quinta-feira, 9 de junho de 2016

Gimenez Mendez Alta Reserva Sauvignon Blanc 2015

A pouco mais de uma semana atrás foi aniversário da anjinha que surgiu em minha vida a uns quatro anos e que tem me ensinado muita coisa desde então, mas mais do que isso, tem me dado a oportunidade de ser pai e de ama-la incondicionalmente. E foi para comemorar com ela mais uma primavera que ela escolheu irmos em um restaurante japonês no sistema rodízio, o Kazami Sushi. Como apreciador de vinhos e com uma taxa de rolha amigável, resolvi pegar um vinho de minha adega para a hercúlea missão de escoltar o jantar. Esta missão ficou a cargo do Gimenez Mendez Alta Reserva Sauvignon Blanc 2015. Vamos ver o que descobrimos sobre o vinho e sobre quem o produz.


O vinho é produzido pela Vinícola Gimenez Mendez, uma vinícola uruguaia estabelecida na mais pura área da América do Sul e totalmente pertencente e gerida pela família Gimenez Mendez. Seus vinhedos, cerca de 100 hectares, e adega estão localizados nas regiões de Las Brujas em Montevideo, Los Cerrillos e Canelón Grande, no sul do Uruguai, territórios privilegiados para a produção de vinhos. A história da família Gimenez Mendez com a viticultura data de 1929, quando produziam praticamente só vinhos de mesa. Devido a uma crise do mercado uruguaio, em meados dos anos 90, adquiriram uma outra adega mais antiga e tiveram a oportunidade de expandir seus negócios, decisão esta que se mostrou acertada com o passar do tempo. Atualmente seus vinhos podem ser encontrados no Reino Unido, Alemanha, Suíça, EUA, Brasil, Barbados e México. 

Falando agora sobre o Gimenez Mendez Alta Reserva Sauvignon Blanc 2015, podemos acrescentar que é um vinho feito 100% com uvas Sauvignon Blanc da região de Las Brujas, próximo a Montevidéu, no Uruguai. Não passa por madeira, a busca aqui é a fruta em sua expressão mais pura. A curiosidade fica aqui com o rótulo do produto, que possui a inscrição "enjoy it" que muda para a coloração rosa quando o vinho atinge a temperatura ideal de consumo. Apesar de toda sua história no mundo vitivinícola uruguaio, a vinícola Gimenez Mendez tem olhos para o futuro e as novas tecnologias existentes, mais um ponto pra eles. Enfim, sem maiores delongas, vamos as impressões?

Na taça o vinho apresentou coloração amarelo palha de reflexos esverdeados, excelente brilho e limpidez.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos cítricos (maracujá em maior evidência mas também com lembrança de lima), leves toques herbáceos e minerais e algo de xixi de gato.

Na boca o vinho apresentava certa cremosidade aliada a um bom frescor. O retrogosto confirma o olfato e o final era bem fresco e longo. 

Este vinho é mais um grande exemplo de que o Uruguai e sua viticultura vai muito além da uva Tannat. Um grande vinho branco uruguaio, complexo, equilibrado e leve na medida. Deixa sempre a pontinha de quero mais na boca. Casou em cheio com a comida japonesa do dia. Eu recomendo a prova. É mais um vinho trazido pelo Clube de Vinhos Winelands, o clube que eu assino e recomendo.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário