sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Virando o ano com Champagne Lacombe Grande Cuvée Brut!

E foi assim que mais um ano se passou e cá estamos em 2016. O final de ano foi bem complicado, com muitos desafios no lado profissional. Mas, conseguimos sobreviver e agora, com certo atraso venho falar do espumante com o qual brindamos a virada do ano de 2015 para 2016. E olha que foi dia de Champagne, bebe! Passamos muito bem com o Champagne Lacombe Grande Cuvée Brut.


Este Champagne, como o próprio nome já denuncia, é produzido pela Maison Georges Lacombe, cuja história se confunde com a do próprio fundador, Georges Lacombe. Foi no final de sua adolescência, quando criou e passou a editar a revista “O Eclético” (tradução livre do francês), que ele começou a se apaixonar por vinho. Casou-se e, então, voltou às terras de sua família, nas proximidades de Cahors, onde começou a cultivar algumas vinhas. Mas foi chegar à Champagne somente depois do casamento de sua filha, em 1989, com um enólogo da prestigiada região de espumantes. O pequeno vinhedo que comprou foi se estendendo e, hoje, depois de conquistar tamanha reputação, já soma 12 hectares, a maioria localizada no Vale do Marne.

Sobre o Champagne Lacombe Grande Cuvée Brut, podemos ainda acrescentar que é um corte a partir das 3 uvas comumente usadas em Champagne: Pinot noir (35%), Pinot Meunier (30%) e Chardonnay (35%). É utilizado 75% de vinho base do ano de colheita do engarrafamento mais 25% de vinhos base considerados "reservas" de safras anteriores. Passa de 24 a 36 meses em contato com as leveduras, na garrafa. Vamos as impressões?

Na taça o Champagne apresentou uma bonita coloração dourada brilhante e límpida. Boa formação de uma fina perlage, bastante persistente e "barulhenta". 

No nariz o Champagne apresentou aromas de frutos tropicais e cítricos, pão, floral e algo de manteiga. 

Na boca o Champagne se mostrou muito cremoso e fresco, muito equilibrado. O retrogosto confirmou o olfato e o final era de longa duração.

A cada dia que passa e com o aumento da "litragem" com relação aos Champagnes, posso dizer que me torno mais e mais fã desta bebida. Este foi provado no dia primeiro de janeiro, pós virada de ano e arrebentou na mesa. Se você é também fã desta bebida, não deixe de provar este. Eu recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário