terça-feira, 10 de abril de 2012

Vallon des Sources 2007 - Mais um achado francês

Continuando com a esbórnia enofílica do feriado e final de semana aportamos agora na França, com um representante do Vale do Rhône. Este vinho me foi apresentado pela importadora Smartbuy Wines, e devo dizer que até hoje não consegui me decepcionar com nenhum dos vinhos deles que provei, e cada vez mais tenho certeza de ter feito a coisa certa ao me filiar ao clube de vinhos que eles criaram. Já devo ter falado sobre ele aqui, por isso não irei me tornar repetitivo e dizer tudo novamente neste post.

Bom, sobre o vinho e a vinícola, retirei do site da própria importadora algumas curiosidades, conforme segue: "Vinicultores de Personalidade é o nome da cooperativa que produz este vinho (Vignerons de Caractere), criada em 1956 após um tenebroso inverno que devastou a região de Vacqueyras em Cotes du Rhône. Os vinicultores resolveram juntar seus esforços, para decidir sua sorte, e o destino de seus vinhedos. Hoje são mais de 80 famílias com propriedades espalhadas pelo Rhône, em Vacqueyras, Gigondas e Beumes de Venise. Seus vinhos tem sido muito bem pontuados e a vinícola é a que tem o maior número de vinhos na lista de Top French Values da WineSpectator em 2008".

O Vallon des Sources é composto de uvas Mourvédre, Syrah e Grenache (embora não tenha encontrado as proporções exatas) e não passa por carvalho, fazendo com que a fruta expresse suas qualidades explicitamente. Além disso recebeu 89 pontos da WineSpectator e de Robert Parker. Vamos as impressões dos que degustaram o vinho no final de semana.


Na taça uma cor rubi com tons violáceos, ligeiro halo aquoso e lágrimas finas, rápidas e incolores. Apesar da idade ainda era muito vivo e brilhante.

No nariz o vinho abriu com um aroma animal muito presente, que depois foi lembrando carne defumada. Depois o vinho apresentou aromas de frutas escuras e muita especiaria. Tudo muito elegante e sem saltar na cara.

Na boca o vinho apresentou corpo médio, boa acidez, taninos firmes, presentes e ligeiramente rascantes porém muito bem integrados ao restante do vinho. Retrogosto trouxe de volta as frutas com um que de chá preto. Final de média duração.

Em suma, mais um belo exemplar francês de uma das regiões que tem se tornado uma de minhas favoritas, pois ainda não provei um vinho ruim de lá. Evidentemente isso se deve e muito ao responsável pela escolha dos vinhos da SmartBuy Wines, que tem um belo dedo para pinçar belos vinhos de lá. Eu recomendo!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário