sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Champagne Montaudon Grand Rosé: Por que Champane não tem hora!


Ainda fuçando minhas notas de degustação dos vinhos que passearam pela nossa mesa durante as festividades de final de ano, achei mais um vinho que ainda não havia postado. E esse foi um vinho espumante que deu continuidade as festividades de dia primeiro de janeiro, comemoração do primeiro dia do ano. Qual é este vinho? É o Champagne Montaudon Grand Rosé.


A Maison Montaudon foi fundada em 1891 por Louis Auguste, e é uma tradicional casa de Champagne com fama e reconhecimento internacional. Desde dezembro de 2008, a empresa pertence à Moët Hennessy, do grupo LVMH, responsável por mais de 25% de todas as vendas e exportações dos vinhos desta famosa região francesa. Sua história tem início em Epernay, mas atualmente está localizada na região de Reims, onde mais de 45 hectares de vinhas estão plantadas.Embora as instalações sejam históricas, o processo de produção conta com o melhor da tecnologia disponível no setor de vinificação. O Champagne Montaudon Grand Rosé é feito com um corte típico da região de Champagne: Chardonnay e Pinot Noir. Tem por volta de 12% de graduação alcoólica. Vamos as impressões?

Na taça o champagne apresentou uma bonita cor salmão com tendências laranjas, bom brilho e um perlage persistente e abundante de pequeninas borbulhas.

No nariz o champagne apresentou aromas de frutos vermelhos, panificação e leve toque floral.

Na boca o champagne se mostrou cremoso e extremamente fresco com o retrogosto confirmado todo o olfato. O final era de longa duração.

Falar o que mais? É champagne, bebê! Não é um champagne top mas para o mercado nacional e com o preço que consegui (abaixo de 100 dinheiros na época que comprei) valeu demais.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário