quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Provence Cottage & Bistrô: Sofisticação e experiência sensacional!

Vivemos um turbilhão de atribuições e de tarefas em nosso dia a dia que muitas vezes esquecemos de nós mesmos e dos nosso prazeres, negligenciamos nossa saúde e deixamos de fazer atividades que nos trazem prazer. Por isso é bom que, de vez em quando, viremos a chave e mesmo que por um curto final de semana, nos entreguemos a alguns exageros sem culpa. E foi assim que eu e minha esposa chegamos a Monte Verde, Sul do estado de Minas Gerais, em um final de semana desses. E mais do que isso, descobrimos a verdadeira experiência gastronômica. Ou melhor, a verdadeira experiência sensorial, muito além da gastronomia.

Detalhes das louças e pratarias utilizadas

O Provence Cottage & Bistrô é uma luxuosa pousada e bistrô (desculpem a redundância) que trás ares de Europa para o aconchego de Monte Verde. Toda a arquitetura e os detalhes de decoração remetem as antigas pousadas provençais. Embora não tenhamos nos hospedado lá (o que foi uma pena, uma vez que só ficamos sabendo do lugar depois de já termos escolhido a nossa pousada) soubemos que por lá era servido um jantar em formato menu degustação com 5 pratos, e decidimos embarcar de cabeça. O Bistrô funciona num estilo comfort food e slow food, sendo uma surpresa a parte, afinal quando você faz a reserva não tem idéia do que será servido. Mas até nisso o cuidado do local é mostrado, pois se preocupam em saber se você tem restrições alimentares e caso as tenham, adaptações ao menu podem até ser feitas. E das mãos do chef Ari Kespers saem jóias tão criativas e deliciosas que transformam cada jantar em algo inesquecível. A inspiração é na cozinha internacional, não há dúvidas, mas com aquele quê mineirinho e recheado de produtos locais.

Capuccino de Cogumelos Portobelo

Começamos o jantar já de um forma perfeita e inusitada com um Capuccino de Cogumelos Portobelo, Confit de Canard e Terra de Banana. Estava deveras cremoso e rico em camadas e texturas. Aqui o chefe brinca com a cor dos cogumelos, a cremosidade do preparo e a espuma colocada no topo além é claro da farofinha de banana, em alusão a famosa bebida a base de café, criando também um contraste doce x salgado muito interessante.

Ravioli de Banana da Terra

O segundo prato era de se comer de joelhos. Um belo Ravioli de Banana da Terra, Queijo da Serra da Canastra e Macadâmia. Mais uma vez o joguete do salgado e doce funciona muito bem, tudo isso aliado a uma massa caseira perfeita e cozida a perfeição.

Strudel de Bacalhau

Já passávamos da metade da "brincadeira" sensorial quando nos deparamos com o terceiro prato, e imaginem só, outro belo prato. Era um Strudel de Bacalhau com Consommé de Maçã. Além do contraste de sabores, pedacinhos de maçã em conserva criavam também uma textura diferente e um aspecto azedinho interessante aos pratos. Impressionante.

Tornedor Suino

Chegamos ao prato principal e, além do deleite visual, o prazer a cada garfada não poderia ser diferente. O Tornedor Suíno com Molho de Tamarindo, Mandioca Cremosa e Farofa Brasileira era espetacular. A carne tenra e suculenta, o contraste agridoce e as texturas adicionadas pela farofinha era divinos, formavam um conjunto afinado e consoante.

Para finalizar a sobremesa era composta de uma deliciosa Tapioca Bruleé com Creme Inglês e Sorvete Caseiro de Goiaba. Sem excessos na doçura e com a constante brincadeira entre as texturas e os sabores contrastantes, não poderia exisitr melhor forma para fechar o banquete sensorial pelo qual havíamos passado.

A cara da satisfação

Depois de tudo isso, o que mais eu poderia dizer sobre o Provence Cottage & Bistrô? O chef Ari Kespers nos proporciona uma experiência que expande os horizontes gastronômicos, que nos faz entender perfeitamente o que significa slow/comfort food e que nos deixa com o sentimento de que somos tratados de uma maneira ímpar. Os sabores permanecem na lembrança e a vontade de quero mais uma constante em meus pensamentos! Eu recomendo a todos que estiverem pensando em ir a Monte Verde ou que já estejam por lá a conhecer este restaurante, não irão se arrepender.

Detalhes da decoração com ares europeus

Ah, vocês devem estar se perguntando se não teve um vinho para acompanhar tudo isso, certo? Pois eu digo que teve sim, mas será assunto para o próximo post, uma vez que me alonguei demais por aqui. Fiquem conosco.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário