terça-feira, 23 de junho de 2009

Reconhecer o esforço dos outros: uma virtude!

Confesso que ultimamente tenho tido nojo de alguns jornalistas e pessoas em geral que teem acompanhado e comentado sobre a Copa das Confederações de futebol, sendo realizada na África do Sul. Nisso se incluem brasileiros e estrangeiros. E explico o por que disso. Muitos pseudo-entendidos em futebol e que mal e porcamente sabem falar a nossa língua natal, o português, tem criticado categoricamente o esforço do técnico brasileiro da seleção sul africana Joel Santana, em se comunicar em um dos idiomas oficiais do país que dirige, o inglês.

É evidente que o próprio Joel reconhece que não tem fluência na língua e que suas entrevistas são recheados de termos esquisitos, palavras erradas ou mesmo algumas palavras em português. E quem, em pleno exercício do aprendizado de idiomas, não comete erros? Não se confunde e mistura termos em português enquanto tenta verbalizar suas idéias? Gostaria de que me mostrasse quem são, pois eu que possuo pouco domínio da língua inglesa já passei por estes mesmos problemas durante minha fase de aprendizado e prática (aproximadamente 9 anos entre cursos, intercâmbio e testes). É pura hipocrisia e falta de assunto.

Nós deveríamos é exaltar a força de vontade de um brasileiro (assim como nós) de prosperar em um país diferente, com hábitos e costumes diferentes, com LÍNGUA diferente. Joel está lá por um objetivo: uma boa participação e a experiência de uma Copa do Mundo, muito importantes em um currículo de técnico de futebol, e o aprendizado de um dos idiomas locais nada mais é do que uma ferramenta que viria a facilitar seu trabalho.

É de conhecimento público que com o avançar de nossa idade, salvo em raras exceções, o aprendizado de outras línguas, profissões e afins é muito mais difícil pois não temos mais a disposição que o corpo e a mente precisam para assimilar com facilidade os novos conhecimentos. O que se esperar então de uma pessoa, que aos mais de 60 anos, inicia o aprendizado de uma nova língua? Claro que no início, muitas dificuldades, atrapalhadas e por ai vai. Mas é no mínimo louvável e deveria servir de exemplo para todos nós o esforço que Joel está fazendo.

Uso meu espaço para deixar meus parabéns a iniciativa deste cidadão que pode não ser unanimidade no mundo da bola mas que, ao menos para mim, deixa um exemplo de força de vontade e superação. Parabéns, Joel Santana.

Um comentário:

  1. Luiz F. G. Beltrami25 de junho de 2009 00:23

    Parabéns pelo post! Por mais engraçado que seja ver o Joel e sua tentativa de falar inglês, o importante é que ele tenha tentado e conseguido se comunicar.

    ResponderExcluir