quinta-feira, 16 de junho de 2016

Familia Deicas Preludio 2009

Que dias especiais merecem vinhos um pouco mais especiais, eu já disse várias vezes não é mesmo? Mas eu não canso de repetir esta frase que quase se tornou um mantra pra mim. Mais do que isso, ultimamente eu tenho tentado, na medida do possível, tomar bons vinhos e não me apegar a eles. Uns dizem que a vida é curta demais para bebermos vinhos ruins. Acho que acredito. E foi assim que as comemorações do Dia dos Namorados começaram lá em casa com o Familia Deicas Preludio 2009.


Juan Carlos Deicas nasceu em Montevidéu no dia 6 de setembro de 1937, tendo crescido no bairro de Piedras Blancas, estudou Ciências Econômicas e, antes de entrar no mundo vitivinícola, trabalhou como bancário. Casou-se em 1960 com Elida Heres, com quem teve dois filhos: Mariela e Fernando. Em 1979, Juan Carlos Deicas, fundou o Establecimento Juanicó, que hoje em dia é uma das principais vinícolas do Uruguai. Antes de ser propriedade da Família Deicas, as terras do Establecimiento Juanicó passaram por diferentes donos. Entre eles destacou-se Don Francisco Juanicó, quem em 1830 rompeu com a tradição da criação de gado na região e construiu uma cave subterrânea que lhe permitiu elaborar vinhos de grande qualidade, devido a sua climatização natural. Porém, a grande mudança produziu-se recentemente quando Fernando Deicas assumiu o controle da vinícola no começo dos anos 80. Com uma nova visão e uma “grande mudança de mentalidade” a Família Deicas incorporou novas tecnologias e fez um forte investimento industrial para enfrentar novos desafios e assim abrir as portas do novo mundo para a vinícola. As novas gerações têm contribuído com outras visões e enfoques mais modernos e internacionais. Em 2010, a Família Deicas decidiu separar a produção de certos vinhos especiais e nasceu então a vinícola Premium Família Deicas. Esta vinícola fica em Progreso, Canelones, e o seu ícone é um casarão antigo conhecido pelo nome de Domaine Castelar. Os vinhos da Família Deicas são produzidos em pequena escala, cuidando minuciosamente todo o processo, desde o vinhedo até a guarda. Hoje, três gerações desta família compartilham a mesma paixão: atingir o perfeito equilíbrio entre tradição e inovação.

Sobre o Familia Deicas Preludio 2009, podemos acrescentar que é um vinho feito a partir das castas Tannat, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Petit Verdot com passagem de 24 á 30 meses em barricas de carvalho. Vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou cor violácea de grande intensidade, bom brilho e boa limpidez. Lágrimas mais gordinhas e lentas, além de muito coloridas, também faziam parte do conjunto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos vermelhos e negros bem maduros, baunilha, flores e toques de especiarias.

Na boca o vinho se mostrou encorpado, de boa acidez e com taninos macios. O retrogosto confirma o olfato e o final e deixa a gostosa sensação de quero mais.

Um belíssimo vinho uruguaio, que serviu o propósito de celebrar uma data tão bacana, que apesar dos apelos comerciais, serve de desculpa para celebramos o amor. Não é um vinho barato, mas vale o quanto custa. Eu recomendo a prova.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário