Syrah 2009. Depois falo dele. Seguindo também uma dica do garçom optei pelo Entrecôte c/ saladinha e chips de batata e minha esposa optou pelo clássico da casa: um sublime Risoto de boeuf bourguignon. O Entrecôte estava perfeito, incrível e no ponto mais lindo (perfeitamente assado por fora e rosa no interior) ao passo que o risoto é feito com a tradicional receita de carne no Pinot Noir mas que conta com o plus do arroz al dente extremamente bem preparado. Delicioso! Para a sobremesa depois de conversar um pouco com o pessoal da casa optamos pelos churros caseiros com caldas bêbadas de nutela com Porto e doce de leite com Jerez que foram um espetáculo a parte e quase nos fez comer de joelhos. Pra fechar, ainda provei o famoso "café do Jacú", onde o grão do café é ingerido pela ave mas não digerido, é eliminado junto as fezes do animal, que é tratada e o grão segue o curso normal para a elaboração do café. Com esta incrível refeição, não poderia deixar de falar do vinho que escolhi, certo?


A vinificação sempre foi a grande paixão de Pierre Gaillard. Com 12 anos, seu pai vivia a procurá-lo entre as vinhas perto de sua casa. Começou seus estudos sobre vinicultura e enologia em Beaune, e em seguida, em Montpellier. Sua primeira experiência de trabalho foi como gerente de vinha de uma grande propriedade em Côte-Rôtie. Em 1981, comprou o seu primeiro pedaço de terra em Saint Joseph. Foi lá que reviveu o “Clos de Cuminaille”, um vinho antigo da época romana. Depois da experiência de sucesso, Pierre expande seus domínios a Madeloc e, em 2007, cria o Domaine Cottebrune, em Faugère, Languedoc. Com uma filosofia de respeito à uva, “matéria-prima” dos vinhos, os “domaines” de Pierre somam hoje 77 hectares em três regiões diferentes: Malleval, Cottebrune e Madeloc. Sobre o Domaine Pierre Gaillard Syrah 2009 basta acrescentarmos que é um vinho 100% Syrah que passa por 6 meses em barricas. Vamos as impressões?


Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi violácea de média para grande intensidade, razoável brilho e pouca transparência. Lágrimas finas, rápidas e ligeiramente coloridas também faziam parte do conjunto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos maduros, especiarias e leve tostado. 

Na boca o vinho mostrou médio corpo, boa acidez e taninos finos e macios. Retrogosto confirma o olfato e o final é de longa duração.

Sinceramente, nem tenho muito mais a dizer. O vinho casou bem com a comida e tudo foi incrível nesta noite de sábado com a pessoa que eu amo. Eu recomendo a visita. Esta com certeza foi a primeira de muitas outras vezes que iremos aparecer por lá.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário