segunda-feira, 23 de março de 2009

Os carregadores de piano!

Algumas coisas no futebol são realmente muito curiosas. O sucesso ou fracasso de um time de futebol está sempre calcado na imagem de um ídolo ou de um craque do time, este responsável pelas inúmeras vitórias do time em detrimento aos outros 10 jogadores, que quase nunca recebem o mesmo espaço de mídia, isto quando recebem algum espaço de divulgação.

Estou falando disso pois estive observando o jogo deste final de semana entre Corínthians e Santos e muito se falou em duelos particulares como Ronaldo x Neymar, do suposto maestro Douglas no Corínthians ou mesmo da promessa que Dentinho representa para o futebol. Willian é o capitão, Chicão e Elias os destaques da temporada mas todos esquecem que sem o futebol de outros dois jogadores, o time do Corínthians não apresenta esta consistência: Alessandro e Christian!

O camisa 5 do timão sempre foi visto com desconfiança, vindo de times como Flamengo e Santos, mas apesar de algumas contusões que insistem em persegui-lo, eu o vejo como o melhor lateral direito do clube desde que Rogério deixou esta posição. Ele está sempre bem posicionado e tem um pulmão de aço, sempre ajudando e muito na marcação e com excelentes chegadas ao ataque onde cria tabelas com os meias e jogadas de linha de fundo ainda é sem sombra de dúvida uma válvula de escape quando o meia Douglas se esconde em campo.

O que falar então do camisa 6 Christian, incansável na marcação e que está em todos os lados do campo não dando folga ao time adversário além de cobrir os avanços dos laterais com extrema precisão, assim como em um lance de linha de fundo que deu um carrinho preciso na bola, desarmou o jogador adversário e ainda por cima evitou a saída da bola e saiu jogando com a mesma. Sem demagogia alguma, me fez lembrar de jogadores do quilate de Maldini ou Baresi, excelentes na função de marcação e que marcaram época no futebol italiano.

Na minha humilde opinião, estes jogadores quando em campo e em plenas condições, são responsáveis por elevar técnica e taticamente o nível de jogo do Corínthians e fazem a diferença quando jogadores como Ronaldo, Dentinho e outros não conseguem produzir o esperado. São estes os operários responsáveis por carregar o piano de um lado a outro do campo, por criarem o alicerce de um time vencedor.

E vocês, deixem as opiniões na caixinha de comentários do balaio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário