terça-feira, 20 de março de 2012

Como podemos definir vinhos biodinâmicos?

E mais uma vez trazemos ao blog um post da série curiosidades do vinho. Desta vez, trago uma ligeira discussão sobre como definir, ou não, vinhos biodinâmicos. Com certeza você que é um pouco mais antenado no mundo dos vinhos invariavelmente já deve ter ouvido esta expressão e como eles tem ganhado destaque tanto com a crítica de um modo geral, mas também entre os consumidores. E é óbvio que em ambos os casos, a busca é sempre por vinhos de qualidade, sejam estes orgânicos ou não, mas como no caso a cultura biodinâmica é por definição muito mais atenciosa com a terra e com o fruto em si, é de se esperar que tenhamos experiências saborosas com este tipo de vinhos.

Mas a maneira mais fácil de descrever o cultivo biodinâmico pode ser a referência a práticas orgânicas (embora a maneira como as pessoas usam o termo "orgânico" possa variar um pouco). A maioria das pessoas está familiarizada com o termo "orgânico" como sendo uma forma de se evitar aditivos sintéticos e produtos químicos na cultura de qualquer natureza.

Já a cultura "biodinâmica" leva essa ideia um passo adiante, pois a agricultura biodinâmica incorpora idéias do vinhedo como um ecossistema, e também se vale das influências astrológicas e dos ciclos lunares no comportamento do ciclo vegetativo das videiras. Um vinho biodinâmico é feito de uvas cultivadas biodinamicamente, e significa que o produtor não utilizará quaisquer manipulações comuns, tais como adições de levedura ou ajustes de acidez. Um vinho rotulado como "feito de uvas biodinâmicas" significa que o vinicultor se utilizou de uvas cultivadas biodinamicamente mas seguiu uma lista de regras menos rigorosas em seu processo de vinificação.

Evidentemente estamos falando aqui de maneira simplificada para que pessoas leigas, e eu me incluo nesta lista, possam entender o básico de como funciona a cultura biodinâmica. Agora se você leitor conhece mais a fundo o assunto, seja praticante ou estudioso do assunto e queira dividir conosco seus conhecimentos, sinta-se a vontade de deixar comentários tanto aqui no blog como em nossa página no Facebook. Conto com a colaboração de todos.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário