segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Nederburg Foundation Sauvignon Blanc 2014: Aplacando o calor da #CBE

É mais uma vez aquela época do mês em que os enoblogueiros(as) espalhados por este Brasil (e mundo) afora se unirem em mais uma degustação virtual, a já conhecida por aqui #CBE - Confraria Brasileira de Enoblogs. Neste mês, mais uma vez, tive um pequeno atraso pelo qual já me desculpo com meus colegas enoblogueiros e enoblogueiras. O tema foi sugerido pelo próprio presidente da Confraria, o Alexandre Frias do blog Diário de Baco: "Desculpa o tremendo atraso neste mês, mas apara agilizar o processo, eu mesmo darei o tema do mês: Um vinho de Sauvignon Blanc sem limite de preço. Por incrível que pareça, este vinho perfeito para o verão, não aparece na CBE há mais de 2 anos! Bora refrescar?". E por aqui como missão dada é missão cumprida, chegamos com o vinho sul africano Nederburg Foundation Sauvignon Blanc 2014.


Um pouco de história da Nederburg: "Em 1º de novembro de 1791, Philippus Bernadus Wolvaart, aos 42 anos recebeu a posse de uma propriedade que cobre o equivalente a 49 ha pela Companhia das Índias Orientais Holandesas (DEIC). Ele pagou a soma de 5600 florins pela a fazenda, que fica entre os rios Berg e Palmiet no distrito de Drakenstein (que hoje conhecemos como Paarl). Batizou a propriedade de Nederburgh. No entanto, o "h" parece ter sido retirado do nome muito cedo na história da fazenda. Ele começou imediatamente a limpar a terra, usando como mão de obra seus 10 bois e seis cavalos. ele estendia suas plantações um pouco a cada ano. Por volta de 1808 ele havia plantado 63 000 videiras e estava produzindo 23280 litros de vinho e outros 2328 litros de brandy. Seu foco, dedicação, espírito pioneiro, paciência e cuidado estabeleceram uma tradição na Nederburg, que se mantém até hoje. Depois disso e nos anos que vieram, após passar pelas mãos de alguns outros proprietários, a Nederburg chegou aos cuidados de Johann Georg Graue, sob os quais viveu altos e baixos mas viu sua fama se expandir e muitos prêmios ganhar com a ajuda do enólogo alemão Günter Brözel, que esteve a frente dos vinhos Nederburg até 1989, quando se aposentou. Desde então a Nederburg nomeou outros enólogos que mantiveram e expandiram a qualidade e o nome da vinícola na África do Sul e mundo afora.

A linha de vinhos Foundation, além de fazer referência ao fundados da vinícola (Philippus Bernadus Wolvaart), é uma linha de vinhos jovens, frutados e indicados para o consumo do dia a dia. O Nederburg Foundation Sauvignon Blanc 2014 é feito única e exclusivamente com uvas Sauvignon Blanc de regiões como Darling, Paarl e Philadelphia de idades que variam entre 50 e 15 anos de idade. Não passa por envelhecimento em barricas. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou uma bonita cor amarelo palha com reflexos verdes, límpida e com muito brilho.

No nariz o vinho mostrou aromas discretos de frutas cítricas (maracujá) e grama recém cortada.

Na boca o vinho apresentou corpo leve e boa acidez. O retrogosto confirma o olfato e o final é ligeiro.


Para acompanhar o vinho, minha esposa chef fez rosetas de pescada com geléia de pimenta sobre cama de duxell de cogumelos e batata rústica. Show de bola. Infelizmente o vinho não esteve a altura, muito simples e discreto. As vezes agente erra. De qualquer maneira, fica ai o vinho do mês da confraria. E que venham as próximas.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário