segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Churrasco, vinho e amigos: sempre uma ótima combinação!

Como eu já vinha falando, o final de ano é sempre muito bom pois estamos sempre nos reunindo com pessoas queridas que fazem parte de nossas vidas para celebrar mais um ano que se passou, mais um ano de amizades, de risos, de choros, de encontros e desencontros, enfim, mais um ano de vida! E foi num destes encontros na casa do Barão que aconteceu um churrasco épico com direito a uma "adega open", brincadeira que criamos para dizer que basicamente vários vinhos por lá guardados estariam disponíveis para a tarde inesquecível que iria acontecer. Aí é que surge a dúvida, por que destacar vinhos num mar de preciosidades é bem complicado, mas eu vou destacar dois vinhos que eu gostei muito e que me trazem diversas lembranças da vida. Sim, já peço desculpas antecipadamente pois eu estou um pouco emotivo nestes  últimos dias do ano e minhas escolhas invariavelmente poderão recair sobre acontecimentos marcantes de minha vida neste ano.


A primeira escolha foi para um vinho branco diferente e que eu nunca havia tomado nada semelhante, um branco esloveno! Sim, um vinho que veio da Eslovênia queridos leitores. A Eslovênia está localizada no Leste Europeu e segundo conta a história, lá se produzem vinhos a mais de 2500 anos. Existem cerca de 24 mil hectares plantados nos país sendo que são produzidos mais de 20 variedades de vinhos brancos e 12 de vinhos tintos. Ainda segundo minha pesquisa, o país está dividido em 3 regiões vitivinícolas: Primorje (ou Primorska), Posavje e Podravje. O vinho em destaque aqui, o Edi Simčič Triton Lex 2007, é produzido pela vinícola Edi Simčič na subregião de Goriška Brda (Primorje), notóriamente conhecida por seus vinhos brancos. O Triton Lex é um blend de Chardonnay, Sauvignon Blanc e Ribolla Gialla (em porporções iguais) sendo que ao que me parece, não passa por envelhecimento em barricas. Um branco untuoso e fresco, de coloração dourada e com aromas de frutas tropicais, toques minerais e lembranças de madeira que fica no palato por um bom tempo. Acompanhou bem alguns queijos e o início do churrasco. Curioso e saboroso!


Pra não dizer que não falei das flores..opa, não era bem esta a frase mas, como vocês que me acompanham por aqui já sabem, tenho uma predileção por vinhos tintos e eu tinha que falar sobre um dos que provamos nesta tarde de churrasco e amizades. E a escolha recaiu sobre o Tenuta Friggiali Brunello di Montalcino DOCG 2004, e explico o por que. Os vinhos toscanos e especialmente os de Montalcino afloram as ainda muito vivas memórias de meu casamento e lua de mel na Itália. Escolha óbvia. Nem é preciso falar muito da vinícola aqui pois é uma das gigantes e mais famosas do coração de Montalcino o que cada vez mais comprovamos com seus vinhos de excelente qualidade. Este um típico brunello de coloração rubi, aromas de frutos silvestres, florais e toques terrosos. Grande corpo, taninos domados e um final de longuíssima duração. Vai mais do que bem com carnes assadas e boas amizades!

É claro que tivemos muitos outros excelentes vinhos, afinal o Barão não brinca em serviço. Mas pra que ficar falando e escrevendo sobre cada uma deles se o mais importante foram os momentos que passamos juntos de pessoas que gostamos, comemos bem e nos divertimos? É pra isso que servem as amizades e estes momentos especiais. 

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário