quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Pangea Syrah 2008: Potência e elegância nesse vinho do Chile!

Em mais uma noite dessas onde, depois de um dia extremamente cansativo de trabalho e afazeres do dia a dia, chegava a hora de relaxarmos. Então resolvemos comer algo gostoso e claro, acompanhar com um bom vinho. Como a vida é demasiada curta para ficarmos pensando e guardando vinhos, tratei de tirar da adega o Pangea Syrah 2008. Muitos vão dizer que era muito cedo pra abri-lo. Vamos ver o que podemos falar sobre ele? 


A Viña Ventisquero, uma velha conhecida do público brasileiro, começou suas atividades em 2000 e desde então com o lançamento de cada novo vinho, vem se consolidando como um grande player no mercado. Hoje a vinícola possui vinhedos em todas as grandes regiões vitivinícolas do Chile: Maipo, Casablanca, Leyda e Colchágua. Sobre o Pangea Syrah, podemos adicionar que é um varietal 100% Syrah com uvas provenientes do Vale do Colchágua e conta com passagem de 20 meses em barricas de carvalho francês e mais 24 meses em garrafa antes de ser liberado ao mercado.Impressões?

Na taça o vinho apresentou uma coloração rubi violácea de média intensidade, algum brilho e boa limpidez. Lágrimas finas, espassadas e quase já sem cor se faziam notar pelas paredes da mesma.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos escuros, especiarias, toques minerais e de baunilha.

Na boca o vinho se apresentou boa acidez, taninos finos, macios, redondos e um bom corpo. Retrogosto confirma o olfato. Final de média para longa duração.

É um belo Syrah chileno sem dúvida alguma. O vinho está pronto para consumo mas ainda deve se beneficiar de algum tempo em garrafa. De acompanhamento tivemos costelinhas de porco grelhadas e brócolis cozido no vapor. E o prato se entendeu muito bem com o vinho, criando uma bela combinação. Eu recomendo a prova, do vinho.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário