terça-feira, 6 de março de 2012

Kuleto Estate Zinfandel 2007

Confesso que apesar de não ser um grande conhecedor dos vinhos norte americanos, sou um apreciador, sempre que entro em contato com eles. Normalmente, e principalmente os oriundos da Califórnia e do Vale do Napa, são vinhos potentes, alcoólicos (faz muito calor na região, com pouca pluviosidade), carnudos, corpulentos, enfim, vinhos bem ao estilo novo mundo e que agradam uma grande parcelo do mercado consumidor por passarem uma falsa impressão de doçura no paladar. Sobre a uva zinfandel, comentei anteriormente sobre as curiosidades que envolvem sua origem e portanto não irei falar sobre isso de novo para não me tornar repetitivo. Quem quiser ler um pouco sobre isso, acesse este post aqui.

A Kuleto Estates tem a história datada de 1992, e nasceu nas mãos de apaixonados por culinária e vinicultura em geral. Aliado ao potencial vinícola da região, criaram um verdadeiro ícone vinícola na região. Sobre o vinho, o mesmo é feito com uvas 100% zinfandel plantadas entre 1200 e 1400 metros acima do nível do mar, o que gera condições únicas de amadurecimento mais lento e progressivo das uvas. Além disso, o vinho passa por um período de 9 meses em carvalho francês para amadurecimento. Mesmo assim o vinho atinge incríveis 14,9% de álcool. Vamos as impressões.


O vinho apresentou na taça uma bonita coloração rubi violáceo sem halo de evolução e com moderada transparência. Lágrimas finas, rápidas e com pouca cor completam o aspecto visual.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutas escuras cozidas numa espécie de licor, algo de terroso e leve lembrança de violetas ao fundo. Com um tempo em taça, algo de lácteo pode ser identificado. Tudo muito integrado e delicado, sem aquela pancada que eu esperava.

Na boca o vinho tinha corpo médio para cheio, boa acidez e taninos finos, redondos e extremamente domados. Retrogosto trazia licor de frutas escuras e algo de chocolate. O álcool podia ser sentido durante toda a degustação, como esperado, mas não prejudicou a degustação.

Outro excelente vinho americano de uvas zinfandel, que apesar de não ser barato, pode ser considerado boa compra em sua faixa de preço. Eu recomendo.

Até o próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário