sexta-feira, 24 de abril de 2015

Vinícola Perini e sua linha de vinhos na #Expovinis

Eu sei que eu tenho muito material pra publicar por aqui mas, aos poucos vou tentando colocar a casa em ordem. E com toda a agitação da semana com o Encontro de Vinhos e com a Expovinis, fica tudo mais difícil. E por falar em Expovinis, estive no stand da Vinícola Perini, e é sobre eles que quero falar um pouco hoje.


Os imigrantes Antonio e Giuseppe Perini chegavam ao Brasil trazendo da Itália a arte de transformar a uva em vinho há mais de 130 anos atrás, no entanto, a produção vinícola teve início mais tarde, com João Perini em 1928, quando a partir daí começou a expansão e, gradativamente, o aprimoramento do processo de elaboração em todos os aspectos, desde o cultivo de novas variedades viníferas até o produto final. Foi em 1970 que Benildo Perini, neto de Giuseppe e atual diretor da vinícola, iniciou a transformação do pequeno empreendimento familiar em empresa, engarrafando seu vinho com a marca Jota Pe em homenagem ao seu pai João Perini. Já em Garibaldi, as atividades têm início em 1996, quando a Perini terceiriza uma infraestrutura para elaborar seus Espumantes Casa Perini e no mesmo ano, a marca Casa Perini é lançada também para os Vinhos Finos da Vinícola. Atualmente, a Vinícola Perini conta com 12 hectares de vinhedos localizados em Garibaldi e 80 hectares em Farroupilha, agregando uma área total de 92 hectares. (retirado do site do próprio produtor)

Hoje com uma linha muito diversificada, a Vinícola Perini aposta em descomplicar o vinho e trazer para o mercado em todas suas linhas produtos de excelente custo benefício e que tendem a agradar uma vasta gama de paladares do brasileiro. E por isso, vou destacar alguns produtos em diferentes linhas de produtos para quem for visitar a feira ou mesmo quiser prova-los depois.

Começo com o Espumante No 1 2008. É o primeiro espumante vintage da empresa, o que significa que foram selecionadas as melhores uvas da safra para compor este corte de Chardonnay e Pinot Noir em edição especial e limitada de apenas 600 garrafas. Complexo, aromático, evoluído com aromas tostados, frutos secos, florais e com uma acidez muito bacana. Final delicioso.

Passo agora ao Casa Perini Tannat 2012. Como fã confesso desta casta tão controversa e difícil, não poderia deixar de fora um vinho como este. Feito 100% com uvas Tannat da Serra Gaúcha, o vinho impressiona pela maciez. Cor violácea de grande intensidade, aromas de frutos escuros, chocolate e leve toque floral. Na boca os taninos são sedosos e calmos, acidez na medida e corpo médio. Pelo preço (cerca de 30 dinheiros) é pra ser um best seller!

Finalizando nosso passeio por aqui vamos falar do Perini Fração Única Merlot 2012. Como o nome sugere, são usadas uvas Merlot de parcelas especiais e selecionadas. Teve passagem de seis meses por carvalho francês. Resulta num vinho de coloração rubi violácea de média intensidade, aromas remetendo a frutos vermelhos, mentolado, especiarias e algo de baunilha. Final de média para longa duração. Vinho bem feito e muito agradável de se beber.

Conforme disse anteriormente, se estiver na Expovinis, que termina hoje, não deixe de visitar o stand da Vinícola Perini e se deliciar com seus vinhos bacanas. Se não conseguir, tenho certeza de que você deverá procura-los pois valerá a pena.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário