segunda-feira, 19 de março de 2012

Mandolin Central Coast Syrah 2008

Mais um vinho advindo das degustações as cegas promovidas pelo Beto Duarte para a elaboração do seu guia  de vinhos. Entramos numa etapa destas degustações onde a presença mais efetiva é de vinhos norte americanos e embora não tenha podido participar das todas as degustações, é importante ter este mix de uvas e locais diferentes, pois me ajuda a desenvolver o paladar.

Bom, falando um pouco do vinho em si, este exemplar é produzido pela Mandolin Wines, que está presente no Condado de Monterrey, na Califórnia. Produz além deste Syrah, Chardonnay, Riesling, Pinot Noir, Merlot e Cabernet Sauvignon. Segundo o site do produtor, o vinho é feito com 100% de uvas Syrah e depois do processo de fermentação malolática (feito em carvalho francês) o vinho ainda permanece por 14 meses em barricas antes do engarrafamento. Vamos então as impressões sobre o vinho.


Na taça apresentou uma cor violácea intensa, quase sem nenhuma transparência e sem halo de evolução. Lágrimas finas, rápidas e coloridas tingiam as paredes da taça.

No nariz o vinho apresentou aromas de frutos escuros (ameixa preta/amora), pimenta e leve toque de baunilha. Depois de um tempo me pareceu que esta baunilha evoluiu um pouco e lembrava mais chocolate ao leite.

Na boca o vinho tinha corpo de leve para médio, boa acidez e taninos finos e macios, quase imperceptíveis. Trazia no retrogosto a fruta e a pimenta do nariz. Final curto.

Um vinho correto, sem defeitos mas que dependendo do seu preço (confesso que fui um pouco preguiçoso e não procurei saber de valores) pode não ser uma boa opção a outros Syrahs do novo mundo. Mas foi aprovado, de qualquer maneira vale conhecer.

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário