segunda-feira, 17 de junho de 2013

Meu dia dos namorados combinou com Riesling: um ode ao amor!

Sei que estou um pouco atrasado nesta postagem, mas um misto de falta de tempo e um pouco de preguiça eu acabei postergando um post que pra mim, é muito especial. Veja, eu sei que a data é muito mais comercial do que qualquer outra coisa porém o significado dela quando estamos com a pessoa amada é muito grande e complexamente difícil de descrever em texto. Portanto eu passei um tempo pensando como colocar as coisas aqui de uma maneira que pudesse minimamente expressar meus sentimentos neste 12 de junho de 2013. Como alguns de vocês já sabem, me casei este ano e por isso seria nosso primeiro dia dos namorados como marido e mulher. Desta maneira achei que, melhor do que falar sobre o vinho em questão (que até já tomei anteriormente e escrevi sobre ele aqui) decidi que traçaria alguns paralelos com as características do vinho e o amor além de uma homenagem a minha esposa, em virtude também desta data. Ah, só lembrando, o vinho escolhido foi o Casa Marin Riesling Miramar Vineyard 2009, escolhido pra acompanhar um salmão assado ao tempero de limão e pimenta com um risoto de ervas finas. 



O brilho da coloração dourada que o vinho mostrava na taça me lembrou do brilho do seu olhar, meu amor, ao cruzar os meus olhos no nosso reencontro, quando num bar mexicano aqui da zona norte, pude ver dentro dos seus olhos que uma faísca ali aparecia.


Seu aroma floral prontamente me remete a você e suas orquídeas, o amor e carinho como as trata e a maneira como gosta de vê-las sempre belas e floridas. O que dizer então dos aromas de frutos brancos? O toque de dulçor que estes frutos acrescentam ao vinho me fazem lembrar de como você é doce e com aquela sua vontade de sempre se preocupar e me deixar confortável e satisfeito, não deixando que nada nos falte. Já o aroma de plástico, empireumático, prontamente me recorda de algo novo, novidade, que é como estamos criando nossa vida em conjunto, com nosso casamento ainda com aquele gostinho de lua de mel.

Fechando, não poderia deixar de comentar aquele gostinho mineral que me faz lembrar de nossa viagem de final de ano a Ilha Bela, dias gostosos, em família, um delícia.

Bom, o vinho? É bom e só confirmou minhas impressões postadas em artigo anterior. Sobre a data? O primeiro dia dos namorados com você, meu amor, foi inesquecível e tenho certeza que será o primeiro de infindáveis. Obrigado, mais uma vez, por estar este tempo a meu lado. Te amo!

Até o próximo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário