quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Pesquisa recente revela: compradores de vinhos chineses são altamente conectados nas redes de computadores

Consumidores de vinho chineses usam muito mais a internet e as redes sociais para fonte de informação do que suas contrapartes ocidentais, de acordo com uma nova pesquisa. Três quartos dos consumidores entrevistados pela empresa de pesquisas Wine Intelligence disseram que muitas vezes recorrem a internet para procurar informações sobre determinados vinhos, dentre os quais 62% utilizam com freqüência as redes sociais como fonte. Estes consumidores "altamente conectados" estão muito menos propensos a confiar nas recomendações do vendedores das lojas (32%) ou no boca a boca de amigos e familiares (39%). 

A Wine Intelligence disse que a pesquisa, feita com base em entrevistas com mais de 1.000 chineses de classe média superior e consumidores de vinho importado, mostrou um contraste "dramático" com os países ocidentais, onde o boca a boca é considerado muito mais importante. A empresa acrescentou ainda que os novos consumidores de vinho na China eram cada vez mais dependentes do mundo digital para aprender sobre vinhos, com cerca de 13m de adultos chineses freqüentemente acessando informações on-line. Sites populares incluíam Baidu, a maior ferramenta de buscas do país, e o site de informações sobre vinhos Winechina.cn. 

Entre os termos de busca mais populares estavam os relacionadas com novos lançamentos vintage, as análises e informações sobre jogos de vinho e comida. 

"O consumidor atual de vinho importado na China é altamente conectado e confortável em usar o mundo digital para saber mais sobre o vinho", disse Maria Troein, principal autora do relatório e Executiva de Projeto Sênior da Wine Intelligence. "Este domínio on-line também reflete o grau em que os consumidores de vinho importados se encontram, são ainda um grupo relativamente pequeno e exclusivo na China, semelhante aos "usuários avançados" em outros países que usam a internet para encontrar e se conectar com outros que estão interessados ​​em vinho."

Nenhum comentário:

Postar um comentário